Um interessante rumor sobre a conversão da Rússia

Em Maio de 1946, uma rapariga russa (Natacha Derfelden) no exílio em Paris, foi ao Congresso Mariano Internacional em Fátima e levou o solo russo para Santuário. Trinta e cinco mil delegados juvenis de todos os cinco continentes juntaram-se a ela num ato de consagração da Rússia ao Imaculado Coração [de Maria]. Há rumores de que Natacha foi informada pela Irmã Lúcia (a vidente de Fátima) que a conversão da Rússia seria completada através da Igreja Ortodoxa e do Rito Oriental.

Haffert, John M. (1956), Russia will be converted, p. 204 (tradução livre).

Basto 01/2022

Papa Francisco elogia os 50 anos de ministério LGBT da Ir. Jeannine Gramick, em carta manuscrita

O titulo acima foi retirado de um artigo da revista da America, uma publicação dos Jesuítas nos EUA. A revista da Sociedade de Jesus destaca o facto de o Santo Padre ter enviado uma carta manuscrita de reconhecimento à religiosa cofundadora da New Ways Ministry, organização pseudocristã de apoio às vocações para as diversas formas de homossexualismo, numa altura em que a freira celebra 50 anos de ativismo LGBT.

10 de dezembro de 2021
Irmã Jeannine Gramick, SL

Querida irmã,

Muito obrigado pela sua carta. Fiquei feliz em receber a notícia do seu 50.º aniversário.

A sua carta lembrou-me “o estilo” de Deus… Deus tem o seu próprio estilo para se comunicar connosco. E poderíamos resumir esse estilo em três palavras: proximidade, compaixão, ternura.

E estou a pensar nos seus 50 anos de ministério, que foram 50 anos com este “estilo de Deus”, 50 anos de proximidade, de compaixão e de ternura.

Você não teve medo da “proximidade” e, ao aproximar-se, fê-lo “sofrendo com” [compaixão] e sem condenar ninguém, mas com a “ternura” de uma irmã e de uma mãe.

Obrigado, Irmã Jeannine, por toda a sua proximidade, compaixão e ternura.

Eu rezo por si. Por favor, não se esqueça de rezar por mim. Cumprimentos ao Yayo (Obdulio).

Que Jesus a abençoe e a Virgem Santa a proteja.

Fraternalmente,
Francisco

In America – The Jesuit Review, 7 de janeiro de 2022 (tradução livre).

E este é o “Yayo (Obdulio)” com o seu namorado de 19 anos de idade:

Basto 01/2022

Padre afastado por pedir oração pela conversão dos judeus

[IMG]

Aconteceu na Igreja St. Stanislaus Kostka, em Adams, Diocese de Springfield, no Estado de Massachusetts, EUA. Quando um dos paroquianos viu no boletim semanal da paróquia que a intenção da Missa de Natal seria pela conversão dos judeus, para que aceitem Jesus como o Messias, queixou-se, o que culminou na substituição do sacerdote antes da referida celebração.

Mark Dupont, porta-voz da diocese, disse que a intenção que apareceu no fim de semana passado foi considerada “incompatível” com o ensino católico “e nosso relacionamento com o povo judeu”.

“Assim que o bispo foi informado deste anúncio, ordenou que fosse alterado, e foi mesmo”, disse Dupont por email, em resposta às questões colocadas. “Reconhecemos e afirmamos que o povo judeu é o escolhido de Deus, o povo a quem o Senhor nosso Deus falou primeiro”, disse Dupont. “Nós estamos com eles como irmãos e irmãs no nosso Deus comum.”

In The Berkshire Eagle, 22 de dezembro de 2021 (tradução livre).

São João Evangelista discordaria, com certeza.

Basto 01/2022

Papa Eslavo: a verdadeira conversão da Rússia terá origem na Ucrânia

No seu livro Windswept House (ou “A Casa Varrida pelos Ventos”), o autor Malachi Martin recorreu à personagem “Papa Eslavo” para personificar a figura do Papa João Paulo II. De acordo com a narrativa, o Papa Eslavo tinha indicações de Nossa Senhora de que a “verdadeira conversão da Rússia” teria início na Ucrânia durante uma viagem papal ao Leste Europeu.

Fonte: oiipdf.com

Se temos alguma indicação do Céu, é que a verdadeira conversão da Rússia, como lhe chamou a Santíssima Mãe, terá origem na Ucrânia e ocorrerá por ocasião da minha peregrinação ao Leste.

Tradução do trecho acima destacado do livro Windswept House, de Malachi Martin, 1996.

O livro narra essencialmente a história de uma conspiração montada por altos clérigos da Igreja Católica, em conjunto com importantes personalidades seculares, para forçar o papa reinante a resignar, de modo a poder ser substituído por outro mais flexível em termos de fé e moral católicas. Este livro teve recentemente uma nova edição em língua espanhola com o título El Último Papa.

Basto 01/2022

Papa Francisco pronto para ir a Moscovo

Foi no final da sua viagem apostólica ao Chipre e à Grécia, realizada no passado mês de dezembro, que o Santo Padre revelou estar disponível para ir à Rússia, dando a entender que tudo está a ser tratado para que essa viagem se possa concretizar dentro de pouco tempo. Francisco referiu-se mais precisamente a uma deslocação à cidade de Moscovo, que é simultaneamente a capital política da Federação Russa e sede da Igreja Ortodoxa Russa (IOR).

Esta informação, que embora não surpreenda, coloca a humanidade perante a iminência de um acontecimento histórico absolutamente extraordinário, por isso tem agitado bastante as redes sociais ao longo das últimas semanas, criando enormes expectativas em todos os cristãos que se interessam pelas aparições marianas e respectivas profecias.

A Rússia, nação tradicionalmente hostil ao catolicismo, ocupa um papel central na mensagem de Fátima, cujas profecias, de acordo com o Bento XVI e tantos outros católicos, ainda não se cumpriram na sua plenitude. Neste sentido, a antevisão de uma visita papal a Moscovo suscita, logo à partida, uma profunda reflexão à luz da mensagem de Fátima.

Não obstante a forte alusão a Fátima que esta notícia possa suscitar, a principal razão pela qual se tem replicado múltiplas vezes nas redes sociais é, porém, a sua associação a uma alegada “profecia” de Garabandal. De acordo com a referida “profecia” (mal documentada), pouco tempo antes do chamado “Aviso” de Garabandal, um Papa fará uma viagem a Moscovo, depois da qual rebentarão hostilidades em diversas partes da Europa, logo após o seu regresso…

No passado dia 22 de dezembro, o metropolita Hilarion (Alfeyev, no seu nome secular), responsável pelo Departamento de Relações Externas da IOR, reuniu-se com o Papa, na Santa Sé, onde terão acertado pormenores relativos a um novo encontro entre o Francisco e o patriarca Kirill (ou Cirilo), líder da IOR.

Basto 01/2022