Papa Francisco: a humanidade tem um só pastor, Jesus Cristo!

Na homilia pronunciada, esta segunda-feira, dia 4 de maio, na capela da Casa de Santa Marta, o Santo Padre declarou que “todos os homens” têm “um único pastor”, Nosso Senhor Jesus Cristo.

Francisco entra, deste modo, em contradição consigo próprio, uma vez que, noutras ocasiões, afirma que “muitos” homens “procuram Deus ou encontram Deus de muitos modos” diferentes de Jesus Cristo, incluindo através dos ensinamentos de Buda, de Maomé e do Talmude.

Basto 05/2020

22 thoughts on “Papa Francisco: a humanidade tem um só pastor, Jesus Cristo!

  1. maria martins 5 de Maio de 2020 / 6:51

    Não sei se vou “escandalizar”, com o que vou dizer, mas nestes vídeos, consigo entender… talvez, o TAL DESEJO de diálogo, a tal aproximação que Jesus não condena, porque, na verdade, ELE VEIO PARA TODOS! Agora, sem NUNCA, como já frisei, “fazer cedências”, sem NUNCA , “baixar a fasquia”, sem NUNCA, ” negar a Verdade”, que é O PRÓPRIO JESUS CRISTO, mas CONVERTENDO, mesmo que o TEMPO seja lento… porque só Deus CONVERTE e o Seu TEMPO não é o nosso! Ele vai trabalhando os vários processos de Conversão, se formos sinceros. O dever de um Cristão Verdadeiro é LANÇAR A SEMENTE, para que Deus COLHA!
    Jesus pede-nos, que não desprezemos ninguém e que RESPEITEMOS E AMEMOS A TODOS!
    O problema “desta Igreja” é que até dentro de Si, tem MUDADO a SÃ DOUTRINA, com as alterações ao Evangelho, à Palavra de Deus, relativizando TUDO! E isso, já é DESPREZAR JESUS CRISTO como ÚNICO Pastor, porque ELE É A PALAVRA DE DEUS, PERFEITA e, por isso, IMUTÁVEL!
    O mal do Papa Francisco, penso eu, é querer ADAPTAR-SE ao mundo, quando DEVE SER O CONTRÁRIO; foi para isso que Jesus veio, para CONVERTER O MUNDO, mesmo sem o Condenar, porque Jesus é Misericordioso e, perdoando, deseja que venham a Ele, ARREPENDIDOS e por AMOR!
    E o mal destes discursos, aparentemente, cheios de TOLERÂNCIA e de MISERICÓRDIA, é que se podem transformar numa verdadeira FALÁCIA, porque só se ENTENDE o verdadeiro veneno, que neles pode estar subentendido, se estivermos atentos AO TODO. E este é que se tem revelado perigoso, quando analisamos o que se está a fazer, como já disse , à PALAVRA DE DEUS; ao EVANGELHO, em toda a Igreja!

    • Basto 5 de Maio de 2020 / 11:02

      Quando a Maria diz “nestes vídeos” está a referir-se exatamente aos dois que aqui publiquei? É que, se o primeiro não tem nada de mal, antes pelo contrário, reafirma a doutrina cristã, o segundo é, todo ele, um sacrilégio escandaloso, que não podemos aceitar de modo algum…

      “Buscam Deus ou encontram Deus de diversas maneiras.” O Papa diz isto enquanto segura a estatueta de um ídolo pagão. E depois vemos, no final, o Menino Jesus (nunca o crucifixo para não “ofender”) exibido ao nível daquelas coisas pagãs… Esse vídeo devia ter uma rodinha vermelha no canto superior direito. O próprio Vaticano deve ter reconhecido o escândalo que o vídeo causou, de outra forma não publicaria, meses depois, uma versão mais light, ainda assim, escandalosa e sacrílega.

