Alerta: a nova misericórdia ameaça Portugal

Um ano depois do aparecimento da Amoris Laetitia e da sua proliferação a nível mundial, não há ainda registos de casos confirmados desta perigosa prática pastoral em Portugal. Contudo, nos últimos dias, a imprensa católica portuguesa tem mostrado alguns indícios que fazem temer um surto de misericórdia atípica com a chegada da primavera e por causa da viagem do Papa Francisco a Fátima.

Neste momento, uma das regiões mais ameaçadas é a Península de Setúbal, por diversas razões:

Possivelmente, o risco português será maior em algumas regiões do que em outras, mas seria prudente se país tivesse um plano de contingência nacional para responder preventivamente ao risco do avanço da nova misericórdia. O grande problema é que os leigos, aqueles têm olhos e veem, estão à espera dos seus sacerdotes, que por sua vez estão à espera dos seus bispos, e estes do(s) seu(s) Papa(s). Até lá, a consagração ao Imaculado Coração de Maria e a prática da devoção dos Cinco Primeiros Sábados podem ser um eficaz remédio profilático contra o perigo tentador da nova misericórdia. No caso da Península de Setúbal, há ainda a Senhora da Atalaia.

Em caso de emergência, fujam para a Serra da Arrábida…

Basto 4/2017

6 thoughts on “Alerta: a nova misericórdia ameaça Portugal

  1. Mais um que se arrisca a ir a cardeal…

    As ordens religiosas vão minguando a olhos vistos, mas continuam a dar “frutos” desta qualidade.

    Havia um grupinho de sacerdotes mais jovens na diocese de Setúbal, muito influenciados pelos dois anteriores pontificados, e que devem estar a passar por dificuldades. Que Deus os guarde e os ajude.

    • Em comparação com alguns dos cardeais criados pelo Papa Francisco, D. José Ornelas até tem um perfil bastante conservador… Mudando de assunto, esta é também uma região com vocação histórica para a nova pastoral do “cuidado da casa comum”.

      Relativamente a este teólogo Juan Ambrósio, arrisca-se a ir parar ao Pontifício Conselho para a Família.

      “pastoral de gestação da fé” em vez de “pastoral de transmissão da fé”

      “incorporar este perdão de Deus que acolhe sempre quem quer fazer caminho” – sem arrependimento? – “isto vai-nos obrigar a desinstalar”
      Estou convencido de que frequentar as universidades católicas de hoje, pelo menos em alguns cursos e cadeiras, pode pôr em risco a Fé dos estudantes. Todo o sistema de transmissão da Fé está hoje corrompido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s