Bispo austríaco assina declaração que diz que a leitura feita pelo Papa à Amoris Laetitia é “estranha” à fé católica

andreas.laun.jpg

Por Diane Montagna

6 de janeiro, 2018 (LifeSiteNews) — O bispo D. Andreas Laun, auxiliar emérito de Salzburgo, na Áustria, assinou hoje a “Profissão de Verdades Imutáveis ​​em relação ao Matrimónio Sacramental”, elevando o número de signatários para seis bispos e um cardeal.

Na segunda-feira,os bispos do Cazaquistão, D. Athanasius Schneider, auxiliar de Astana, D. Tomash Peta, arcebispo metropolita de Astana e D. Jan Pawel Lenga, arcebispo de Karaganda, emitiram uma “profissão pública e inequívoca da verdade” sobre os ensinamentos da Igreja em relação à indissolubilidade do casamento, apresentando-a como um “serviço de caridade verdadeira” prestado à Igreja de hoje e ao Papa.

A declaração dos bispos do Cazaquistão surge como resposta à interpretação dada pelo Papa Francisco e por alguns bispos à exortação Amoris Laetitia, a qual permite que alguns divorciados “recasados” (que não obtiveram nulidade matrimonial e não vivem em continência sexual) tenham acesso aos Sacramentos da Penitência e da Sagrada Comunhão.

Os bispos afirmaram que tal leitura está a causar “crescente confusão“, fará alastrar a “chaga do divórcio ” e é “estranha” a toda a tradição e fé católicas.

O bispo D. Laun é membro dos Oblatos de São Francisco de Sales. Foi ordenado sacerdote em 29 de junho de 1967 e nomeado bispo auxiliar de Salzburgo, Áustria, a 25 de março de 1995. Laun foi ainda professor de teologia moral na Faculdade de Filosofia e Teologia de Heiligenkreuz, na Áustria.

Em dezembro de 2016, o bispo Laun disse, numa entrevista, que compartilhava as preocupações dos quatro cardeais dos “dubia” relativamente a certas passagens da exortação apostólica do Papa Francisco sobre a família, a Amoris Laetitia. “Eu li as preocupações dos quatro cardeais e concordo com eles”, afirmou. “Além disso, conheço pessoalmente os cardeais Meisner e Caffarra e sei como eles são competentes. Com eles, estou na melhor companhia.”

O bispo D. Laun completou 75 anos no dia 13 de outubro do ano passado. O Papa Francisco aceitou a sua resignação nesse mesmo dia devido à sua idade.

A sua adesão à profissão eleva para sete o número total de signatários. O cardeal D. Janis Pujats, arcebispo metropolita emérito de Riga, Letónia, assinou o documento na passada sexta-feira. O ex-núncio apostólico dos Estados Unidos, D. Carlo Maria Viganò, e o arcebispo emérito D. Luigi Negri, juntaram-se à profissão de “verdades imutáveis ​​sobre o casamento sacramental” na passada quinta-feira.

A edição original deste texto foi publicada pelo LifeSiteNews a 6 de janeiro de 2018. Tradução: odogmadafe.wordpress.com

Nota da edição: o conteúdo do artigo acima é da inteira responsabilidade do seu autor, salvo algum eventual erro de tradução. Sempre que possível, deve ser lido na sua edição original.

Basto 1/2018

12 thoughts on “Bispo austríaco assina declaração que diz que a leitura feita pelo Papa à Amoris Laetitia é “estranha” à fé católica

    • Basto 10 de Janeiro de 2018 / 19:02

      Obrigado João, logo que possa publicarei alguma sobre isso.

  1. Geraldo 10 de Janeiro de 2018 / 12:19

    CUMPRINDO COM A OBRIGAÇÃO DE TODO PRELADO QUE SE RESPONSABILIZA POR SEU REBANHO, vê à sua volta forças estranhas o assediando, atacando e acorre a seu socorro, venham os desafetos dele de onde vierem!
    Pelo abaixo, nem o proprio papa Francisco teria certeza do que profere, quem sabe seria heresia?
    Francis admitted his Teaching is “perhaps a Heresy, I don’t know” Heresy in a “Pontifical …
    /https://novusordowatch.org/2015/05/spanish-original-heresy/

  2. Marcelino Pachuczki (@MarKPachuz) 10 de Janeiro de 2018 / 19:18

    Será que algum bispo brasileiro tem testosterona suficiente para assinar também? A CNBB a anos esta alinhada com a teologia da libertação.

