Brasileiros prestam culto à deusa Iemanjá em igreja católica dedicada a Nossa Senhora

As imagens acima foram captadas na Igreja de Nossa Senhora da Ajuda, em Porto Seguro, no estado brasileiro da Bahia, no momento em que passava a procissão da “deusa do mar”, provavelmente no passado dia 2 de fevereiro, dia da festa de Iemanjá.

O culto à divindade Iemanjá tem origem em crenças tribais africanas.

iemanjá
À esquerda, uma representação da divindade Iemanjá; à direita, imagens do vídeo sacrílego com as intenções de oração do Santo Padre para janeiro de 2016 (na sua versão original).

Mais informação em: O Fiel Católico.

Basto 02/2019

26 thoughts on “Brasileiros prestam culto à deusa Iemanjá em igreja católica dedicada a Nossa Senhora

  1. maria martins 13 de Fevereiro de 2019 / 7:30

    Alô, Canção Nova! Porque não denunciam, agora, estes cultos que, há bem pouco tempo, denunciáveis como satânicos? Onde para a vossa coragem?! Foi convosco que aprendi a separar o trigo do joio, pois, em Portugal, não tínhamos essa Cultura! Pelo menos, tão explícita! Cheguei a ouvir testemunhos reais, de padres exorcistas, cujo problema estava relacionado, directamente, com consagrações feitas a essa deusa, embora por ignorância.
    Só porque o Papa Francisco e o D. Odílo acham que todas as religiões são verdadeiras, deixaram de ser fieis ao vosso sim, sim; não, não? E mais, permitem que Nossa Senhora seja afrontada com esse culto, dentro da própria igreja de Jesus Cristo Seu Filho! …
    Realmente, começo a ficar sem argumentos para tanta desfaçatez!!!

  2. Luis Roberto 13 de Fevereiro de 2019 / 10:55

    É o ecumenismo da missa nova com satanás.
    Nossa Senhora derrama lágrimas de sangue por essa profanação.

    Essa deusa demonio devia ser expulsa a pontapés do recinto sagrado e pisoteada até virar poeira!

    Um demonio pode entrar nesse recinto sagrado, com altar tridentino preservado ainda, e ser adorado.E ,se fosse pedido para celebrar uma missa tridentina no local, seriamos expulsos como se fossemos satanás criadores de divisões…

  3. Maria Ribeiro 13 de Fevereiro de 2019 / 12:05

    Não me considero uma pessoa supersticiosa, absolutamente, muito menos sugestionável. Nesse aspecto sou bastante racional e confio muito mais na força do Deus Vivo do que nesse “culto” inculto de pessoas ignorantes.
    Mas querem saber, no momento em que comecei a ver o vídeo, fiquei tão agoniada, (penso que por ser numa Igreja,) que, de imediato interrompi a reprodução. Aí, pensei, como o Maligno tem recebido tanto poder!!! É incrível!!!.
    Um dia destes li, algures que, há sinais preocupantes de que o satanismo, disfarçadamente, tem penetrado a Igreja Católica. Este é mais um sinal, a meu ver…
    “Quando virem a abominação da desolação no Lugar Santo…”

    Jesus, citando Daniel avisa para, quando isto acontecer na Igreja ou no “lugar santo” que nos preparemos para a grande tribulação que ocorrerá (Mt 24,21).

  4. mfm021077 13 de Fevereiro de 2019 / 15:03

  5. Marcelino Pachuczki 13 de Fevereiro de 2019 / 17:50

    Indignem-se, mas não se surpreendam, isso é só uma pequena amostra das profanações que ocorrem aqui neste Brasil. Assistam este vídeo de 2013.

    • Basto 13 de Fevereiro de 2019 / 18:00

      É um carnaval litúrgico?

