Quem é esta “seita”?

um grupo de pessoas, na sua maioria clérigos, cardeais, bispos e padres que, de repente, parece que mandam ou pretendem mandar nos destinos da Igreja. Surgem diariamente na comunicação social como os arautos da nova misericórdia e, aparentemente, têm uma grande influência sobre o Papa Francisco, que os recomenda e coloca em posições chave. As suas exóticas opiniões são vistas por muitos como as opiniões do próprio Santo Padre.

O único problema é que grande parte dessas ideias pregadas são heréticas e imorais face ao santo e infalível magistério da Igreja. São doutrinas diabólicas, defendidas abertamente e que se encontram em avançado estado de institucionalização, em alguns casos, já praticadas em larga escala. Pura apostasia que tende a generalizar-se.

Não defendem nada de novo. As suas heresias, que cheiram mais a cabra do que a ovelha, são ensinadas há vários séculos por igrejas protestantes cismáticas, e as imoralidades pastorais que nos querem impor já são postas em prática, desde há várias décadas, por inúmeras seitas pseudo-cristãs.

Seguindo uma postura de humildade que tanto cultivam, podiam simplesmente abandonar a Igreja Católica e, discretamente, aderir a um desses cultos e aí praticar a nova “misericórdia” a tempo inteiro e sem qualquer impedimento institucional. Mas não, o que eles querem mesmo é transformar a Santa Igreja Católica Apostólica Romana aos seus gostos pessoais.

Isto é uma espécie de assalto à Barca de Pedro.

seita
Entre outros…

São nomes como Kasper, Marx, Nichols, O’Malley, Dom “Tucho”, Bruno Forte, Spadaro, Baldisseri, Schonborn, entre outros. Uma curta pesquisa na  Internet permite ter uma boa noção da Igreja que eles defendem e desejam criar. Os pilares que pretendem “reformar” – a palavra certa é revolucionar – estão relacionados com temas como a família, casamento/divórcio, homossexualidade, transexualidade, acesso à comunhão, dogmas, ritos, tradições, etc…

Têm uma agenda própria e não olham a meios para tentar impô-la a mais de um bilião de católicos no mundo inteiro. São influentes e poderosos, mas chegarão apenas até onde Deus permitir. Não é justo, contudo, esperar sentados que Deus venha fazer alguma coisa pela Sua Igreja, enquanto nós nos limitamos a olhar para as nuvens. Deus está vivo em nós, portanto jamais poderemos aceitar esta loucura.

Que Deus abra os olhos ao Santo Padre e lhe permita ver por quem está cercado. Há muita gente santa e competente dentro Igreja Católica disponível para trabalhar na vinha do Senhor e produzir néctar de qualidade, bem diferente deste vinho-a-martelo que nos querem obrigar a beber.

Um “caminho penitencial”, acompanhado do “discernimento” adequado que os conduza à “integração” num convento remoto, se calhar não seria uma má solução pastoral para estes senhores. A misericórdia deve chegar a todos, principalmente aos mais necessitados.

Basto 7/2016

One thought on “Quem é esta “seita”?

