“A história do fracasso de Deus.” – Perdão?!

Bom jesus.png
Interior da Basílica do Bom Jesus do Monte, Braga

Hoje é Sexta-feira Santa. Nós, os cristãos, celebramos a Paixão do Senhor. Em todo o mundo, os Católicos meditam nos principais momentos do sofrimento de Cristo por amor à humanidade. Deus entregou o seu próprio filho para nos salvar. Com este sacrifício, Ele venceu o Diabo que O tentou até ao último momento na cruz.

A Paixão de Cristo é a história do Triunfo de Deus sobre o diabo, sobre a tentação, sobre o pecado e sobre a morte. Unidos a Ele, os cristãos celebram essa vitória em comunhão com Ele. Deste modo, a Paixão de Cristo é, não só, a história do Triunfo de Deus, como também a história do Triunfo da Sua Igreja ao longo dos séculos.

A Paixão do Senhor resume-se nas 14 estações da Via Sacra, o Via Crucis.

“Les voy a contar una confidencia. Yo en el bolsillo llevo siempre dos cosas: un Rosario para rezar y una cosa que parece extraña, que es esto, y esto es la historia del fracaso de Dios, es un Vía Crucis, un pequeño Vía Crucis. Es cómo Jesús fue sufriendo desde que [1.ª Estação] lo condenaron a muerte hasta que [14.ª Estação] fue sepultado. Con estas dos cosas, me arreglo como puedo, pero gracias a estas dos cosas, no pierdo la esperanza”.

(Papa Francisco, no Uganda, 2015 in Catholic News Service, 11/03/2015)

É difícil dizer o que perturba mais no vídeo acima, se é a afirmação em si, ou se é a expressão facial e a ênfase evidenciadas pelo Santo Padre quando afirma e aponta para aquelas “duas” estações do seu pequeno Via Crucis. Não menos perturbante, é a reação do público, que aplaude e rejubila de alegria naquele momento. Não seria de esperar um silêncio ensurdecedor perante tal exotismo teológico e doutrinal? Ou, pelo menos, um pouco de admiração, de surpresa? Não sei. Se calhar é tudo fruto do cansaço, ou do calor africano, dos mosquitos, qualquer coisa…

Felizmente para nós, que falamos português, entendemos e continuaremos a entender a Via Sacra como a história do Triunfo de Deus. Por isso mesmo, é muito frequente, nos países de Língua Portuguesa, cantar-se “Vitória” no final da celebração da Via Sacra.

Vitória! Tu reinarás! Ó Cruz tu nos salvarás!

Viva Cristo Rei.

Basto 3/2016

21 pensamentos sobre ““A história do fracasso de Deus.” – Perdão?!

  1. Para o povo, os discípulos de Jesus, todos que creram nEle naquele tempo esperavam que ele conquistasse o trono de Davi. Para todos a vía crucis foi o fracasso. Só na ressurreição de Jesus viram o que significava tudo o que Ele falava.
    Na verdade o papa fala a todos que se sentirem “fracassados” em suas missões devem olhar para Jesus e ver que, o que humanamente pode ser interpretado como fracasso, pode ser, na verdade, um sucesso sob a perspectiva divina.

    • Flavio, quando eu vi este vídeo fiquei uma noite sem dormir e dormi mal nas noites seguintes. No domingo depois pedi ao meu pároco para me citar uma frase de um santo, de um doutor da Igreja, de uma aparição aprovada pela Igreja, de um versículo da Bíblia, de um catecismo, de um dos 265 papas anteriores, etc, que me dissesse que a Via Sacra “é a história do fracasso de Deus” e até hoje o bom padre não me deu a resposta. Deixo-lhe o mesmo desafio!

      Mas se vir o filme com atenção, isso nem é a parte mais perturbante. O que perturba mais é quando o Santo Padre dá a sua própria explicação para o que acabara de dizer. Apontando para as duas estações, a da “condenação” (1) e a do “sepultamento” (2), ele diz que “graças a essas duas coisas não perde a esperança”… Mas ainda pior é vermos uma multidão a rir-se e a aplaudir! Se há coisas que não têm explicação, esta é uma delas.

    • WOW! Maior apoio ao papa… Mas, nao distorca os fatos, para isso!
      Ele foi claro ao afirmar que aquele era o FRACASSO de Deus!
      Sem escusas… como um papa que deveria engradecer a Deus TODO PODEROSO, vai falar que Deus fracassou??? Ainda mais qdo bem sabemos que aquilo era parte dos perfeitos planos de Deus!!