  2. maria martins 5 de Maio de 2020 / 13:18

    Basto, é verdade que um vídeo parece contradizer o outro, embora o primeiro seja o VERDADEIRO, pois só Jesus é o CAMINHO:
    Porém, no segundo, “quero acreditar” que o Papa está a fazer um apelo ao diálogo com aqueles que, mesmo pertencendo a Religiões diferentes, acreditam em Deus à sua maneira. E porque fomos todos Criados pelo mesmo Deus, embora esses ainda não O tenham recebido ou reconhecido, na Sua Totalidade e, por isso estejam num caminho IMPERFEITO, somos todos Seus filhos.
    E diz-nos Jesus : “…A alma de todo o Homem foi criada por Deus; ela é o Sopro e a Sua Imagem, tendo como finalidade fazer da Criatura chamada Homem, um ser vivente na Grande Morada do Altíssimo, o Único Deus. E o pensamento está dependente das Virtudes da alma, e será tanto mais PERFEITO, quanto mais Iluminado estiver, pela luz Divina…”
    Ora, segundo estas palavras, apelar ao diálogo, à Conversão, não está mal, porque fomos todos criados, para o mesmo fim: A CASA DO PAI!
    Mal está, se O PAPA subestimar a CONVERSÃO, sobrepondo-se ao que diz JESUS CRISTO, achando que todos certos.
    Agora a minha opinião pessoal: Como Chefe da Igreja Católica, NUNCA, deveria apresentar o vídeo daquela maneira; até para EVITAR confusões!

    • Basto 5 de Maio de 2020 / 16:23

      Esse vídeo é um sacrilégio. Não devemos tentar encontrar algo de bom num sacrilégio, apenas denunciá-lo publicamente.

  3. Alex 5 de Maio de 2020 / 14:21

    Para mim, não ficou claro o sentido com o qual o Santo Padre usou a palavra “bom pastor” ao dizer que todos os homens tem um único pastor Jesus Cristo, pois “pastor” e “salvador” são palavras diferentes, de significado diferente. Só pelo fato de existirem várias religiões, isso significa que os homens não tem um único pastor. Agora “Salvador”, sim, é um único salvador: Jesus Cristo. Pois Jesus diz “ninguém vai ao Pai, senão por mim” e outras semelhantes. Mas aí também entramos na questão da liberdade religiosa, da qual tratou o Concílio Vaticano II e entrar outra questão de que é a de não fazer proselitismo.

  4. Alex 5 de Maio de 2020 / 14:35

    Penso que podemos dizer que é um discurso ecumênico este discurso do Papa Francisco.

  5. Geraldo 5 de Maio de 2020 / 15:19

    JUSTIFICOU-SE PLENAMENTE PE HANS KOLVENBACH PROPONDO PE BERGOGLIO NÃO SER SAGRADO BISPO!
    Ele é o típico disse-não disse, fala isso, transmuta, à frente nega ter dito, acusa e depois volta atrás, caso Chile, por ex, um tipo nada nada nada confiável…
    Só mesmo as esquerdas apreciam-no e ele a elas, empatias e simpatias recíprocas!
    Assunto imerecedor de mais acréscimos – nauseabundo, intragável tecerem-se mais considerações sobre ele e suas falas!

  6. maria martins 6 de Maio de 2020 / 6:49

    Alex, penso que ao usar a denominação de Pastor, aqui, o Papa refere-se à Parábola do BOM PASTOR, com o Qual Jesus Se identifica, para UNIR todos os homens num só rebanho, a Sua Igreja.
    Agora REITERO, tendo sempre por base a CONVERSÃO, seja ela conseguida de que maneira for; mas é a CONDIÇÃO “sine qua non” EXIGIDA, por Jesus!
    O que, realmente, nos confunde, é que haja situações mais do que conhecidas por todos, em que o Papa Francisco, simplesmente, não a exige e até relativiza a Doutrina, modificando-A!…

    • Alex 6 de Maio de 2020 / 16:40

      Maria Martins, obrigado pela resposta!
      Se não me engano, o discurso ou parábola do Bom Pastor se refere apenas aos cristãos. Agora, quando Jesus diz, no Evangelho segundo São João, que, quando ele for elevado, atrairá todos a si, ele está falando de si como Salvador de toda humanidade.
      Infelizmente o Papa Francisco confunde os fieis com o seu disse-não-disse, como comentou o Geraldo.

  7. Maria Ribeiro 6 de Maio de 2020 / 13:04

    Os dois vídeos são, com efeito completamente contraditórios.
    O segundo parece uma confluência entre várias religiões, chamada de “sincretismo religioso”. Confunde quem tem menos instrução religiosa porque tem a aparência de querer incutir a ideia de que todas são “verdadeiras”
    Quanto mais aberta for uma religião diante das influências de outras religiões e da própria sociedade, considera-se que mais secularizada ela se torna. E a Igreja católica já atingiu esse “patamar” à imenso tempo.

