Santo Padre, em Fátima, não se ajoelha perante o Santíssimo Sacramento

No dia 13 de maio de 2017, quando se cumpriam exatamente 100 anos depois da primeira aparição de Fátima, o Santo Padre repetiu o seu conhecido costume de não se ajoelhar perante a Sagrada Eucaristia.

O momento de adoração ao Santíssimo Sacramento exposto no altar do recinto do Santuário de Fátima aconteceu imediatamente após a procissão eucarística da tradicional bênção dos doentes.

papa.em.adoração.fátima.depois1
Momento de adoração Eucarística, Fátima, 13/05/2017 (vista superior) – Imagens RTP

 

papa.em.adoração.fátima.depois3
Momento de Adoração Eucarística, Fátima, 13/05/2017 (vista do recinto) – Imagens RTP

 

marcelo.em.adoração
Momento de Adoração Eucarística, Fátima, 13/05/2017 (Presidente da República) – Imagens RTP

As imagens acima foram capturadas durante a transmissão televisiva no momento depois de um sacerdote ter pedido a todos os presentes para, se puderem, ajoelharem-se.

genuflexório
Genuflexório evitado pelo Santo Padre em Fátima no dia 13 de maio de 2017

Basto 5/2017

6 thoughts on “Santo Padre, em Fátima, não se ajoelha perante o Santíssimo Sacramento

    • Infelizmente é essa a realidade, nua e crua! Aliás, quando se ajoelha para lavar os pés a muçulmanos e muçulmanas, prisioneiros e transexuais, nem necessita de genuflexório.

      No retiro desta Quaresma:

      Adoração Eucarística em Milão:

      Adoração Eucarística no Brasil:

      Outras ocasiões:



  1. O papa Francisco sofre de um problema grave no quadril. Esse é o motivo que o impede de ajoelhar também no momento da consagração na missa. Devemos nos lembrar que se trata de um senhor de 80 anos e que nossa saúde não é a mesma todos os dias, por isso em uns dias ele consegue se ajoelhar e noutros, não.
    Críticas ao papa prestam, somente, um desserviço a Igreja.

    • Obrigado Guilherme pela sua opinião. Ao contrário de outros artigos neste blogue, nomeadamente aqueles que se referem à legitimação pastoral do adultério e à promoção de comunhões sacrílegas – não sei qual é a sua posição a esse respeito – este limita-se apenas a observar um facto objetivo que tem sido reparado repetidamente por muitos católicos ao longo dos últimos quatro anos. Certamente que há razões que justificam este facto inegável, se o Guilherme está mais bem informado do que nós sobre isso, obrigado por nos apresentar a sua justificação.

      Agora, se quer a minha opinião, penso que um pequeno esforço do Santo Padre seria bonito no dia 13 de maio, nem que fossem apenas alguns minutos naquele aparentemente confortável genuflexório. Afinal aquela era a grande celebração do Centenário de Fátima, precisamente as aparições que vieram recordar a necessidade de penitência e a importância da Eucaristia. Mais ainda, aquela era a solene cerimónia de canonização dos pastorinhos, os videntes que, de acordo com as memórias da Ir.Lúcia, passavam longos períodos prostrados em adoração. Mas, como diz o Guilherme, talvez o Santo Padre não conseguisse mesmo fazê-lo naquele dia.

      Ainda há cerca de um mês, o Santo Padre fez um esforço e ajoelhou-se várias vezes seguidas para lavar os pés a uma série de pessoas. Talvez estivesse mesmo melhor de saúde nesse dia.

  2. Este é um caso que causa tristeza e mudar a procissão do Corpo de Deus de Quinta para o Domingo é mais uma desconsideração para com Deus e um aparente dar tudo aos Homens.
    Parece que Deus já não reina na sociedade, é Deus que se tem de adaptar aos tempos dos Homens.
    Quinta-Feira é a Quinta-Feira Santa como indicou o Papa Urbano IV quando instituiu a festa. Mas o Homem diz: não me dá jeito, só posso no Domingo.
    Estão os papeis todos trocados.

    Sobre o ajoelhar vi um video do Cardeal Robert Sarah em que enaltece o Papa São João Paulo II por nos últimos anos de vida bastante fragilizado se ajoelhar longamente frente ao Santíssimo Sacramento.
    O video é de há um ano num encontro com sacerdotes, palavras sábias do Cardeal. Coloquei aqui alguns pontos mais interessantes e o link do video:
    http://enxertadosnacruzdecristo.blogspot.com/2017/05/cardeal-robert-sarah-encontro-com-os.html

    • Quinta-feira Santa é o dia da instituição da Eucaristia, não faz sentido retirar daí a procissão, como é também o dia da instituição do sacerdócio e não dos prisioneiros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s