XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos termina com ambiente de discoteca

O chamado Sínodo dos Jovens terminou com um baile sinodal onde os “jovens ungidos com o dom da profecia e da visão” dançaram com os Padres Sinodais num ambiente espiritual que não se deixou, de modo algum, “sufocar e esmagar” por qualquer anúncio conhecido de “calamidades e desgraças”.

Queremos afirmar que compartilhamos o teu sonho: uma Igreja desinibida, aberta a todos, especialmente aos mais fracos, uma igreja hospital de campanha.

(Excerto da mensagem lida pelos jovens ao Papa Francisco durante o baile sinodal no encerramento da XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, in Vatican News, 27/10/2018 – tradução livre)

Um dos momentos altos da cerimónia aconteceu quando o cardeal D. Lorenzo Baldisseri, o apresentador oficial da Alegria do Amor, a exortação papal que aceita o divórcio e o recasamento, subiu ao palco para interpretar no piano o tema principal do filme “História de Amor” (1970).

Baldisseri
À esquerda, D. Lorenzo Baldisseri junto ao cardeal pró-gay D. Christoph Schönborn na apresentação oficial da exortação apostólica Amoris Laetitia em 08 de abril de 2018. À direita, em cima, o cartaz do filme Love Story (1970) e, em baixo, a capa do disco do tema escolhido por Baldisseri para o encerramento do Sínodo dos Jovens.

A música é de Andy Williams, chama-se Where do I begin?(em português, “Por onde começo?”) e faz parte do álbum “Hold Me Close”.

Basto 10/2018

15 thoughts on “XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos termina com ambiente de discoteca

  1. Basto 31 de Outubro de 2018 / 0:06

    Acabou quase da mesma maneira que começou…

  2. Basto 31 de Outubro de 2018 / 0:11

    Ao mesmo tempo acontecia isto na fachada da Igreja de Santa Maria Minerva, em Roma. A igreja onde permanecem as relíquias de Santa Catarina de Sena.

  3. maria martins 31 de Outubro de 2018 / 7:46

    Não sei se vou escandalizar com o meu comentário, mas relativamente à festa final, é bom que se saiba, se antes, houve momentos de Recolhimento, Oração e Propósitos…. Se a ANIMAÇÃO, somente existiu, no convívio final, até posso aceitar; há sempre uma Caminhada, um percurso, até chegarmos à meta, e aproveitar a energia juvenil para os cativar, NO INÍCIO, até pode ajudar…. mas há que, depois, mergulhar em águas mais profundas e não ficarmos, apenas, na emoção, prazer, facilitismo, pois, depressa tudo se esvai… como tem acontecido na maior parte dos grupos de jovens formados, somente, para divertimento, relegando para segundo plano, a VIVÊNCIA DA PALAVRA que, na maior parte das vezes, é muito dolorosa e vai CONTRA O MUNDO ACTUAL!

    Quanto ao segundo vídeo… esse sim, deixa-me “com a pulga na orelha”… A imagem que aparece simboliza a queda daquela igreja, substituindo-a por outra? Claro, se é isso que significa, então, a “música já é outra”!… Há mesmo INTENÇÃO de destruir a VELHA, substituindo-A pela NOVA IGREJA que, Deus queira, não seja a que Santa Catarina de Emmerich viu nas suas Visões!

  4. Maria Ribeiro 31 de Outubro de 2018 / 11:58

    Pessoalmente acho horrível este tipo de coreografia, de discoteca, no final de um SÍNODO, mesmo que seja sobre jovens. O Sínodo era, sim para tratar de assuntos relacionados com a Juventude. No entanto um Sínodo é sempre de Bispos.
    São coreografias sensuais e tribais, tal como a sociedade se está a tornar. Música do mais baixo nível. E aqueles senhores a baterem palmas…Não me lembro bem qual Santo dizia que por trás de uma dança está sempre o pecado da impureza, pelo menos em pensamento…

    Tenho a certeza absoluta que o Santo Cura de Ars, não iria achar graça nenhum. E tenho sérias dúvidas se não os teria corrido á chibatada que é o que todos merecem. Não sei se repararam que uma das músicas que aquele Bispo tocava no teclado era o genérico do filme “Love Story”?! Vou ver melhor…mas parece que identifiquei correctamente…

