Diocese de Leiria-Fátima abre Sagrada Comunhão aos adúlteros

herod

Como se esperava, chegou agora a vez de D. António Marto publicar o seu documento que lança a prática de Amoris Laetitia* na diocese de Leiria-Fátima nos termos desejados pelo Papa Francisco. Os adúlteros poderão agora aceder à Sagrada Comunhão também na diocese portuguesa onde a Mãe de Deus veio dizer-nos que “os pecados que levam mais almas para o Inferno são os da carne” e que “muitos matrimónios não são bons, não agradam a Nosso Senhor e não são de Deus”.

O método de “discernimento” proposto pelo futuro cardeal D. António Marto foi assumidamente inspirado na heresia bracarense, mas apresenta algumas nuances trágico-cómicas dignas de nota, particularmente no que se refere ao exercício experimental pelo qual deverá passar a pessoa adultera e que deverá produzir resultados ao fim de 15 dias!

A diocese propõe que o adúltero viva uma semana de acordo com o ensinamento constante da Igreja, sendo convidado a “não aceder aos sacramentos”, porém, a partir do oitavo dia, deverá “fazer o oposto” durante toda a semana para experimentar também a nova solução de misericórdia do Papa Francisco.

Numa fase posterior (3ª semana?), o adúltero terá de elaborar “uma lista de ‘prós’ e ‘contras’ de aceder aos sacramentos” (onde, eventualmente, ponderará determinados pormenores como o destino eterno da sua alma, entre outros aspetos)… Depois de observado esse procedimento, o adúltero estará então em condições de tomar uma decisão “racional”.

prós.e.contras
Síntese dos “passos” necessários para os adúlteros poderem ter “acesso aos sacramentos” na diocese de Leiria-Fátima; baseado em “Guia Prático para o Percurso de Discernimento Acompanhado” da Diocese de Leiria-Fátima, junho de 2018.

À semelhança do que prevê o método discernimental da diocese de Portalegre-Castelo Branco, para além das conclusões “sim” e “não”, disponibilizar-se-á ainda uma terceira via destinada a quem reconhecer que a sua relação adúltera ainda não atingiu suficiente maturidade espiritual.

No que diz respeito ao acesso aos sacramentos, propõem-se os dois passos seguintes:

1. Fazer um exercício de conclusão do discernimento, como se segue: durante uma semana, rezar e viver como se a decisão fosse não aceder aos sacramentos, tomar consciência do que se vai sentindo, dos sentimentos espirituais, do que há de paz ou inquietação; na semana seguinte, fazer o oposto… rezar e viver como se a decisão fosse aceder aos sacramentos, tomando nota dos movimentos espirituais sentidos. Assim, vai-se percebendo por onde Deus chama, o que dá mais paz, o que aproxima mais d’Ele, da vida cristã e dos outros.

2. Para confirmar, através de um processo racional e a partir de tudo o que se leu, rezou, partilhou e ouviu, faça-se uma lista, em duas colunas, de ‘prós’ e ‘contras’ de aceder aos sacramentos. Noutro tempo, faça-se o mesmo processo com a possibilidade de não aceder aos sacramentos. Depois de “selecionados” os ‘prós’ e os ‘contras’ de uma e de outra possibilidades, ver o que se revela mais evidente. Como afirmado no início, pode ser: 1) aceder aos sacramentos; 2) não aceder aos sacramentos; 3) para já não, há passos ainda a dar na nossa vida e o discernimento deve continuar.

(Guia Prático para o Percurso de Discernimento Acompanhado; in Página Oficial da Diocese de Leiria-Fátima, junho de 2018.)

o.dia.em.que.o.sol.bailou.jpg
Cartaz do musical “O Dia em que o Sol Bailou” encomendado pelo Santuário de Fátima para a celebração Centenário das Aparições; in página oficial do Santuário de Fátima.

* Voltamos aqui a repetir de forma clara para todos aqueles que ainda não puderam ou não quiseram compreender: A prática de Amoris Laetita, no sentido pretendido do conceito, consiste em obter/dar absolvição sacramental e receber/dar a Sagrada Comunhão apesar do adultério.

