Ir. Cristina regressa aos palcos da televisão com um hino LGBT

A religiosa Cristina Scuccia, que descobrira há poucos anos a sua vocação para o escândalo num concurso de talentos da televisão italiana, partiu em “missão” rumo aos EUA para provocar escândalo na televisão americana. Na sua recente participação no The World’s Best, do canal de televisão CBS, a freira rebelde concorreu com uma interpretação do tema “Born this way” da cantora satânica Lady Gaga.

A música “Born this way”, que quer dizer “nascido(a) deste jeito”, foi mundialmente adotada pela comunidade gay como um hino LGBT.

Basto 03/2019

7 thoughts on “Ir. Cristina regressa aos palcos da televisão com um hino LGBT

  1. maria martins 18 de Março de 2019 / 17:47

    “FELIZES DOS QUE PERSEVERAREM!”

  2. francisco 20 de Março de 2019 / 11:41

    Na festa da catequese do 2º ano é feita a festa do Pai-Nosso, aí existe este momento em que os pais recitam esta oração aos filhos, a oração será o Pai-Nosso mas como Deus a diria a nós.

    Entrega do «Pai-Nosso»
    Cântico durante a entrega:
    Pais recitam a oração, colocando sobre a cabeça do filho a mão direita:
    “Filho meu, que estás na terra.
    preocupado, tentado, solitário, eu conheço perfeitamente o teu nome
    e o pronuncio como que santificando-o, porque te amo.
    Não, não estás só, mas habitado por Mim, e juntos construímos este reino de que irás ser o herdeiro.
    Alegra-me que faças a minha vontade porque a minha vontade é que tu sejas feliz já que a glória de Deus é o homem vivo.
    Conta sempre comigo e terás o pão para hoje, não te preocupes, só te peço que saibas repartir com o teu irmão.
    Sabes que perdoo todas as tuas ofensas, antes mesmo de tu as cometeres, por isso peço-te que faças o mesmo àqueles que te ofendem a ti.
    Para que nunca caias em tentação, segura firme na minha mão e Eu te livrarei do mal, pobre e querido filho meu”.

    Fiquei perplexo quando assisti a isto, é colocar o pai no lugar de Deus, o papel do pai é encaminhar o filho para Deus e não colocar-se no Seu lugar. Se for para o pai assumir um compromisso em relação ao seu filho sempre podia-se fazer uma consagração ao Sagrado Coração de Jesus.

    Qual a vossa opinião? É defeito meu e isto é inocente e bom ou estão a guiar-nos por outros caminhos?
    Felizmente pelo menos no guia do catecismo na edição de 2017 não aparece isto como indicação para se fazer, no entanto é o que se está a fazer.

    • Basto 20 de Março de 2019 / 13:59

      Também não me parece que tenha muita lógica… Penso que isso deve ser fruto do improviso local.

  3. maria martins 20 de Março de 2019 / 19:52

    Francisco, acho que tem toda a razão, quando diz que o pai está a substituir Deus: ” Quero que faças a minha vontade…., ou que FAÇAMOS A VONTADE DE DEUS?!
    Tanto querem inovar que se tornam ridículos, pela ignorância, para não dizer pior! A Festa era a do PAI NOSSO – DEUS PAI, e não a do pai da Terra!…
    Se queriam homenagear o pai biológico, terreno, até poderiam fazer uma adaptação, parafraseando as partes mais FORTES do PAI NOSSO– que são todas– mas realçando, sempre, a sua TOTAL dependência da Vontade de Deus Pai, de Quem pode emanar toda a Graça para o pai biológico, mas, se este estiver ligado a Ele, pelo Seu Espírito Santo!
    Nessa oração, ficamos com a sensação de que quem dita as regras é o pai terreno ou biológico… correndo-se o risco de cada um poder orientar o filho como bem entender.

  4. maria martins 20 de Março de 2019 / 23:26

    Mais uma vez peço desculpa, pela minha precipitação, pois, não me apercebi que era Deus a falar connosco; pensei que eram os pais a colocarem-se no lugar de Deus Pai. Reflecti mais, sobre o comentário do Francisco, e reconheço que interpretei ao contrário.
    Caro Francisco, a oração apresentada, tenta imaginar Deus Pai a falar com os Seus filhos homens e, sendo assim, não está de todo adulterada no seu conteúdo.Contudo, poderia ter sido usada noutro contexto. Tratando-se da Festa do PAI NOSSO, a ÚNICA Oração que Jesus nos ensinou, acho muito mais importante explicá-La frase por frase, a cada um dos presentes, pois, infelizmente, poucos A sabem, do que inverter os papéis, inventando outra. Esta é a minha opinião, que vale o que vale.
    “O Pai Nosso” vivido, contém TUDO o que precisamos para a nossa Salvação, já assim o diz SANTA TERESA DE ÁVILA no Livro O CAMINHO DA PERFEIÇÃO!

    • francisco 21 de Março de 2019 / 9:58

      Também acho que a oração em si não está mal mas na prática ao colocar-se o pai da terra a dizê-la vai colocar-se no lugar de Deus em vez de encaminhar para Deus, note-se que é indicado ao pais para colocarem a mão sobre a cabeça do filho, é mesmo uma substituição de papeis.
      Era muito mais importante ajudarem os pais a compreenderem e viverem a oração do Pai Nosso e a assumirem esse compromisso para encaminharem os filhos para Deus.

  5. maria martins 21 de Março de 2019 / 21:22

    Eu também penso dessa maneira. Os pais nunca poderão falar na 1ª pessoa, no lugar de Deus Pai, pois, corre-se o risco de acontecer o que escrevi no 1º comentário, criando-se a ilusão de que eles O estão a substituir.
    O mínimo que se poderia fazer, através duma sensibilização prévia, era apresentar os pais biológicos das crianças como sendo instrumentos de Deus, para os Edificar, e canais da Sua Graça e da Sua Bênção, por Acção do Espírito Santo. Assim, reproduziriam essa oração mas, sempre, referindo essa condição de total dependência do DEUS PAI !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s