Francisco: a Igreja deve aderir à “revolução cultural”

A “revolução cultural” está a caminho e, de acordo com o Santo Padre, a Igreja tem de acompanhar a onda na linha da frente.

paglia.revolucion
Santo Padre discursa ao lado do novo presidente da Pontifícia Academia para a Vida, D. Vincenzo Paglia, o arcebispo que encomendou um mural homoerótico para a sua catedral.

O discurso foi proferido pelo Papa Francisco no Vaticano, no dia 5 de outubro, quando recebeu em audiência os participantes na Assembleia Geral dos Membros da Pontifícia Academia para a Vida.

É uma verdadeira revolução cultural que se vê no horizonte histórico atual. E a Igreja é a primeira que deve fazer a sua parte. Nessa perspetiva, primeiro tem de reconhecer honestamente atrasos e erros. As formas de subordinação que tristemente marcaram a história das mulheres devem ser definitivamente abandonadas. É preciso escrever um novo começo no modo de ser dos povos, e isso pode ser feito por uma renovada cultura da identidade e diferença.

(Papa Francisco in Rome Reports, 05/10/2017 – tradução livre)

Basto 10/2017

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s