Francisco reabilita um dos principais rostos da teologia da libertação

O Papa Francisco levantou as sanções canónicas anteriormente impostas a Ernesto Cardenal. O sacerdote e poeta nicaraguense, que fora repreendido publicamente pelo Papa João Paulo II, encontrava-se há mais de 30 anos suspenso a divinis por causa da sua militância marxista sandinista.

Basto 02/2019

6 thoughts on “Francisco reabilita um dos principais rostos da teologia da libertação

  1. Se esta reabilitação é consequência de um pedido de perdão, dou os parabéns ao Papa Francisco. Só espero, que aqueles, que ainda estão na mesma linha, consigam separar o trigo do joio e que esta atitude não os motive a prosseguir no erro….

      • Pelo que sei ele não abandonou as suas ideias revolucionárias. Porque foi essa a condição que a Igreja, na época lhe impôs, deixar o activismo esquerdista e obedecer à Doutrina da Igreja.
        Ele chegou a ser Ministro da Cultura, penso que no primeiro Governo de Ortega, ou de Violeta Chamorro, não tenho a certeza?! Pelo contrário, afirmou que não poderia trair-se a si próprio e seguiu nas suas ideologias.
        No entanto ignoro, se terá algum dia pedido perdão?!
        Claro que ele viu em Bergóglio uma oportunidade de reverter a situação a seu favor e, até lhe ofereceu um dos seus livros com uma dedicatória.

        O facto de estar muito doente com uma grave perturbação renal provoca em nós, algum tipo de misericórdia, é certo e, alguma comoção …
        mas desautorizar uma Papa anterior que lhe apontou o dedo em riste e o admoestou, severamente, em público (a única vez que isso aconteceu com aquele Papa), é por demais significativo de que o Papa Francisco é a favor da perigosa Teologias da Libertação que foi a causa máxima do castigo imputado a este Sacerdote.
        Bastava que o senhor fizesse uma boa Confissão…não é necessário celebrar Missa, agora, para se salvar…até porque o estado de saúde nem lhe permite presidir sozinho…

  2. Mas se recordarmos o motivo pelo qual o Papa Francisco foi julgado na Argentina, enquanto Bispo de Buenos Aires, mais uma vez, encontramos contradições, relativamente, à sua ideologia Política! Aí, ele foi acusado de ter colaborado com a ditadura que, por sinal, se opunha ao Comunismo e cujos simpatizantes eram considerados subversivos, precisamente, na altura em que ele era Provincial dos Jesuítas, ainda bastante jovem. Assim, deixou que muitos catequistas fossem perseguidos e mortos (só porque se recusaram a abandonar o seu trabalho nos bairros de lata), tendo-lhes sido retirados os filhos, dados depois para adopção. Desta contenda fizeram parte, também, dois dos seus sacerdotes, um dos quais seu ex professor, e por quem foi acusado de nada ter feito pela sua libertação: foi a Comunidade Internacional que intercedeu por eles! E, mesmo assim, quando eles lhe pediram ajuda, depois de serem soltos, no momento em que foram lançados de helicóptero numa zona deserta, com os olhos vendados, recusou-se a fazê-lo, respondendo ao colega que recebeu o seu telefonema… e, aqui, não repito o que disse, textualmente, para não chocar ninguém.
    Tudo isto está na Internet, numa denúncia da própria irmã de um dos sacerdotes que, por acaso, foi seu professor. Morreu num mosteiro, dizendo que lhe perdoava….
    Se, nessa altura, era tão opositor, porquê, agora, proteger e abençoar um Comunista declarado?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s