Papa Francisco: “Este Espírito Santo é uma calamidade…”

desastre
in Sala de Imprensa da Santa Sé, 04/05/2018

É incrível mas é verdade, está publicado na página oficial da Santa Sé e em várias línguas…

Bom dia a todos!

Eu tinha pensado em fazer um discurso bem escrito, agradável… Mas depois resolvi falar de improviso para dizer coisas adequadas a este momento.

A chave para o que vou dizer é o que o cardeal [o Prefeito da Congregação] pediu: um critério autêntico para discernir o que está a acontecer. Porque realmente hoje existem tantas coisas que, para não nos perdermos neste mundo, na névoa do mundano, nas provocações, no espírito de guerra, em tantas coisas, precisamos de critérios autênticos para nos guiar. Que eles nos guiem no discernimento.

Depois, há outra coisa: este Espírito Santo é uma calamidade [risos, risos], porque Ele nunca se cansa de ser criativo! Agora, com as novas formas de vida consagrada, é realmente criativo, com carismas … É interessante: é o autor da diversidade, mas ao mesmo tempo o Criador da unidade. Este é o Espírito Santo e com esta diversidade de carismas e tantas coisas, Ele faz a unidade do Corpo de Cristo e também a unidade da vida consagrada. E isso também é um desafio.

[…]

Tenham um bom dia!

 

(Discurso do Papa Francisco na Audiência aos participantes no congresso internacional promovido pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, in Sala de Imprensa da Santa Sé, 04/05/2018 – tradução livre.)

Neste casos é sempre difícil perceber a fronteira entre o sentido de humor e a falta de temor.

Basto 5/2018

5 thoughts on “Papa Francisco: “Este Espírito Santo é uma calamidade…”

  1. TERIA FALTADO AO 2º MANDAMENTO?
    O Informe do padre Kolvenbach acusou ao Pe Bergoglio de uma serie de defeitos, indo desde uso habitual de linguagem vulgar à astucia, à desobediencia oculta aparentando humildade, além falta de equilibrio psicológico com vistas a futuro prelado sobre sua idoneidade pessoal, duvidosa, além de tachá-lo de figura divisiva dentro da propria Ordem da qual era Provincial.
    O silencio dos inimigos da Igreja em o censurar ou o condenar após eleito papa é extremamente loquaz!
    Igualmente à sua eleição regozijo e manifestações de apoios, desde as esquerdas aos maçônicos, idem.
    As provas anteriores estão aí quando, apesar disso, foi eleito bispo e depois cardeal, vejamos 2.

  2. Acho que o primeiro comentário diz tudo!
    Por mais que me esforce, cada vez me custa mais, amar “esta” Igreja. Vulgaridades em cima de vulgaridades, com um sentido de humor pérfido, aliado a profanações constantes.
    No entanto, nunca nenhum pontífice foi tão bajulado nas homilias, como actualmente… Será que estamos mesmo, como alguém já disse, na época dos zombies?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s