O Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé vai ser despedido?

As notícias de hoje apontam para um – mais do que provável – afastamento do cardeal Gerhard Müller do cargo de Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.

c.muller.despedido.jpg

O chefe do departamento do Vaticano responsável pela doutrina recusa-se apoiar a aprovação pastoral do adultério.

Muller não contesta a controversa exortação apostólica do Papa Francisco, mas recusa a interpretação que o seu autor lhe pretende dar. O cardeal, em sintonia com o tradicional ensino da Igreja, considera que a permanência numa situação objetiva de adultério é incompatível com a absolvição sacramental e com o acesso à Sagrada Comunhão. Lembra que a integração plena dessas pessoas deve culminar no acesso à Sagrada Comunhão apenas “depois de um processo de conversão e arrependimento se cumprirem com pré-requisitos geralmente válidos”.

 Uma sólida aproximação pastoral é o contrário da relativização das palavras de Cristo.

(Cardeal Gerhard Müller, in Acidigital, 02/03/2016)

Se a notícia se confirmar, provavelmente o Santo Padre irá escolher agora, para colocar à frente do cargo de guardião da doutrina, alguém que acredita nas vantagens espirituais da fidelidade a uma relação adúltera e em outras “surpresas do Espírito Santo”. Não será difícil encontrar, para além de serem tantos, já não se sentem minimamente inibidos de o assumir publicamente.

Basto 6/2017

One thought on “O Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé vai ser despedido?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s