    • WHAT???… CHOCADA, acabo de assistir a um vídeo, em que escutei ‘da boca do papa’ – aquele de quem no, minimo, devería-se escutar engrandecimento à Deus, Seu Poder, Vitórias e esperar CONHECIMENTO e ENTENDIMENTO de Suas “ações” e de Sua “Palavra” na bíblia e que não admitisse blasfemias contra Seus sempre perfeitos planos… Ao contrário, abertamente o papa blasfemou contra Deus, afirmando que Seu “plano sabidamente traçado para ser cumprido daquela maneira”, com Jesus, foi um FRACASSO (?!?)…
      Pois no meu entendimento e dos verdadeiros cristãos… o “Sofrimento e Morte de Cristo” se resumem a uma única palavra: Obediência.
      Então, não sei se o que me perturba mais no vídeo é a afirmação em si, ou a expressão facial e a ênfase evidenciadas pelo papa ao afirmae esta blasfemea… ou, ainda, a reação do público, que aplaude em êxtase, o que ele acaba de blasfemar!
      Não seria de esperar um silêncio ensurdecedor ante tal “incongruência” e absurdo?
      Ou, pelo menos, um pouco de admiração, de surpresa? Como abateu sobre mim???
      Afinal, é bem sabido que a “Morte de Jesus” fazia parte do Plano de Deus para a salvação da Humanidade, e que Jesus sabendo disso, cordeiramente OBEDECEU ao PAI, conforme Suas próprias palavras, e foi fiel até o Fim.
      Ou Não?!

      E mais… O papa afirma, AINDA, que ‘um rosario e uma carterinha’ – com pequenas fotos da cruz, que ele se refere a Jesus, e às quais ele chama de ‘fracasso de Deus’… são as duas coisas que o faz “não perder a esperança! (?)
      Hein?
      Ou seja… um rosário e o titulo chamado por ele ‘Fracasso de Deus’ (que é Jesus) são o que o fazem nao perder a esperança???
      Como assim???
      Reduziu Deus a Imagens e a um objeto??? … Como faziam com o boi de ouro e totens???
      É isso mesmo???
      Um ‘papa’???
      Nos planos de Deus a via crucis de Jesus não foi um fracasso e sim a Vitoria sobre o inimigo (a obediência ao Pai e nao a ele, ao medo ou a suas propostas materiasi!) e a verdadeira Salvação.

      Apocalipse 13:6 e 8 e 9 –
      6- “E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu.
      8- “E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.
      9- “Se alguém tem ouvidos, ouça.”

      • Mel veja novamente o vídeo por favor redobrando a atenção sobre os detalhes…

        À primeira vista, o seu comentário é a impressão que fica, sendo extremamente perturbador ouvirmos um Papa dizer que a Via Sacra é “a história do fracasso de Deus”, e aqui não há dúvidas. Mas depois, ao revermos o vídeo com mais atenção, reparamos que no momento em que o Santo Padre refere as “duas coisas”, já com o rosário no bolso, ele parece estar de facto a apontar para as “duas” estações da Via Sacra que acabara de referir naquele momento, ou seja, a condenação (1ª coisa) e o sepultamento (2ª coisa).

        Se assim for – e oxalá que não – então isso seria muito mais perturbador, uma vez que o Santo Padre estaria a dizer que a sua esperança provem da condenação e do sepultamento de Nosso Senhor!

        Veja aqui, por favor:
        https://odogmadafe.wordpress.com/2017/04/12/pelletier-medita-sobre-o-fracasso-de-deus/

  2. Assustador isso aí. Como um Papa fala uma coisa dessas. Nós sabemos que o Papa não é infalível, mas este erro foi assombroso. Deus não falha, não fracassa e não perde. É simples. Deus é Deus. Como ele poderia fracassar?

  3. Todos os creem em Jesus Cristo como o verbo que se fez carne, Como Jesus sendo o Cristo de Deus que está nos céus assentado a a destra do Pai Eterno, como sendo o Cordeiro vivo que morrer para que seu sangue fosse derramado para o perdão de nossos pecados não tem nenhuma duvida a respeito de sua vitória e de que nunca perdeu e jamais perderá.

  4. Penso que a primeira questão que aqui se coloca é esta: O papa está a usar uma metáfora? Se sim, que quer dizer, realmente, a misteriosa frase “A história do fracasso de Deus”!? Sim, porque para nós, católicos, Deus jamais fracassou. Quererá esta expressão “fracasso” significar “fraquinho”, “predilecção”, “paixão”…? Quererá o papa dizer, metaforicamente, que o fracasso de Deus é a Sua paixão pelo Homem? Apesar de esforçada, esta é a única explicação que encontro.
    Se não, se a interpretação for para ser tomada à letra, então não entendo nada…

  5. Fracasso é mesmo fracasso Miguel, aquilo que o interprete traduziu para “God’s failure” que significa mesmo isso, fracasso, falhanço… Não faz o mínimo sentido à luz da nossa Fé. Mas volto a dizer que a parte que mais me incomoda é o resto da frase.

