Portugal aprova nova lei da identidade de género

A Assembleia da República Portuguesa acaba de aprovar a Proposta de Lei que permite a um adolescente de 16 anos “mudar” de género.

2. As pessoas de nacionalidade portuguesa e com idade compreendida entre os 16 e 18 anos podem requerer o procedimento de mudança da menção do sexo no registo civil e da consequente alteração de nome próprio através dos seus representantes legais, devendo o/a conservador/a proceder à respetiva audição presencial da pessoa cuja identidade de género não corresponda ao sexo atribuído à nascença, por forma a apurar o seu consentimento expresso e esclarecido, tendo em consideração os princípios da autonomia progressiva e do superior interesse da criança constantes na Convenção sobre os Direitos da Criança.

(in Proposta de Lei n.º 75/XIII, Artigo 9º)

A elite política portuguesa da chamada era democrática, ao longo de décadas sucessivas, não consegue arrancar o país da cauda da Europa em termos de economia, finanças, rendimentos, cultura, justiça social ou ordenamento do território, no entanto, orgulha-se de posicionar Portugal no pelotão da frente neste tipo de obscenidades… A responsabilidade não é apenas deles, é também de quem os elege.

Circula nas redes sociais uma petição contra esta barbaridade, que pode ser assinada aqui. Talvez já não adiante muito, mas também não custa nada assinar.

E, já agora, fica aqui um conselho para pais ou encarregados de educação que porventura leiam este texto. Sempre que vos pedirem alguma assinatura para autorizar os vossos educandos a frequentar, nas suas escolas, gabinetes de saúde, de apoio psicológico e afins, peçam sempre as credenciais de quem neles trabalha. É que dentro das escolas, como cá fora, a maioria da população trabalha para a força ideológica dominante.

Basto 4/2018

8 thoughts on “Portugal aprova nova lei da identidade de género

  1. Basto 14 de Abril de 2018 / 0:01

    Curiosamente, o texto da Proposta de Lei, no nº 1 do artigo 9º, parece restringir o âmbito da possibilidade de um procedimento de “mudança” de género a pessoas que “não se mostrem interditas ou inabilitadas por anomalia psíquica”… É bastante provável que não existam muitas pessoas que, sem padecerem de graves anomalias psíquicas, desejem mudar de género!
    As imagens abaixo são extremamente fortes, ainda assim, para melhor formar uma opinião, é necessário ver em que consiste realmente este tipo de mutilações genitais a que chamam “mudança” de género:

    • Maria 14 de Abril de 2018 / 20:28

      Duas questões:
      __ Esta Lei, entrando em vigor…implica o direito do menor à cirurgia ou apenas às alterações no registo civil?!
      __ Esta Lei não poderá…entretanto ser vetada pelo Presidente da República?!
      Desculpem a minha ignorância jurídica…mas se me puderem responder?! Desde já, agradeço

      • Basto 14 de Abril de 2018 / 22:27

        Este é um primeiro passo. Basta ver o que aconteceu no caso da aprovação do aborto, para o qual nunca faltaram verbas no orçamento da saúde nem nunca houve filas de espera.

        Em relação à sua segunda questão, penso o Presidente da República poderia vetar esta lei, mas duvido que o faça.

  2. Geraldo 15 de Abril de 2018 / 22:40

    Evidente que os eleitores compartilham dessas leis perversas e devassas, embora, quem sabe, muitos ou varios desses não estariam sendo admoestados pela alta cúpula eclesiástica e nas paroquias para não votarem em travestidos denominando-se “democratas”, apesar de serem socialistas, comunistas ou parceiros de partidos de esquerdas?
    Inexiste filho sem pais; alguém entre os alienados ou comparsas tem de estar elegendo tais maus elementos, perniciosos à sociedade para instalarem tais leis esdrúxulas, caso dessa Ideologia de Gênero, logo em jovens que não possuem ainda um discernimento bem desenvolvidos, mas “educados” pela midia alienante que os cativa e seduz?
    Tais depravações são aprovadas por mentes anti naturais visando relativizarem as mentes, mercenarios e capachos e serviçais atendentes à ONU-NOM, aloprados, desequilibrados mentais ou associados ao satanismo das ideologias das esquerdas!
    Certamente, católicos confiaveis anteriormente não seriam, talvez apenas de tradição familiar, portanto, não os seriam ou então deixaram-se seduzir pelas melífluas ideologias e modernistas, transformaram-se em ateístas ou indiferentes, bem provável, talvez agora nem se dando contas de estarem sendo manipulados por conspiradores contra a humanidade!!

    • Basto 16 de Abril de 2018 / 5:51

      Este país está quase completamente imbecilizado, em 40 ou 50 anos tornou-se irreconhecível.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s