      • Marcelino Pachuczki 13 de Fevereiro de 2019 / 23:32

        Com a missa novus ordo o centro da liturgia não é mais o Cristo Eucarístico, mas sim o povo. Ou seja, a missa nova é antropocêntrica, em oposição a missa tridentina que é teocêntrica.
        Os leigos já não sabem o que estão indo buscar na missa, e os padres não sabem o que fazer para agradar o povo, quando deveriam agradar a Deus.
        Então é comum encontrar padres que apelem para estes espetáculos circenses, transformando a missa em algo parecido com cultos protestantes, ou no caso do vídeo, a um sincretismo com as religiões pagãs africanas.
        Eu frequento o rito greco-católico ucraniano, que ainda guarda alguma tradição e piedade. Na minha cidade há um padre carismática que apela para sentimentalismos, missas tipo “cura e libertação”, as pessoas desmaiam quando ele e seus acólitos impõe as mãos sobre as cabeças, e não faço ideia de como isso acontece.
        Eu vejo hoje nas igrejas dezenas de “ministras” da eucaristia se prestando a tal papel para ganhar atenção do padre, um agrado psicológico, pois nas suas conversas há apenas frivolidades, fofocas novelescas.
        Eu vejo pessoas abandonarem a igreja porque não gostaram do padre, algo que não acontece na missa tradicional, visto que o padre esta voltado para o altar.
        Eu vejo pessoas saindo da missa e procurarem terreiros de umbanda, centros espíritas, seicho-no-ie, igrejas pentecostais com a maior naturalidade, visto que os padres e bispos dão o exemplo, com seus encontros “ecumênicos”.

  6. mfm021077 13 de Fevereiro de 2019 / 19:45

    Não será, que não devemos e não podemos mais aceitar o CVII, por vermos claramente de aonde saiu toda a crise que a Igreja hoje passa, não devemos reunciar ao Concílio?
    Qual é o objeto da reclamação dos bispos contra o papa? O que eles pretendem é que Francisco se mantenha nos termos estipulados pelo Concílio Vaticano II, o que é inadmissível , pois são esses textos do Concílio que se afastaram da fé católica a ponto de não se encontrar mais, no mundo atual, quem de fato creia em tudo o que Deus nos revelou e nos ensina a Igreja.

    Um exemplo claro disso foi o embate entre conservadores e liberais durante os dois anos do Sínodo sobre a família. O texto inicial pedia a comunhão de divorciados e homossexuais, e logo os conservadores se levantaram clamando pelo que eles chamavam de “doutrina tradicional”. Ora, Vaticano II inverteu os fins do Matrimônio, deixando de lado a procriação, e modificou o fim secundário da ajuda mútua no que eles chamam hoje de “sociedade de amor”. Esse casamento feito de amor sentimental, quando não carnal, onde ter filhos ou não ter seria uma opção do casal, não é o Matrimônio católico sempre ensinado pela Igreja.

    O resultado desses 50 anos de falsificação da família é o que vemos hoje, a destruição quase completa da noção natural de família. É a esta falsificação que os bispos conservadores querem defender ao exigirem de Francisco que mantenha a doutrina do Vaticano II.

    O verdadeiro retorno deve ser para a doutrina tradicional da Igreja de sempre, que no caso do Matrimônio e da família, está magistralmente assentada na encíclica Casti Conubii, do papa Pio XI, de 31 de dezembro de 1930. (cf. https://permanencia.org.br/drupal/node/5376)

    Em vez de lutarem pela Tradição católica, os bispos se contentaram em lutar por um texto sinodal menos agressivo, e chegaram onde, de fato, os mais afoitos queriam que chegassem: a um texto dúbio, facilmente interpretado por conservadores e por progressistas ao seu bel prazer, e às portas abertas para que cada padre faça o que bem entende na distribuição da comunhão a casais de divorciados.

    • Marcelino Pachuczki 14 de Fevereiro de 2019 / 12:04

      Concordo plenamente!

