Proibido evangelizar na Rússia

Nova lei de prevenção do “extremismo e terrorismo” condiciona a prática religiosa na Rússia. Ninguém poderá evangelizar fora das igrejas, sob pena de incorrer em pesadas multas ou ser expulso do país, neste caso, se se tratar de um cidadão estrangeiro. A revista Christanity Today informa que a nova lei proíbe qualquer cidadão de difundir mensagens religiosas fora dos lugares de culto aprovados pelo governo, incluindo dentro de residências particulares ou através da Internet.

A referida revista explica como esta lei constituirá mais um grande entrave ao trabalho dos missionários naquele país, altamente condicionado desde a aprovação da lei do “agente estrangeiro”, em vigor desde 2012, que colocou sob vigilância governamental qualquer atividade religiosa de origem externa.

Esta lei faz lembrar os horrores da ditadura comunista. Os estatutos aprovados por Josef Stalin, em 1929, serviram de base a um dos piores períodos de perseguição religiosa da era soviética. De facto, apesar de parecer um contrassenso, o direito à liberdade religiosa estava garantido já na Constituição Soviética de 1936, no seu artigo 124º, contudo não foi suficiente para evitar as longas listas de mártires cristãos nos anos e décadas que se seguiram.

Basto 7/2016

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s