  6. Queridos, eu nem sou católico, sou evangélico, mas gostaria de pelo menos contribuir com uma reflexão aqui. Tanto a Bíblia dos evangélicos como a dos católicos, e eu tive uma, e posso dizer, uma das minhas preferidas, a Bíblia de Jerusalém, cuja tradução é muito, muuuito boa, pois bem, há nas mesmas bíblias dois versículos que nos ajudam. Antes de tudo, eu não acredito que o (me desculpem se pareço desrespeitar, meu sentimento ainda é de profundo respeito) irmão Francisco tenha profanado algo, ou mesmo tenha tido o propósito de causar escândalo ou coisa parecida… mas no final ele acabou causando… resta-nos então sermos mais profundos em averiguar o que seria esta “história do fracasso de Deus”… permita-me citar os dois versículos, um se encontra em 1 Coríntios 1:25 “Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.” e o outro em 2 Coríntios 13:4 “Porque, de fato, foi crucificado em fraqueza; contudo, vive pelo poder de Deus. Porque nós também somos fracos nele, mas viveremos, com ele, para vós outros pelo poder de Deus.”. Então… o que podemos dizer? Aparentemente foi um fracasso, o Deus todo poderoso se tornou um homem fraco, crucificado em fraqueza significa justamente isto, a fraqueza é um elemento humano, e Deus, que participou plenamente da natureza humana, porém sem pecado, participou também daquilo ao qual todos nós participamos, a fraqueza! Mas não se engane, a fraqueza de Deus é mais forte que os homens, e até mesmo de todos os homens, Cristo é o único que poderia tomar tal sacrifício, pois Ele é o Verbo que se manifestou em carne, na verdade Ele, o Deus em sua forma todo suficiente, todo poderoso, diz lá em Filipenses 2:8 não usurpou estar nesta forma algo a que se devia se apegar, na pratica Ele se esvaziou desta forma, assumindo a forma de escravo, reconhecido em forma humana, e como se não fosse o bastante, humilhou-se a si mesmo e morreu uma morte humilhante, morte de cruz, de todas, a que mais humilhava e trazia vergonha para uma pessoa, ela era expulsa de sua comunidade, exilada de sua própria terra… rejeitado e envergonhado. De certa maneira, aparentemente, isto aos olhos humanos representaria uma fraqueza, uma fraqueza de Deus, teria Deus falhado em seu plano? Mas justamente, este foi o ápice do amor de Deus, onde Deus como homem se tornou o nosso substituto, tomou sobre si nossas fraquezas, nossos pecados, nossa morte, de fato mesmo Deus tornou Cristo o próprio pecado, é o que diz em 2 Coríntios 5:21: Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus. Então deduzimos, o que “aparentemente” foi a derrota de Deus se tornou para nós a nossa vitória, pois Deus nos amou de tal maneira que DEU seu Filho por nós e para nós. E Graças a Deus por Ele ter se tornado fraco assim, pois isto tudo foi para se tornar compatível a mim, a nós, Ele assim, Deus, em carne, pode olhar em nossos olhos, pode nos tocar e nos amar, eu sou graças a Deus por Jesus Cristo, este é o verdadeiro Deus e a Vida Eterna. 1 João 5:20.

  7. Caros amigos! Deus Fracassou? Fiquei chocado com o manifesto equivocado da Autoridade Eclesiástica.
    A mensagem da cruz é dolorosa, é triste, mas os únicos fracassados nessa história foram aqueles que negaram a cristo. Vossa Santidade, não é digna do cargo depois de tal comentário infeliz, pois se esqueceu que a história não termina em um sepultamento, pois ao examinarmos os escritos com cuidado, percebemos que trata-se da história de um vencedor, a mensagem da cruz conta a história de um vencedor, que cumpre Todos os propósitos de Deus conforme havia sito profetizado no velho testamento. Cristo VENCE até mesmo a MORTE. Vossa Santidade deveria enfatizar que cristo VENCEU, que é a PEDRA de esquina angular, que não nem na terra nem no Céu ninguém como ele.

    • Talvez, creio eu?!, o José se refere ao Precónio Pascal que é cantado na Vigília do Sábado Santo, em todas as Paróquias do mundo inteiro.
      Conheço perfeitamente esse “pregão”,( Precónio, em Latim). Eu própria já o cantei, em Português, do qual coloco a parte a que se refere:
      “…Nós vos pedimos Senhor que este círio (o círio Pascal, aquela vela grossa), consagrado ao Vosso Nome arda incessantemente para dissipar as trevas da noite; e, subindo para Vós, como suave perfume, junte a sua claridade à das estrelas do Céu. Que ele brilhe, ainda quando se levantar o “Astro da manhã”, “Aquele Astro que não tem ocaso”, Jesus Cristo Vosso Filho que, ressuscitando de entre os mortos, ilumina o género humano com a Sua Luz e a Sua Paz e vive glorioso pelos séculos dos séculos.” Esta é a tradução em Português.
      O que acontece, em Roma?! Este Precónio é cantado, em Latim que é a Língua da “Vulgata Latina”, escrita por S. Jerónimo, o qual havia reunido os escritos do grego, hebraico e aramaico. Ora, precisamente, na Vulgata Latina, “astro da Manhã” está escrito “Lucifer”. Durante o tempo, em que a Liturgia era rezada e cantada, em Latim, foi assim que foi expressado.
      Concluindo, ninguém que canta em Latim está a referir o demónio ou essa figura luciferina, a que faz menção. Cuidado para não cairmos em descrédito, por ignorância.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s