    • Basto 13 de Fevereiro de 2019 / 21:24

      É o diálogo ecuménico entre o catolicismo e o futebolismo…

  7. maria martins 14 de Fevereiro de 2019 / 7:46

    Alô Maria, não se trata de sugestão e muito menos de superstição no que diz respeito às consagrações satânicas, mesmo por ignorância. Claro que tudo isto é um mistério, mas a experiência fala por si e os exorcistas apontam como uma das principais causas da contaminação espiritual, todos os rituais que possam estar ligados ao satanismo, aconselhando-nos a evitar qualquer contacto. São portas abertas ao demónio…
    Já dizia o saudoso Pe. Leo que, se estivermos protegidos por Deus, nada nos atinge; mas é preciso estar PROTEGIDO pela Sua Graça… o que, na maior parte das vezes, isso não acontece! Mesmo sabendo, que Deus PROÍBE na Sua PALAVRA:” Não praticarás o espiritismo, não praticarás a adivinhação, pois, ó espíritas, eu abomino-vos, muitos jogam com os dois lados; são Católicos e vão à bruxa! E, mais uma vez, Deus respeita a nossa liberdade, mas fica impedido de agir…
    O mal da Igreja dos tempos de hoje, é que Se intelectualizou de tal forma que REJEITA, em muitos casos, a influência maligna e, por isso, vemos como as coisas estão!
    Como se compreende, que haja tantos “doentes mentais” que, apesar dos enormes tratamentos que fazem nada conseguem e, depois, em apenas alguns meses, um “SIMPLES EXORCISTA” com Oração, consegue libertá-los?

    “QUEM NÃO É POR MIM, É CONTRA MIM” ! Ou melhor, “ONDE NÃO ESTÁ DEUS, ESTÁ O DIABO!”

  8. Geraldo 14 de Fevereiro de 2019 / 9:17

    ALÉM DAS CONHECIDAS PROFECIAS DE N SENHORA DO BOM SUCESSO NO SÉC XVI, prevendo libertinagem, impureza, corrupção das mulheres e crianças para os sécs XIX e XX, como em:
    1 – “…Extravasarão as paixões e haverá total corrupção dos costumes por quase reinar satanás …. , o qual visará principalmente a infância a fim de manter com isto a corrupção geral. Ai dos meninos desse tempo! Dificilmente receberão o Sacramento do Batismo e o da Confirmação” (II, 5).
    “Apagar-se-á a luz da Fé até se chegar a uma quase total e geral corrupção de costumes. Acrescidos ainda os efeitos da educação laica, isto será motivo para escassearem as vocações sacerdotais e religiosas” (II,6 e 7).
    “O mesmo sucederá com a Sagrada Comunhão. Mas, ai! quanto sinto ao te manifestar que haverá muitos e enormes sacrilégios públicos e também ocultos de profanação da Sagrada Eucaristia. …. Meu Filho Santíssimo ver-Se-á jogado ao chão e pisoteado por pés imundos”.
    Calar-se-á quem devia falar:
    “Quase não se encontrará a inocência nas crianças nem pudor nas mulheres, e nessa suprema necessidade da Igreja, calar-se-á aquele a quem competia a tempo falar” (II, 7).
    Essa grave omissão é repetida por Nossa Senhora na aparição seguinte, em 2 de fevereiro de 1610:
    “Campearão vícios de impureza, a blasfêmia e o sacrilégio naquele tempo de depravada desolação, calando-se quem deveria falar” (II, 17).
    Os que deveriam defender os direitos da Igreja dão as mãos aos seus inimigos e Nossa Senhora faz à sua dileta filha esta declaração terrível:
    “Tempos funestos sobrevirão, nos quais …. aqueles que deveriam defender em justiça os direitos da Igreja, sem temor servil nem respeito humano, darão as mãos aos inimigos da Igreja para fazer o que estes quiserem” (II, 98).

    2 – Últimos tempos e para responder a estas perguntas Nossa Senhora veio à montanha de La Salette e advertiu-nos:
    “No ano de 1864, Lúcifer, juntamente com um grande número de demônios, será solto do inferno. Eles vão pôr fim à fé pouco a pouco, mesmo naqueles que se dedicam a Deus. Eles irão cegá-los de tal maneira que, a menos que recebam uma graça especial, essas pessoas irão assumir o espírito desses anjos do inferno; várias instituições religiosas perderão toda a fé e perderão muitas almas.
    Livros maus serão abundantes na terra e os espíritos das trevas espalharão por toda parte um relaxamento universal em tudo que concerne ao serviço de Deus. Os chefes, os líderes do povo de Deus negligenciaram a oração e a penitência, e o demônio obscureceu sua inteligência. Eles tornaram-se estrelas errantes que o velho demônio arrastará com sua cauda para fazê-los perecer.
    Sim, os sacerdotes estão pedindo por vingança, e a vingança paira sobre suas cabeças. Ai dos sacerdotes e pessoas consagradas a Deus, que por sua infidelidade e suas vidas perversas estão crucificando o meu Filho de novo!” (Virgem de La Salette, 19 de setembro de 1846).
    O caso do Pe Pinto, por ex., é um dos exs de como o diabo está agindo à luz do dia e jamais combatido e muito menos por casos desses nomeado, desde os lá de cima! Mesmo o Sínodo da Amazonia mais pareceria disfarçadamente de CONGRESSO MUNDIAL DOS MARTELO E FOICE, disfarçados num evento supostamente religioso, pois os comunistas do Brasil o estão defendendo ferreamente, altamente sob suspeição das aparentes finalidades – e com o papa Francisco!