    PA-LHA-ÇA-DA. Parecem as avós que querem vestir roupas das netas para se sentirem mais jovens. Cada fase etária deveria ter os seus gostos próprios. A Igreja tanto quer descer ao gostinho dos mais novos que, cada vez mais os afasta, porque, afinal, o que eles buscam seria algo diferente daquilo que eles encontram no “mundão”.
    Que se dêem ao respeito, não sejam ridículos. Por isso é que os jovens mais autênticos, espiritualmente falando, preferem ingressar nos Seminários “Ecclesia Dei”. Ainda bem…

    Este último vídeo diz tudo. Se é para cair que caia…já ontem era tarde…Apensa receio que “renasça”…outra pior…Fiquei com a sensação de uma “igrejola diluída”…que não cativa ninguém…a entrar pela porta estreita.

    • Basto 31 de Outubro de 2018 / 14:00

      PALHAÇADA! Essa é também a única palavra que eu encontro para isto… Como é que a sociedade pode hoje respeitar a Igreja, o episcopado se os próprios bispos não se dão ao respeito? É para acabar com o tal “clericalismo” eliminando a tradicional reverência do ministério episcopal. Porque não foram eles para o sínodo em calções? Ou até em mini-saia para mostrarem ainda mais abertura para com os “católicos LGBT”?

      Obrigado Maria por ter reparado no pormenor do tema musical interpretado. Vou já atualizar a informação na página principal.

  5. Alex 31 de Outubro de 2018 / 14:00

    Esse último vídeo, do show de luzes que representa uma igreja caindo, também me impressionou muito. Seria algum tipo de profecia ou mensagem sobre o que está acontecendo ou vai acontecer??? Me parece que os cristãos, especialmente, os católicos terão de sofrer muito.

    • Romão 1 de Novembro de 2018 / 8:20

      E eu pensava que o Anjo com uma espada de fogo na mão esquerda em Fátima tivesse dito: “- Penitência, penitência, penitência!” Afinal ele deve ter dito: “Paródia, paródia, paródia!”

  6. maria martins 31 de Outubro de 2018 / 19:24

    Talvez compreenda a “festa final”, porque, na minha juventude, também gostava muito da animação, depois de qualquer festividade. Vive o auge dos FOCOLARES, em Portugal, Movimento Católico que muito me ajudou e posso afirmar, que toda a minha ESPIRITUALIDADE foi lá que foi desenvolvida, assim como, o AMOR À VIVÊNCIA DA PALAVRA, em cada momento da minha vida, vendo em todos os irmãos mais frágeis, o Jesus Abandonado. Vivi tempos inesquecíveis nas Mariapolis, em Fátima, onde jovens como eu, aprenderam a pôr em prática todo o Evangelho através da Palavra de Vida e, isso não impedia que, no fim, houvesse alegria e festejos….
    Em contra partida, fiz retiros em silêncio, durante o tempo que estive num Colégio e digo que, apesar de hoje, reconhecer que me fizeram muito bem, naquele tempo, eram uma SECA! Só os fazia porque era obrigada!
    No meu entender, também não vamos exigir que um jovem mude de um dia para o outro, e tenha a postura e a maturidade de um adulto! Há que acompanhá-lo e ir-lhe mostrando onde pode ser limado e aperfeiçoado; a Animação faz parte da sua idade…
    O CAMINHO FAZ-SE CAMINHANDO!
    Quanto às musicas, já manifestei o que penso das melodias adaptadas: Acho que não devo julgar intenções!
    Agora, o 2º vídeo é que me assusta, pela mensagem que me parece querer transmitir… Igreja renovada ? Como vêem, já nos finais dos anos 70 e 80, havia ANIMAÇÃO e os FOCOLRES, nessa época, eram apelidados de FUNDAMENTALISTAS E FANÁTICOS!