Que diriam os pastorinhos de todas estas modas loucas que chegaram a Fátima?

Basto 6/2018

31 thoughts on “Diocese de Leiria-Fátima abre Sagrada Comunhão aos adúlteros

  1. maria martins 17 de Junho de 2018 / 6:40

    Estou PASMADA com semelhante proposta!!!
    Só mesmo o espírito das TREVAS para inspirar semelhante PALHAÇADA! Uma semana para discernir?! Os Santos andam anos e anos para sentir progressos Espirituais, com verdadeiros desertos cheios de angústias e dúvidas, mas acreditando que estão a ser fiéis a Deus e, por isso, buscando forças na FIDELIDADE, acabam por ser agraciados pela VERDADE, pois, é na FIDELIDADE que Deus AGE!
    Nestes MALABARISTAS, apenas pode estar o PAI DA MENTIRA que todos sabemos quem é!…
    Ironia do destino: os maiores hereges estão em Fátima! Será por acaso?! Começo a acreditar que não!
    O demónio sabe bem aonde actuar e onde estão as maiores brechas. Neste momento, a minha revolta é tão grande, que só me apetece pedir a Nossa Senhora que interceda rapidamente, para que o processo de CONDENAÇÃO desta SEITA usurária, que se está a aproveitar do maior ALTAR DO MUNDO, seja definitivamente desmascarado.
    Acredito que nada acontece por acaso e, infelizmente, de onde deveria vir a VERDADE E A FIDELIDADE a Deus, vêm a MENTIRA, CONFUSÃO e TODAS AS HERESIAS! E mais, com acesso directo ao MAIOR ANTRO DE AMBIGUIDADE que é o VATICANO, na pessoa do CARDEAL…
    O DEMÓNIO TAMBÉM SE ARMA EM ANJO DE LUZ E SABE BEM ONDE RECRUTAR O SEU EXÉRCITO!
    Que Deus me perdoe, mas já não consigo rezar por estes hipócritas!

  2. João (@JoaoMMXIV) 17 de Junho de 2018 / 10:10

    Isto tresanda a enxofre.

    Nunca se põe em causa o adultério, que é o bem maior a preservar, e o critério de decisão são os “sentimentos” (coisa muito modernista, como explica o Papa S. Pio X na Pascendi).

    Na 1ª Semana pratica-se apenas o adultério. juntamente com muitas orações.

    Na 2ª Semana pratica-se o adultério e o sacrilégio eucarístico, à experiência.

    Na 3ª Semana faz-se uma contabilidade racional dos “sentimentos” das semanas anteriores e toma-se uma decisão sobre a continuidade ou não do sacrilégio eucarístico.

    As pessoas são assim confirmadas e legitimadas nos seus pecados e sentem-se muito mais aconchegadas.

    O objectivo parece ser ganhar almas para o inferno, embora seja claramente uma abordagem pouco eficiente porque bastaria um único pecado mortal para atingir esse objectivo.

    • Basto 17 de Junho de 2018 / 18:59

      Se há cinco anos nos dissessem que isto estaria hoje a acontecer poucos acreditariam. É inacreditável mas é verdade, está a acontecer descaradamente e quase toda a gente gosta ou, pelo menos, não se importam…

  3. mfm021077 17 de Junho de 2018 / 14:44

    Olá, uma pergunta.A resposta pode até ser óbvia,mas neste tempos…
    É certo ,que , á parte das razões Gravíssimas ou menos que levaram um casal á separação ,e sempre adultério quando um pessoa do casal separado tenha um relação e conviva com outra pessoa.Nao é que por a razão foi a mais grave do mundo se pode viver com outro como se nada fosse e até comungar . obrigado pela resposta,eu até sei a resposta mas é mais só para ouvir uma palavra de outra pessoa.