    • Tia do Romão 16 de Janeiro de 2018 / 12:25

      Peça a Deus Nosso Senhor, caro Marcelino, que a CNBB não resolva aplicar, a AL, como fez a Arquidiocese de Braga! Foi um choque tremendo, ainda mais vindo de um Bispo que tinha marcado posição contrária, por ocasião do Sínodo dos Bispos sobre a Família!
      Braga é uma diocese tremendamente laicizada, modernista e….agora?! O que fazer?! Devo ou não fazer uma “correcção filial” ao Senhor Arcebispo D. Jorge Ortiga?! Estou indecisa mas diria que não conhece um livro chamado Catecismo da I C! Para não falar dos Evangelhos porque esses não conhece, de certeza!
      Portugal e outros países fizeram “vista grossa” ao Motu Próprio Sumorum Pontificum, que vinha esclarecer que a Santa Missa tinha sido Canonizada ” para sempre” com a Bula Quo Primum Tempore…não se trata aqui de “saudosismos”, como tantos pensam, erradamente!!! Todos caladiiiinhos, perante este documento do Papa Bento XVI!!!Vai ver nem o povinho percebeu!!! E agora vêm cheios de garra obedecer a esta Exortação quando tantos Bispos e Cardeais dizem que é contrária ao dogma!!!
      Valha-me Deus!!! Temos que romper os joelhos diante do Santíssimo!!
      Estou perplexa!

      • Basto 16 de Janeiro de 2018 / 13:52

        “Devo ou não fazer uma “correcção filial” ao Senhor Arcebispo D. Jorge Ortiga?!”

        Cara Tia, se possuir conhecimentos suficientes e a paz de espírito necessária para o fazer, faça-o, em nome de Deus, e publique-a aqui!

  3. francisco 17 de Janeiro de 2018 / 10:18

    Estive a reler a homilia de Natal do Senhor Arcebispo D. Jorge Ortiga, disponível aqui: http://www.diocese-braga.pt/media/contents/contents_gw8oea/HML_30_2017.12.25_BRG_Natal.pdf

    Pergunto a vossa opinião se estes dois trechos são claramente errados ou eu posso estar a compreender mal:

    “[Cristo] inaugurou uma história nova, não apenas para os que Nele acreditaram mas para toda a Humanidade, porque a Sua salvação é universal.”

    “o mesmo tempo, é errada a perspectiva da fuga mundis, a fuga do mundo, se entendermos o mundo como uma realidade má ou pecaminosa da qual nos temos de afastar. Se Cristo, pelo Seu nascimento, veio habitar entre nós e Ele, sendo o Verbo, é o criador por excelência, então o mundo só pode ser bom. Na verdade, quando Deus criou o mundo e contemplou a sua obra, “viu que isto era bom” (Gn 1,25). ”

    A primeira citação dá ideia que não é necessária conversão, ainda que se possa ler de forma correcta.

    A segunda apresenta três erros, o “viu que isto era bom” foi antes da queda do pecado original, depois em (Gn 3,17) é dito: “A seguir, disse ao homem: «Porque atendeste à voz da tua mulher e comeste o fruto da árvore, a respeito da qual Eu te tinha ordenado: ‘Não comas dela’, MALDITA SEJA A TERRA por tua causa.
    E dela só arrancarás alimento à custa de penoso trabalho, todos os dias da tua vida”.
    O outro erro é que no Evangelho não faltam referências do Senhor para nos precavermos do mundo, para além das cartas de São Paulo e São Pedro que são bem claras.
    Por fim existe o erro: se o mundo continuou bom de que nos veio o Senhor salvar?

    Se virem que posso estar a compreender mal e ver erros que não existem podem indicar-me, mas parece-me que o problema da comunhão dos “divorciados recasados” é o sintoma lógico de outro problema.

    • Basto 17 de Janeiro de 2018 / 15:25

      Caro Francisco, os meus conhecimentos de teologia são bastante limitados, mas o seu raciocínio parece-me bastante correto.

  4. Tia 17 de Janeiro de 2018 / 13:08

    Caro Basto! Obrigada pela resposta! Mas não deveria, em primeiro lugar, enviar, privadamente para o Bispo, antes de publicar?
    Atentamente, no Senhor Jesus

    • Basto 17 de Janeiro de 2018 / 15:34

      Sinceramente, não sei responder-lhe. Se o fizesse em simultâneo também não me pareceria errado, uma vez que, nesta matéria, há uma dimensão pessoal e outra pública. O documento em causa, ainda que surja assinado por um Bispo, representa uma corrente de opinião que o ultrapassa largamente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s