Kirill: “Rússia jamais reconhecerá a independência religiosa da Igreja Ucraniana”

Na Ucrânia, berço da cristianização da Rússia, os cristãos repartem-se hoje por várias denominações religiosas, na sua esmagadora maioria, cristãs de tradição ortodoxa. As divisões entre os maiores grupos de obediência ortodoxa existentes na Ucrânia devem-se essencialmente à história recente daquele país, nomeadamente ao período pós-colapso da União Soviética e consequente independência nacional, mas também à longa coabitação de dois grandes grupos étnicos, os ucranianos (78%) e os russos (17%), naquele grande país do Leste Europeu.

ethnic-groups
Fonte: Macro Economy Meter

O processo de independência da Ucrânia conduziu à emancipação da Igreja Ortodoxa Ucraniana, ou pelo menos parte dela, em relação ao Patriarcado de Moscovo. Atualmente, num momento em que se ouve falar bastante de unificação, a Igreja Ortodoxa Ucraniana ainda se encontra dividida em três grandes grupos: o mais representativo é a Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Kiev (50%), segue-se depois a Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Moscovo (26%) e, por último, aparece a Igreja Ortodoxa Ucraniana Autocéfala (7%). Para além dos referidos, merece também destaque o grupo dos ortodoxos em comunhão com Roma, a Igreja Uniata, oficialmente denominada Igreja Greco-católica Ucraniana (8%). Estes são a maior Igreja Católica Oriental e encontram-se em franca expansão dentro e fora do país, manifestando um dinamismo notável.

Os católicos de rito latino, naquele país, são um grupo pouco expressivo, representando apenas cerca de 2% dos crentes ucranianos.

religions-ukraine
Fonte: Macro Economy Meter

O presente conflito entre Kiev e Moscovo é também – embora muita gente não queira ver – um conflito religioso. Se, por um lado, o sr. Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia se afaste da esfera de influência política de Moscovo para se juntar à União Europeia e à Nato, por outro, o Patriarca Kirill não quer perder a influência religiosa sobre a Ucrânia que, desde a independência daquele país, tem vindo a tornar-se praticamente nula.

No dia 20 de novembro, na celebração do seu 70º aniversário, na catedral de Cristo Salvador, em Moscovo, o Patriarca Kirill terá declarado que a Igreja Ortodoxa Russa jamais concordará com a independência da Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Moscovo.

Agradeço a Sua Beatitude Onufriy [líder local da Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Moscovo] pela sua coragem e firmeza na defesa da santa ortodoxia e pela preservação da unidade canónica da Igreja. A nossa igreja jamais deixará os irmãos ucranianos em dificuldades e não os abandonará. Nunca concordaremos em mudar as sagradas fronteiras canónicas da Igreja, porque Kiev é o berço espiritual da Santa Rus, como Mtskheta para a Geórgia e Kosovo ou para a Sérvia. [aplausos]

[…]

A dolorosa ferida da divisão ucraniana inflige sofrimento em todo o corpo da igreja, e a sua dor pode ser sentida não só na Ucrânia, mas no território canónico de outras igrejas locais. O perigo de divisão na Igreja é claro para todos nós.

(Patriarca Kirill a 20/11/2016 in Religious Information Service of Ukraine)

A Igreja Ortodoxa Russa já mostrou por diversas vezes – como constatámos aqui, por exemplo – que tem uma agenda própria, independente das suas congéneres, que converge, de forma clara e assumida, com os desígnios programáticos e geopolíticos de Vladimir Putin. Existe uma parceria muito forte entre as atuais lideranças política e religiosa da Rússia.

Logo veremos até onde esta parceria nos levará!

 

Basto 11/2016

4 thoughts on “Kirill: “Rússia jamais reconhecerá a independência religiosa da Igreja Ucraniana”

  1. «Já em 2009, o Patriarca Kirill disse que os ucranianos deveriam rever sua escolha e tornar-se parte do mundo russo. De facto, a nossa nação deu um grande contributo para a ascensão do Império Russo e da União Soviética. Ele acredita que, unidos aos russos, seriamos capazes de criar um centro de forças civilizacionais capazes de fazer oposição ao Ocidente. Queria assim melhorar a sua posição perante o Kremlin, tornando-se a terceira pessoa na Rússia, depois de Medvedev e Putin. Mas nós escolhemos o Ocidente.» (Victor Yelenskyy à Gazeta.ua)

    Este deputado ucraniano, que é um académico em matérias religiosas, considerou também que as divisões entre as igrejas ortodoxas na Ucrânia é uma situação errada e que a sua união pode ser agora conseguida no seu país.

    http://risu.org.ua/en/index/all_news/state/national_religious_question/65229/

  2. De acordo com dados estatísticos de uma OGN (Ukraine Crisis Media Center), em 2015, 28% dos ucranianos eram a favor da criação de uma Igreja Nacional a partir da unificação dos ortodoxos ucranianos.

    Esta ideia conta com o apoio do Presidente ucraniano Petro Poroshenko e do Patriarca Ecuménico de Constantinopla Bartolomeu I.
    http://uacrisis.org/44372-yedina-pomisna-pravoslavna-tserkva-v-ukrayini

    Foi publicado agora um novo estudo de opinião, levado a cabo pelo Instituto de Sociologia da Academia Nacional de Ciências da Ucrânia, que aponta um valor de 35,7% (portanto mais de 1/3) dos ucranianos favoráveis a essa união. De acordo com a mesma sondagem, a maioria dos fieis da Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Moscovo são contra a unificação.
    http://risu.org.ua/en/index/all_news/community/social_questioning/65246/

  3. Myroslav Marynovych, vice-reitor da Universidade Católica Ucraniana considera a liberdade religiosa como a grande conquista da Ucrânia nestas duas dezenas e meia de independência face à Rússia.

    http://risu.org.ua/en/index/all_news/state/national_religious_question/65311/

    A independência da Ucrânia foi referendada a 1 de dezembro de 1991, vencendo com uns inequívocos 92,26%.

    https://en.wikipedia.org/wiki/Ukrainian_independence_referendum,_1991

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s