    • Basto 17 de Junho de 2018 / 19:14

      Caro MFM, isto não é uma matéria que se preste a opiniões, é uma verdade de Fé, ou a aceitamos ou não.
      Jesus disse: «Quem se divorciar da sua mulher e casar com outra, comete adultério contra a primeira. E se a mulher se divorciar do seu marido e casar com outro, comete adultério.» (Mc 10, 11-12)
      As palavras são do próprio Cristo!

      • mfm021077 17 de Junho de 2018 / 20:25

        O que queria bem perguntar era : á em algum situação em que o adultério pode deixar de o ser pelo motivo da separação do casal ter sido por uma razão GRAVE(imaginando a mais grave de todas ).E vêm a conversa ( não se pode viver um uma destas,a culpa foi dele ,eu mereço de ser ainda feliz e viver com outro.)E em um situação que essa pessoa em adultério se vá confecção ,pode ser absolvida por ter essa desculpa, essa razão GRAVE?E sendo assim deixaria de estar em adultério na teoria e poder comungar?Obrigado

        • Basto 18 de Junho de 2018 / 6:50

          É claro que nas chamadas “situações irregulares” há situações muitos diversas e diferentes graus de culpa. A situação limite que refere é bastante complexa e frequentemente utilizada pelo clero modernista para levar à aprovação pastoral generalizada do adultério.

          O ensinamento da Igreja, desenvolvido particularmente por JPii e Bxvi, nas exortações Familiaris Consortio e Sacramentum Caritatis, explica pormenorizadamente as razões pelas quais essas pessoas não devem comungar eucaristicamente. O que não significa que devam ser excluídas, antes pelo contrário.

          Isso também não significa que as outras pessoas que se encontram em “situação regular” ao nível do “status” matrimonial devam todas comungar… Pelo contrário, grande parte delas, por umas razões ou por outras, também deveriam abster-se da comunhão eucarística.

    • Maria graca figueredo 27 de Junho de 2018 / 16:19

      Hoje existe o TRIBUNAL ECLESIASTICO que consideram muitas causas em que VERDADEIRAMENTE NAQUELA UNUAO NAO HOUVE SACRAMENTO…e hoje sao muitos nessa situaçao tendo em vista matrimonios por varios interesses….

  4. Geraldo 17 de Junho de 2018 / 20:17

    NO ENTANTO, CRISTO JESUS TEM a ETERNIDADE PARA CASTIGAR OS ATREVIDOS dEUSES HOMENS PROMOTORES E ADOTANTES DESSAS HERESIAS – NÃO ESCAPARÃO!
    “E entre os profetas de Jerusalém vi também algo horrível: eles cometem adultério e vivem na mentira, e em falsidade. Estimulam os que praticam o mal, para que nenhum deles reflita e se converta de sua impiedade. Para mim são todos como Sodoma; e o povo de Jerusalém é como Gomorra!” Jer 23,14.
    A situação no presente não se enquadra perfeitamente no acima?
    Deve-se a:
    “Tempos funestos sobrevirão, nos quais …. aqueles que deveriam defender em justiça os direitos da Igreja, sem temor servil nem respeito humano, darão as mãos aos inimigos da Igreja para fazer o que estes quiserem” (II, 98).
    N Senhora do Bom Sucesso.

  5. Maria Ribeiro 17 de Junho de 2018 / 22:28

    Neste “discernimento”, aquilo que se propõe, é retirado do “Discernimento dos Espíritos” de Santo Inácio de Loyola que possui 14 Regras…No entanto, neste caso do acesso aos Sacramentos, apenas são aplicadas as chamadas “Regra 3” e a “Regra 4”

    Os “sentimentos”, mencionados são basicamente o seguinte:
    Na “Regra 3” Santo Inácio explica como funciona a “Consolação Espiritual”! Já na “Regra 4”, será o oposto, aquilo a que se chama “Desolação Espiritual”, ou seja, as “Moções do Espírito”, a fim de “discernir” se a “moção” resulta do Espírito Santo, ou do “espírito das trevas” ou do espírito humano!