    • Basto 31 de Outubro de 2018 / 20:12

      Não me considero um bom católico e, olhando para trás, já fiz muitas coisas das quais hoje me arrependo

    • Basto 31 de Outubro de 2018 / 20:19

      Não me considero um bom católico e, olhando para trás, já fiz muitas coisas das quais hoje me arrependo profundamente. Mas olhando objetivamente para esta palhaçada, não consigo ver um único benefício espiritual nisto. É objetivamente errado, não consigo ter outra opinião sobre o que está aqui retratado.

  7. maria martins 1 de Novembro de 2018 / 8:42

    Gostaria de enviar um vídeo que é a demonstração de como se pode transformar uma mensagem profana, numa mensagem cheia de conteúdo. Como sou um zero à esquerda e só domino o básico, envio-o para o blog em questão. Isto porque sei, que esta canção já teve “mil versões” , incluindo a do Leonard Cohen cuja tradução, referida pelo Basto, deixa muito a desejar! Mas, outros a souberam transformar…
    Peço desculpa, se não deveria enviá-lo, directamente.

    • Basto 1 de Novembro de 2018 / 11:01

      Existem outros vídeos semelhantes no youtube, Maria.

      O que é que eu lhe posso dizer sobre isto Maria? A música em si é muito melodiosa e é daquelas que não saem do ouvido. Mas a sua letra original não é apenas profana, ela é blasfema. O judeu Leonard Cohen nunca explicou exatamente o significado ambíguo da letra original dessa música, que é mais conhecida do que qualquer outra versão “pop sacra” entretanto adaptada para utilização litúrgica ou pastoral.

      A popular letra original desta música, difícil de eliminar das nossas mentes, parece ter um significado erótico aplicado a Nosso Senhor.

      A utilização desta música para fins pastorais ou litúrgicos é quase como – vou usar uma hipótese absurda – recorrer a modelos sensuais, vestidas de freiras, para dar catequese ou ajudar na missa para agradar a quem participa e, assim, atrair mais pessoas.

      Depois surge sempre a questão dos limites. Até que ponto esta “nova pastoral” é aceitável? Para uns os limites não passam de umas palminhas na igreja, para outros pode incluir também um modesto passo de dança ou uma voltinha e, para outros, dançar de forma mais descontraída ou até saltar… Para uns são apenas as guitarras acústicas, para outros também os batuques, mas para outros são também as guitarras elétricas com um pedal de distorção ou as baterias… Cheguei a gostar destas coisas, acreditei que muito do que agora repudio era aceitável e até aconselhável, cheguei mesmo a colaborar ativamente com isso, até que percebi o ridículo e a perversidade da situação.

      Por exemplo, na página de notícias Gloria.tv vi ontem estas imagens de uma missa na Itália:
      https://gloria.tv/video/KnxcvGACzaDe2ZXiZynDhYYe1
      Não tenho dúvidas de que os miúdos adoram aquela missa, mas se na Igreja ao lado aparecer uma outra missa ainda mais “animada” e organizada pelo Canal Panda eles irão antes lá…

  8. maria martins 1 de Novembro de 2018 / 11:52

    Mas estou perfeitamente de acordo e sou contra todos os exageros, e sei que o “diabo” é subtil e vai minando tudo lentamente e com ardil, até conseguir os seus objectivos!
    Também eu aprecio o Respeito, o Equilíbrio, a Reverência naqueles que Representam Jesus no mundo, mas também acredito que, mesmo que escolhamos mal, confiantes de que estamos certos, Deus acaba sempre, por nos conduzir à Verdade!
    O que quis dizer, relativamente à euforia dos jovens, é que, nesta fase para os cativar, devemos baixar um pouco a fasquia e esperar que Deus nos ajude e nos conduza, na sua orientação; senão, o fosso é cada vez maior. Contudo, sabendo de todos os planos que possam estar por detrás de todas estas iniciativas, torna-se muito difícil, entender o que se pretende… Resta-nos rezar e pedir Discernimento, para que Deus nos ajude a saber separar o trigo do joio.
    Um dos grandes Atributos de Deus não é transformar o Mal em Bem? Então, porque não podermos aproveitar esses deslizes, para Restaurá-los e mostrar que DEUS É MAIOR?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s