Cardeal George Pell é acusado de pedofilia

O proeminente cardeal australiano D.George Pell vai responder perante as autoridades judiciais do seu país por acusações de pedofilia.

Pell é um dos nove elementos indigitados pelo Papa Francisco I para o seu Conselho de Cardeais (informalmente conhecido por “G9”), anunciado a 13 de abril de 2013. O Santo Padre criou esse conselho para o ajudar na reforma da Cúria Romana. Entre as principais áreas de intervenção do conselho, destaca-se o problema do abuso de menores por clérigos católicos, que o levou a criar, em 2016, a Comissão Pontifícia para a Proteção de Menores.

As acusações, sempre negadas pelo cardeal, não são novas e até já foram tema de livros e inspiração musical. O próprio Papa Francisco estava ao corrente da situação.

Frances D’Emilio (Associated Press): Boa noite. A minha é uma pergunta que muitas pessoas se põem nestes dias, porque veio ao de cima na Austrália que a polícia australiana estaria indagando sobre novas acusações contra o Cardeal Pell e, desta vez, as acusações são relativas a abusos contra menores, que são muito diversas das acusações precedentes. A pergunta que eu faço e que fizeram muitos outros: na sua opinião, qual seria a coisa justa a fazer pelo Cardeal Pell, considerando a grave situação, o lugar tão importante e a confiança de que goza por parte de Vossa Santidade?

Papa Francisco: Obrigado. As primeiras notícias que chegaram eram confusas. Tratava-se de notícias de há quarenta anos, e nem sequer a polícia as tinha considerado num primeiro momento. Uma coisa confusa. Depois todas as denúncias foram apresentadas à justiça e, neste momento, estão nas mãos da justiça. Não se deve julgar antes que a justiça julgue. Se eu desse um juízo a favor ou contra o Cardeal Pell, não seria bom, porque julgaria antes. É verdade; a dúvida existe. E há aquele princípio claro do Direito: in dubio pro reo. Temos que esperar a justiça e não expressar antecipadamente um juízo mediático, porque isto não ajuda. O juízo dos mexericos, e depois? Não se sabe como vai acabar. Estar atentos ao que decidir a justiça. Quando a justiça se pronunciar, eu falarei. Obrigado.

(Entrevista a bordo do avião na viagem de regresso de Cracóvia, a 31 de julho de 2016, in sítio oficial do Vaticano)

O cardeal tem direito a defender-se daquilo que acusam, mas a Igreja também tinha o direito de esperar que isso estivesse definitivamente resolvido antes de lhe atribuir uma posição tão relevante.

Basto 6/2017

One thought on “Cardeal George Pell é acusado de pedofilia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s