    Santo Inácio considera a Desolação Espiritual, como o “tempo da provação”, com “sentimentos” variadíissimos…”negativos”.

    Os jesuítas costumam promover retiros de silêncio, a fim de explicar como se podem aplicar, na prática estas moções nas decisões importantes. Apenas sei que não é propriamente de fácil entendimento para os leigos!

    Por outro lado, estas ditas “Moções do Espírito” são utilizadas para tomar DECISÕES SÉRIAS, relativamente a assuntos ou respostas que precisam dar ou tomar…no que concerne à vida da Comunidade, à direcção espiritual, enfim…

    Nunca seriam usadas para “discernir” entre um pecado e uma virtude! Não teria lógica! Pois no Evangelho já temos a resposta.
    O que vemos nestas “pastorais” é um autêntico “contorcionismo” espiritual, sob uma capa de “misericórdia”, em que nos querem impingir uma “lei”, sem lei! Como é possível que compliquem tanto, algo que é tão simples: quer continuar numa vida de adultério?! É livre de o fazer! Mas não comunga. Ponto final!

    • Basto 18 de Junho de 2018 / 6:59

      Eu acho que Santo Inácio de Loyola ficaria profundamente escandalizado com as coisas que se passam hoje na Companhia de Jesus. Talvez começasse por exorcizar o ativista gay e assessor papal Pe. James Martin SJ…

  6. Roberto Domingos 18 de Junho de 2018 / 22:22

    Obra satânica, esse Bispo já escolheu seu lado, não é uma coincidência que tal abominação venha ser aplicada em Fátima. Essa determinação, escrita provavelmente com enxofre vindo diretamente do Inferno, tem o objetivo de ofender a Maria e ao Cristo, o que me consola é que tudo isso foi predito por Nossa Senhora. Salve Maria.

  7. maria martins 19 de Junho de 2018 / 9:48

    Às vezes, ainda quero acreditar, que os responsáveis mais directos, desta grande confusão, são uns mera “idiotas úteis” vítimas da de//formação que lhes foi dada!
    Como pode uma pessoa que defende as uniões homossexuais da forma como todos sabemos, pois, basta ouvi-lo, ser convidado para representar a IGREJA, no dia da FAMÍLIA?!
    E, para ajudar ao turbilhão de contradições, o Papa Francisco veio, agora, afirmar que: CASAMENTO É SÓ ENTRE UM HOMEM E UMA MULHER!… Será que já não sabíamos isso?
    Depois, ainda afirma que existe um PROJECTO para destruir a Família… quem O está a acelerar? Banalização do adultério, aceitação das uniões gays, silêncio sobre o aborto…
    Segundo algumas notícias, já começa a levantar-se uma onda de contestação laica, a todas estas incoerências.
    Tenho pena de que estejamos a colher o que de pior foi profetizado por Nossa Senhora: abandonando a ORAÇÃO, se deixaram envenenar pelos valores do mundo e, aí, travaram a VERDADEIRA ACÇÃO DO ESPÍRITO SANTO!
    Sei que o que vou transcrever vale o que vale, pois, Maria Valtorta, embora não tendo sido contestada pela Igreja, também não foi bem acolhida, por causa das evidências da sua Obra.
    Passo a transcrever textualmente, uma parte que muito me tem ajudado a entender os tempos de hoje.
    Diz Jesus: …”Assim, chegou o tempo em que o Evangelho será bem ensinado cientificamente, mas sem Espírito! Agora, é o tempo da ciência mas onde falta a Sabedoria….a palha existe, mas não nutre.
    E, em verdade vos digo que um tempo virá em que muitos sacerdotes serão parecidos com palheiros inchados e, empertigados em seu orgulho, pensarão que são eles que por si, produzem as espigas, e que eles são tudo, esquecendo de que a Verdadeira Nutrição é o EVANGELHO!
    …”Eu instruí os Espíritos na Verdade… provindo Toda e somente da Sabedoria Divina, ou seja, da Divina Palavra toda cheia de Dignidade em Sua Forma Doutrinária, incansável em Sua repetição, para que não se afaste das Verdades ensinadas; humilde em Sua Forma, sem rópeis de ciência humana, sem complementações históricas e geográficas… Sacerdotes haverá que não se preocuparão com a parte Espiritual mas apenas com a veste que deverão deitar sobre Ela a fim de mostrar às multidões quantas coisas sabem e, assim, esvaziarão o VERDADEIRO Espírito, sob avalanches de ciência humana… Mas, se eles não O possuem, como O poderão transmitir? Que darão aos fiéis , “esses palheiros inchados”?
    — Darão palha que, apenas, os desnutrirão….