    • Klad 15 de Fevereiro de 2019 / 21:31

      Já no 2º paragrafo da noticia cheira a esturro:
      “De acordo com um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o projeto tem por finalidade apresentar “um texto uniforme”, traduzido “diretamente das línguas originais”, o hebraico, aramaico e grego, “para uso na liturgia, na catequese e em todas as atividades da Igreja em Portugal e, futuramente, nos outros países lusófonos, que seguem a tradução dos livros litúrgicos”.”
      Se é a tradução dos 4 Evangelhos (originais em grego) e do Livro dos Salmos (originais em hebraico), onde é que aparece o aramaico onde somente parte do Livro de Daniel está escrito nesta língua?

    • Klad 15 de Fevereiro de 2019 / 21:40

      3º paragrafo:
      “… com a finalidade de transmitir “tudo o que os textos exprimem nas línguas originais”, mas de uma forma “compreensível para leitores e, sobretudo, ouvintes de hoje, já que se trata de uma tradução para, primariamente, ser proclamada de viva voz”.”
      Quero ver como fazem essa magia e eles bem sabem:
      ““São dois critérios difíceis de conjugar, devido sobretudo à distância temporal, espacial e cultural, entre a língua que é traduzida e aquela para a qual se traduz”,”
      Como fazem essa proeza?
      ““A edição sobressai não só pela tradução direta das línguas originais, como pela abrangência do seu processo, que, para além do grande número de colaboradores, inova ao integrar também os leitores no resultado final”,”
      Pronto! Já estão a inventar!
      ““Decidimos não aprovar e publicar a edição definitiva, sem antes sujeitarmos a presente versão à apreciação dos leitores de língua portuguesa, cristãos ou não. Queremos que a versão final seja, o mais possível, fruto daquela participação sinodal na vida da Igreja, especialmente preconizada a partir do II Concílio Ecuménico do Vaticano e ultimamente reforçada pelo Papa Francisco”, ”
      hum hum

      • mfm021077 16 de Fevereiro de 2019 / 8:19

        Um conselho, quem tiver um Bíblia em casa a das mais “antigas” a conserve como um tesouro.

      • Marcelino Pachuczki 16 de Fevereiro de 2019 / 15:21

        Encontrei em um sebo virtual uma Bíblia do Pe António Pereira de Figueiredo, e tenho também um do Pe Matos Soares. Eu recomendo estas traduções, pois aqui no Brasil, as traduções do CNBB e a Bíblia Ave Maria, edição de estudos estão repletas da teologia da libertação nas introduções e nas notas de rodapé. É terrível!

        • Basto 16 de Fevereiro de 2019 / 15:46

          Sebo virtual… É uma metáfora int

        • Basto 16 de Fevereiro de 2019 / 15:47

          Sebo virtual… É uma metáfora engraçada mas pouco usada por aqui.

      • Marcelino Pachuczki 16 de Fevereiro de 2019 / 20:01

        Caro Basto, vou tentar explicar uma jabuticaba (fruta que apenas existe no Brasil e sinônimo de coisas que só acontecem aqui)
        Existe um site chamado Estante virtual, que cataloga lojas de livros usados (sebos) por todo o país . Ao pesquisar um título ou autor, o site nos mostra todos os livros registrados e em quais lojas estão disponíveis, o preço do livro, as despesas postais e as formas de pagamento praticadas pelas diversas lojas.
        Obrigado pelo comentário:
        https://www.estantevirtual.com.br/?msclkid=2db5296fac9a169d8a737507c75c90c6&utm_source=bing&utm_medium=cpc&utm_campaign=Institucional%20-%20Brand&utm_term=estante%20virtual&utm_content=Institucional

