Rússia. Porque estava Nossa Senhora de Fátima tão preocupada com a Rússia?

tropas.russas.kremlin

 

Por John-Henry Westen

4 de maio, 2017 (LifeSiteNews) – Como tenho pesquisado sobre Fátima por causa vários compromissos para discursar durante este ano, fui repetidamente confrontado com a insistência de Nossa Senhora na consagração de Rússia. A qual, depois feita, tal como a prática dos Cinco Primeiros Sábados de reparação, Nossa Senhora prometeu que a Rússia converter-se-ia e um período de paz seria dado ao mundo. Se não, advertiu a Rainha do Céu, a Rússia “espalhará seus erros por todo o mundo, causando guerras e perseguições à Igreja”. Ela acrescentou: “Os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sofrer, várias nações serão aniquiladas.”

“Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará”, disse ela. “O Santo Padre consagrar-me-á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo um algum tempo de paz.”

É claro que São João Paulo II confiou o mundo ao Imaculado Coração de Maria em 1984, mas ainda continuamos à espera desse período de paz. Temos visto mais guerra, massacres, mártires e abortos no último meio século do que nunca anteriormente. Assustadoramente, não vimos ainda a aniquilação de várias nações. Mas o que tem tudo isso a ver com a Rússia?

A Rússia, na mente da maioria das pessoas, é a geradora do comunismo, pensado principalmente como um sistema económico que compete com o capitalismo. No entanto, quando realmente compreendemos o comunismo, a propagação dos erros da Rússia torna-se reconhecível.

O livro “O Comunista Nu” é o compêndio mais conciso e direto que traça os objetivos e a ideologia comunista. Foi escrito por W. Cleon Skousen, um ex-agente do FBI que recorreu a muitas fontes originais e à melhor inteligência do FBI durante a sua investigação sobre a infiltração comunista nos Estados Unidos. O livro está referido no Congressional Record [publicação oficial das atas do Congresso dos EUA] e o presidente Ronald Reagan comentou-o dizendo: “Ninguém é mais qualificado para discutir a ameaça do comunismo a esta nação.”

Uma seleção dos objetivos do comunismo elencados por Skousen servem para ilustrar a sua disseminação por todas as nações, especialmente no Ocidente:

• Eliminar todas as leis que regulam a obscenidade, apelidando-as de “censura” e uma violação da liberdade de expressão e de imprensa.

• Quebrar padrões culturais de moralidade, promovendo pornografia e obscenidade em livros, revistas, cinema, rádio e televisão.

• Apresentar a homossexualidade, a degeneração e a promiscuidade como “normal, natural, saudável.”

• Infiltrar-se nas igrejas e substituir a religião revelada pela religião “social”.

• Desacreditar a Bíblia e enfatizar a necessidade de maturidade intelectual que não precisa de uma “muleta religiosa”.

• Eliminar a oração ou qualquer forma de expressão religiosa nas escolas, com o fundamento de que viola o princípio da “separação entre igreja e do Estado”.

• Desacreditar a família como uma instituição. Incentivar a promiscuidade, a masturbação e o divórcio fácil.

• Enfatizar a necessidade de afastamento das crianças da influência negativa dos pais. Atribuir “preconceitos, bloqueios mentais e atrasos das crianças à influência supressiva dos pais”.

Além do comunismo, entretanto, outros dos erros da Rússia espalharam-se por todo o mundo, nomeadamente o aborto. O aborto foi pela primeira vez legalizado precisamente na Rússia em 1920. Até hoje, a Rússia mantém a mais alta taxa de aborto per capita de todo o mundo. Numa população de 143 milhões, há 1,2 milhões de abortos por ano.

Não há dúvida de que as predições e promessas de Maria se tornarão verdadeiras. Nossa Senhora de Fátima previu a II Guerra Mundial e até indicou um sinal de aviso que a precederia. Alertou sobre a praga maciça de impureza que infestou o planeta. Deu instruções aos fiéis que devem ser cumpridas de modo a poderem ver o Triunfo do Seu Coração Imaculado e será fiel também a essas profecias.

Então, como durante este mês honramos as nossas próprias mães, vamos examinar novamente os pedidos de Nossa Senhora e colocá-los em prática. Ela pediu oração, particularmente o Santo Rosário e a devoção do Escapulário Castanho. Pediu reparação pelos pecados e ultrajes cometidos contra a Graça de Deus e pelas blasfémias contra os Sagrados Corações de Jesus e Maria, especialmente através da prática dos Cinco Primeiros Sábados. E, finalmente, pediu a consagração ao Imaculado Coração de Maria, consagração individual e também a da Rússia, neste caso publicamente pelo Papa e por todos os bispos do mundo.

Quase todos esses assuntos estão ao nosso alcance pessoal. Não há melhor momento do que este ano, especialmente durante o tempo da Ressurreição, o tempo pascal, para implementar essas práticas nas nossas vidas. Vamos pegar na arma do rosário, o cordão umbilical que nos liga à Nossa Mãe Celestial. Façamos a devoção dos Primeiros Cinco Sábados, ensinando-a também aos nossos filhos. Consagremo-nos ao Imaculado Coração de Maria como ensinou São Luís de Montfort e São João Paulo, “indispensável a quem quer oferecer-se sem reservas a Cristo e à obra da redenção”.

A edição original deste texto foi publicada pelo LifeSiteNews a 4 de maio de 2017. Tradução: odogmadafe.wordpress.com

Nota da edição: o conteúdo do artigo acima é da inteira responsabilidade do seu autor, salvo algum eventual erro de tradução. Sempre que possível, deve ser lido na sua edição original.

Basto 5/2017

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s