    ..” Um resfriamento nos corações, uma substituição por doutrinas heréticas, mais do que heréticas, em lugar da Verdadeira Doutrina; e isto é a preparação do terreno para a Besta, para o seu reino fugaz de trevas e de horror!…

    A Obra continua, fazendo o retrato de tudo aquilo que vivemos actualmente.
    Acredito que foi uma Bênção tê-La conhecido e lido; posso dizer, com sofreguidão!

    Agora, pergunto: a ocultação desta Obra, não terá sido mais uma manobra do espírito das trevas?!!!

    • Basto 19 de Junho de 2018 / 14:04

      Com todo o respeito institucional que nos merece, somos forçados a admitir que Santo Padre tanto acerta no cravo como na ferradura e, deste modo, tanto agrada aos católicos como aos anticatólicos! O Santo Padre que diz que “só há uma família, a que é formada por um homem e uma mulher”…

      …é o mesmo Santo Padre que tem um amigo que “se casou, mudou essa identidade civil, e ele – que ela era, mas é ele”. Um “amigo” que é uma senhora, apesar de agora parecer um senhor, “casada” com outra senhora…

      https://odogmadafe.wordpress.com/2016/10/06/ele-que-era-ela-e-ela-que-era-ele/
      https://odogmadafe.wordpress.com/category/o-erro-de-lejarraga/
      Esta duplicidade doutrinária não me convence…
      Essa senhora foi recebida juntamente com a sua namorada lésbica pelo Santo Padre e, desde aí, até passou a comungar.

  8. Maria Ribeiro 19 de Junho de 2018 / 18:32

    Quem deve ter ficado muito decepcionados são os Bispos da Alemanha! Ainda vai ser saneado pelo Padre James Martin!
    Estas suas palavras que, noutros tempos me dariam uma imensa alegria!! Nesta conjuntura me parecem…não sei dizer…o que quererá dizer isto?!

  9. Maria Ribeiro 19 de Junho de 2018 / 21:10

    Será que parte da explicação estará aqui?!

    “”Aos olhos do jornalista de 71 anos, o Papa Francisco está “em uma situação difícil”, porque “seus adversários mantêm a pressão contra ele”. Isso pode ser visto nos muitos “apelos e cartas de conservadores contra Amoris Laetitia”. nos últimos dois anos, segundo Politi. “Um ainda mais criticou o Papa dizendo que algumas partes de Amoris Laetitia poderiam ser heréticas, isto é, uma heresia [alemã: Ketzerei].” Este é o pano de fundo, “a dimensão maior da luta dentro da conferência dos bispos alemães, ” ele explica. “É por isso que o papa agora dá um passo à frente e um passo para trás.””
    (onepeterfive) via sinais do reino

    Porque é que apenas agora falou do casamento entre homem e mulher?! Que personalidade é esta?! Valha-me Deus!

  10. Um teodependente 20 de Junho de 2018 / 20:57

    Se o Papa Francisco agora dá um passo em frente e logo dá um passo atrás, ora sendo fiel, ora sendo infiel ao Santo Evangelho, isso significa que ainda não está definitivamente fixado no caminho que conduz ao abismo, no qual os seus inimigos visíveis e invisíveis o colocaram.
    A nós, filhos da Santa Igreja, cabe-nos intensificar a oração em seu favor, porque quer queiramos quer não, a sua eleição, se não foi querida, pelo menos foi permitida por Deus.
    Por mim, além do o lembrar na recitação diária do terço, também diariamente rezo por ele, em família, as seguintes orações:

    1 – V. Oremos pelo Sumo Pontífice Francisco.
    R. O Senhor o conserve, o fortaleça, o proteja na terra e o defenda dos seus inimigos.
    (Por esta oração a Igreja concede indulgência parcial. Concessão nº. 39 do Manual das Indulgências – 2ª. Edição da Editorial A.O.- Braga).