  9. maria martins 15 de Fevereiro de 2019 / 9:02

    Aguardemos! Mas tudo que venha da CONFERÊNCIA EPISCOPAL PORTUGUESA começa a assustar-me…
    Como estão numa de AGRADAR ao Papa Francisco, e ele há já muito que planeia a tradução arbitrária, será que, mais uma vez, pretendem ser os PIONEIROS?
    Se isto que insinuo for verdade, em que se baseará Nossa Senhora, para nos dizer que, em Portugal, se manterá, sempre, o dogma da Fé? Será na humildade e ignorância do seu Povo, que apesar de tudo, não quer saber de nada?

    Relativamente, ao vídeo do Pe. Pio, sobre o Santo Sacrifício da Missa, encaixa-se muito bem a minha opinião sobre terem ido copiar as ideias de um Pastor Evangélico nos cursos alpha. Os nossos Santos são repudiados, perseguidos e apelidados de fanáticos, histéricos ou doentes: são “devoçõezinhas”, revelações particulares… e, por isso, só devem dizer respeito ao próprio! Digo isto, porque o ouvi de padres, considerados bons quando, na catequese, alguém queria apresentar algum extracto das suas obras, a fim de reforçar a Mensagem! Eu própria cheguei a referir uma das declarações do Pe. Pio que relata: Se as pessoas soubessem o que realmente se passa no Altar, no momento da Consagração, não haveria espaço num raio de 50 km, para estacionar um carro. Convém dizer que o Pe. Pio tinha essa Graça. E fui criticada pela coordenadora que não me entendeu, pois, somente decorava os conteúdos e nada mais sabia, para além disso; contudo, ERA A MAIOR !…

    E, agora, tirem as vossas conclusões! Para um bom entendedor, meia palavra basta….

    • Geraldo 16 de Fevereiro de 2019 / 11:11

      Maria Martins: … “Se isto que insinuo for verdade, em que se baseará Nossa Senhora, para nos dizer que, em Portugal, se manterá, sempre, o dogma da Fé? Será na humildade e ignorância do seu Povo, que apesar de tudo, não quer saber de nada”?
      Não apreciei essas suas palavras com relação à nossa Querida Nossa Senhora, Mãe de Deus Cristo Jesus, porque ela não relatou o número de pessoas se será de 1 000 000 ou apenas de 12 pessoas, pouco importa a quantidade, mas existirá o Dogma da Fé em Portugal e, às vezes ou mais, a verdadeira fé se encontra nas classes mais humildes ou naquelas que v consideraria como ignorantes!
      De como como se posicionou, passaria algo de altivez em relação aos mais humildes! Quem poderia dizer que TODOS não querem saber de nada, porém, num grande ou muito maior número, apenas de apenas 1, 2% ou outro?
      Deposuit potentes de sede et exaltavit humiles!

      • Basto 16 de Fevereiro de 2019 / 11:33

        Caro Geraldo, as palavras da nossa amiga Maria Martins não foram ditas no sentido de pôr em causa a profecia de Nossa Senhora, mas antes um lamento sobre aquilo que está a acontecer em Portugal. Eu próprio tenho mostrado aqui também alguma frustração e incompreensão relativamente a essa profecia, apesar de ela ser o mote de partida deste blogue… Em Portugal será conservado do dogma da fé – isso é uma certeza. Agora, serão os portugueses a conservá-lo? E se forem, quantos serão? Existirão elementos do clero nessa posição? Não sabemos nada disso, só no fim é que poderemos compreender o real alcance da profecia. Por enquanto, resta-nos cumprir a nossa parte.

  10. maria martins 16 de Fevereiro de 2019 / 16:58

    Obrigada Basto. É isso mesmo que sinto. Ao contrário do que o Geraldo interpretou, eu quis referir que, pelo que vemos nas actuações do nosso mais alto Clero, apenas a humildade, a pureza do nosso Povo pouco letrado nas grandes dissertações Teológicas (e eu também me incluo nesse grupo) pode tocar o coração da Mãe, mantendo-A fiel à Promessa referida.
    Neste momento, toda a adesão à nova doutrina me assusta, venha ela de onde vier!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s