  1. Geraldo 15 de Abril de 2020 / 22:27

    CABERIAM AO PAPA FRANCISCO CANDIDATO A SER O ABAIXO E MUITO MAIS PARA PIOR!
    A predição de “grandes cismas e tribulações na Igreja” é a 13ª profecia do capítulo “Algumas profecias de São Francisco” de um livro, com imprimatur do sec. XVIII, intitulado “Obras do Seráfico Pai São Francisco de Assis”. São Francisco terá revelado esta profecia aos membros da sua Ordem pouco tempo antes de morrer, portanto no primeiro quartel no séc. XIII.
    O Santo profetiza grandes cismas e tribulações na Igreja
    Pouco tempo antes da morte do santo Pai, ele reuniu os seus filhos e alertou-os sobre as tribulações que haveriam de vir:
    “Meus Irmãos, ajam com bravura; tenham coragem e confiem no Senhor. Aproxima-se rapidamente o tempo em que haverão grandes provas e aflições, abundarão as perplexidades e discórdias, tanto espirituais como temporais, a caridade de muitos esfriará e a maldade dos ímpios aumentará.
    Nos tempos dessa tribulação, um homem não canonicamente eleito será elevado ao Pontificado, que, com sua astúcia, empenhar-se-á em levar muitos ao erro e à morte.
    Então os escândalos multiplicar-se-ão, a nossa Ordem será dividida e muitas outras serão completamente destruídas porque tolerarão o erro em vez de o combater.
    Haverá tal diversidade de opiniões e cismas entre o povo, os religiosos e o clero, que, se aqueles dias não fossem abreviados, segundo as palavras do Evangelho, até os eleitos seriam levados ao erro, não fossem eles guiados, no meio de tão grande confusão, pela imensa misericórdia de Deus.
    … Então a nossa Regra e o nosso modo de vida serão violentamente combatidos por alguns e, sobre nós, cairão provas terríveis. Os que permanecerem fiéis receberão a coroa da vida, mas ai daqueles que, confiando apenas na sua Ordem, caírem na tibieza, pois esses não serão capazes de suportar as tentações permitidas como provação para os eleitos. Os que conservarem o seu fervor e mantiverem a sua virtude com amor e zelo pela verdade sofrerão injúrias e perseguições como se fossem rebeldes e cismáticos, uma vez que os seus perseguidores, instigados por espíritos malignos, dirão que prestam um grande serviço a Deus eliminando aqueles homens nocivos da face da Terra. Mas o Senhor será o refúgio dos aflitos e salvará todos os que em Ele confiam. E a fim de serem como o seu Mestre, estes, os eleitos, atuarão com confiança e, com a sua morte, obterão a vida eterna. Escolhendo obedecer a Deus em vez de obedecer aos homens, eles não terão medo de nada e preferirão morrer do que aprovar a falsidade e a traição.
    Alguns pregadores manterão silêncio sobre a verdade, enquanto outros irão pisoteá-la e negá-la. A santidade de vida será desprezada até pelos que exteriormente a professam, pois, nesses dias, Nosso Senhor Jesus Cristo enviar-lhes-á não um pastor verdadeiro mas um destruidor”.
    (Works of the Seraphic Father St. Francis Of Assisi, Washbourne, London, 1882, pp. 248-250, Imprimatur of the Bishop of Birmingham, William Bernard – tradução livre)
    Lembrando: o Padre homô Thomas Rosica, indigno Assessor de imprensa do Vaticano, declarou: “Francisco não é conduzido tanto pela Palavra de Deus (Bíblia) ou pela Tradição da Igreja. O Papa Francisco rompe com as tradições católicas quando quer porque ele é livre de apegos desordenados. A nossa Igreja entrou numa nova fase com o advento deste primeiro papa jesuíta, ela é abertamente governada por um indivíduo e não apenas pela autoridade das Escrituras ou mesmo pelos seus próprios ditames da tradição mais as Escrituras” – que malfeitor e adversario da Igreja católica de 2000 anos MAS INCENSADO PELO PAPA FRANCISCO, o papa amigo dos anticristos e seus asseclas, assim como dessa imundicie!.
    Declarou o zeloso Arcebispo Marcel Lefebvre – “Como poderíamos nós, por obediência servil e cega, fazer o jogo desses cismáticos que nos pedem colaboração para seus empreendimentos de destruição da Igreja? Eis porque estamos prontos e submissos para aceitar tudo o que for conforme à nossa fé católica, tal como foi ensinada durante dois mil anos mas recusamos tudo o que lhe é contrário. Já ouvimos a objeção: Então cabe a nós julgarmos a fé católica? Mas não será dever de um católico julgar entre a fé que lhe ensinam hoje e a que foi ensinada e crida durante vinte séculos e que está escrita nos catecismos oficiais. Como foi que agiram os verdadeiros fiéis diante das heresias? Preferiram dar o sangue a trair sua fé. Temos fé no sucessor de Pedro. Mas, como o Papa Pio IX disse muito bem em sua constituição dogmática, o Papa recebeu o Espírito Santo não para pregar novas verdades, mas para manter a fé de sempre”.
    O excelente bispo D Athanasius Schneider de S Maria, Casaquistão – desde anos mantém-se como inimigo e firme na denuncia contra as heresias espalhadas pelo papa pachamamma papa Francisco-NOM convidando-nos a sermos mais audazes nas denuncias, deixarmos de ser até mesmo cordeirinhos, uns papistas, não o seguirmos, com toda fundamentação e razão!
    Desde os dias de João Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele” Mt 11.12.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s