    2 – Ó Deus, que na vossa providência quisestes edificar a vossa Igreja sobre São Pedro, chefe dos apóstolos, fazei que o nosso Papa Francisco, que constituístes sucessor de Pedro, seja para o vosso povo o princípio e o fundamento visível da unidade da fé e da comunhão na caridade.
    Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito santo.Ámen.
    (Pagela editada Pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre)

    Rezar fervorosamente pelo Papa é 10.º dos 10 conselhos do Cardeal Burke para sobreviver à crise de confusão na Igreja:

    http://senzapagare.blogspot.com/2018/06/10-conselhos-do-cardeal-burke-para.html

    • Maria Ribeiro 21 de Junho de 2018 / 17:02

      Um teodependente, concordo (quase), em tudo com o seu comentário! Devemos orar muito sim, porque ele é, neste momento o nosso Pontífice, claríssimo….e precisamos das orações uns, pelos outros.

      Já tenho nos meus documentos os conselhos do Cardeal Burke, os quais tentarei seguir…muito obrigada!!

      Relativamente ao seu 1º parágrafo, A minha opinião é…ou melhor…o que está em Apocalipse é o seguinte: A censura pela tolerância às seitas (Ap 2, 14-15); censura à tolerância da imoralidade (Ap2,20); censura pela tibieza, nem fria, nem quente (Ap3,16).

      E, no final de cada uma destas censuras (espero que conheça ou que verifique), vem a célebre frase: “Quem tem ouvidos para ouvir, oiça o que o Espírito diz às Igrejas”! Isto serve para todos nós, sobretudo para quem nos deveria confirmar na Fé! Que Deus nos perdoe e ilumine, nesta tribulação!

      • FilhoPródigo 22 de Junho de 2018 / 0:46

        Mais do que um contributo a acrescentar seja o que for ao que já foi dito, com o que em boa parte e em certa medida comungo, fica o meu sentir. Com a nota prévia de que pertenço a esta bendita diocese de (Leiria-)Fátima ….

        Agora infelizmente já não foi propriamente surpresa, porque aqui mesmo fui despertado, diria mesmo (felizmente e) recentemente sobressaltado com a realidade, distraído que ainda andava:

        https://odogmadafe.wordpress.com/2017/02/08/bispos-portugueses-discutem-criterios-comuns-para-a-aplicacao-da-amoris-laetitia/

        https://sol.sapo.pt/artigo/404932/bispos-divididos

        https://odogmadafe.wordpress.com/2018/05/22/bispo-de-leiria-fatima-sera-criado-cardeal/

        Confesso que ingénuo/esperançoso e tão distraído, apesar de outros “prenúncios”, então o choque, o embate foi grande. Fiquei mesmo abalado, senti-me verdadeiramente traído e até apunhalado pelas costas pela dura realidade, na pessoa e na sua conduta completo lobo em pele de cordeiro. Particularmente por via do artigo até então desconhecido do “Sol”, em bom momento referenciado. E depois, o Post da criação como Cardeal disse tudo o resto ….

        Ainda agora convivo mal com o facto inevitável de ele ser o meu Bispo(/Cardeal) e sobretudo por assim ter Fátima sujeita à sua tutela. Sujeitar assim Nossa Senhora de Fátima e o Seu Santuário a uma tal ofensa, o que sinto ser verdadeira blasfémia contra a Mãe de Deus e nossa Mãe. Mais valia “atar uma mó ao pescoço ….”. Não que seja desconhecida a pandilha que ele forma (para o referir só localmente) com o actual Reitor do Santuário e o Vigário Geral da Diocese …. Mas assim já tão claro e inevitável, custa!…. Doi, incomoda!….

        Mais, é que isto que parecia ainda não estar para já, já está a acontecer …. Até agora já estava a acontecer mas era “aos outros” (como nas doenças ….), lá longe …. Agora está aqui à nossa porta, nas nossas igrejas e capelas, sobre os nossos padres, sobre aqueles melhores (ou pelo menos os mais sinceros e verdadeiros). Como vai ser? Quanto (alguns, mesmo que poucos) vão sofrer ….

        Custa(-me) a acreditar, a aceitar (ainda estou um pouco em negação ….) mas às claras, sem pudor nem vergonha, assim precipitam sobre nós a (sua) Apostasia, algo que já sabíamos mas agora já sentimos à flor da pele!….Pobre Igreja Católica!…. Pobre clero, assim perdido e a conduzir à perdição!…. Só mesmo pela fé de que se Deus permite, algum bem maior tirará se obtém consolo.

        Dizia-se e a meu ver ainda se deve dizer agora: para além da constatação dos factos, sobre o clero, fala-se bem ou não se deve falar e sim rezar. Porque como creio ter dito (salvo erro) São Paulo, “ninguém se salva sozinho” ….

        Desculpem o longo desabafo …. Mas é que ainda bem que o deserto espiritual que Portugal parece não é total!….

        Bem hajam!…. Salve Regina!

  11. Basto 22 de Junho de 2018 / 19:52

    Este acontecimento é mau demais devido a todo o enquadramento profético, teológico, histórico e sociológico em que se insere. Uma verdadeira catástrofe.

    • Basto 29 de Junho de 2018 / 13:51

      Meu Deus! Isto é o fim do mundo…

      Pedro, peço desculpa por este comentário ter sido publicado apenas agora, o sistema enviou-o automaticamente para o “spam”. Descobri-o agora quando me lembrei de dar uma vista de olhos por aquelas dezenas de comentários publicitários e outros sem sentido que todos os dias são capturados pelo sistema.

      • Maria Ribeiro 29 de Junho de 2018 / 15:31

        Expliquem-me, por favor, aquilo é uma orgia, mesmo ou um espectáculo de mau gosto?!

  12. Filhopródigo 24 de Junho de 2018 / 16:36

    Com todas as implicações que tem, partindo da Diocese que tem a sua sombra sobre o coração da fé em Portugal e assim também com palco no Altar do Mundo, agora acrescendo a ligação e a comunhão directa com as heterodoxias (para não chamar outra coisa ….) do pontificado do Papa Francisco, é uma absoluta catástrofe!!

    Além de tudo o que se possa dizer de (infelizmente) negativo sobre parte da forma e so conteúdo das comemoraçõs da efeméride dos 100 Anos de Fátima, já nas alterações feitas no Santuário e na preparação das comemorações, com o seu permissivismo ou mesmo promoção, foram feitas coisas que nos colocaram “sob os olhares do mundo”, que nos devem encher de vergonha, tristeza e sentido de reparação.

    Como exemplo, entre outros (para não falar da própria Basílica da Santíssima Trindade, da sua construção e em si ….), veja-se apenas este exemplo (sendo-se menos fluente em inglês, vejam-se as imagens nas fotos e o seu sentido):

    https://www.catholicfamilynews.org/blog/2018/1/24/fatima-they-have-removed-jesus-from-the-cross-in-more-ways-than-one?rq=fatima

    Como Nossa Senhora de Fátima estará a sofrer com estes seus Filhos Predilectos! Com a pandilha do Reitor do Santuário (Pe. Cabecinhas) e o Vigário-geral da Diocese (Pe. Jorge Guarda) verdadeira de “Lobos” …. Rezemos pela sua Santificação.

    Sim, como dizia antes, ainda estou algo em negação!…. Mesmo profetizado chega a parecer tudo mau de mais para ser verdade!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s