    O trecho narrado pelo personagem Riobaldo (Tatarana ou Urutu-Branco), um dos protagonistas da história de Guimarães Rosa, retrata a diversidade de religiões existentes no Brasil (quem sabe na Argentina também)?
    Aqui vai:

    “O que mais penso, testo e explico: todo mundo é louco. O senhor, eu, nós, as pessoas todas. Por isso, é que carece principalmente de religião: para se desendoidecer: desdoidar. Reza é que salva da loucura. No geral, isso é que é salvação da alma… Muita religião seu moço. Eu cá, não perco ocasião de religião. Aproveito todas. Bebo água de todo rio… Uma só para mim é pouca, talvez não me chegue. Rezo cristão, católico, embrenho a certo; e aceito as preces do compadre meu Quelemém, doutrina dele de Cardeque. Mas quando posso, vou no Mindubin, onde um Matias é crente, metodista: a gente se acusa de pecador, lê alto a Bíblia e ora, cantando hinos belos deles. Tudo me quieta, me suspende. Qualquer sombrinha me refresca. Mas, é só muito provisório”.

    O jagunço da história (não admira) beneficia-se de todas, visto que há uma confluência entre estas matrizes e matizes religiosas no país.
    Mas, e o Papa?! Não terá mais instrução que um jagunço?!

  8. maria martins 6 de Maio de 2020 / 14:43

    Hoje, vou fazer de advogada do diabo!
    No 2º vídeo, o Papa somente apela ao diálogo e à oração, expondo as variadas CRENÇAS. E leva-nos a concluir que, sendo todos filhos do mesmo Deus, mas nem todos tenham tido, ainda, a oportunidade de O conhecer, devamos dialogar. Logo, como DETENTORA DA VERDADE, a Religião Católica deve promover a aproximação. Sendo assim, é seu dever, dar o 1ª passo, porque tal como aprendi, através da Palavra de Deus, aquele que mais AMA, é assim que faz. Daí, eu não ver nestes dois vídeos CONTRADIÇÃO: o primeiro defende a VERDADE; o segundo apela ao diálogo!
    O problema é que conhecemos de “sobra” a posição relativista do Papa Francisco, fora deste contexto. E é isso, que nos faz depreender, talvez, o que ele pretende ou pensa…

    • Basto 6 de Maio de 2020 / 14:39

      Não, Maria, o Papa diz que “procuram e ENCOTRAM Deus de diversas maneiras”, quando nós sabemos que Jesus Cristo é o ÚNICO caminho. O nosso Papa por vezes é bastante ambíguo, mas neste vídeo é bastante claro.

    • Basto 6 de Maio de 2020 / 15:12

      Aliás, Maria, o próprio Santo Padre, em diversos momentos, desmente completamente a sua interpretação desse vídeo sacrílego…
      Aqui, por exemplo:

      Ou aqui:

      Ou ainda aqui:
      “A Declaração atesta que «a liberdade é um direito de cada pessoa: cada um possui a liberdade de credo, de pensamento, de expressão e de ação. O pluralismo e as diversidades de religião, de cor, sexo, raça e língua são uma sábia vontade divina». É da «Sabedoria divina» que «vem o direito à liberdade de credo e à liberdade de ser diferentes. Por isso, se condena o facto de constringir as pessoas a aderir a uma certa religião ou a uma certa cultura, como também de impor um estilo de civilização que os outros não aceitam».”

      https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2019-02/papa-francisco-abu-dhabi-declaracao-imame.html
      O Papa Francisco é menos confuso do que o que se costuma dizer dele, agora, por vezes, é mais fácil admitir a ambiguidade do Santo Padre do que encarar a realidade apocalítica em que vivemos.

  9. Maria Ribeiro 6 de Maio de 2020 / 15:51

    O problema é que a maior parte das pessoas (e o Papa Francisco também, ao que parece) acham por ignorância que “todos somos filhos de Deus”! Mas não é assim!

    Todos somos criaturas de Deus, quando nascemos e não duvidamos de que Deus ama igualmente todas as Suas criaturas.

    No entanto apenas são filhos (adoptivos), os baptizados, em Jesus Cristo, no qual nos tornamos “novas criaturas”. Parece um pormenor sem importância. Mas apenas os baptizados têm legitimidade para dizer: “Abba Pai”.

    Para se certificarem do que afirmo, consultem o CIC, nos números 1265; 1270 e 1279.

    Isto para dizer que não “somos todos filhos de Deus”.

    Conclusão: da minha parte “renuncio completa e solenemente” ao 2º vídeo, venha ele de quem vier.

    • Alex 6 de Maio de 2020 / 17:53

      Maria Ribeiro, por isso que eu acho que, quando o Papa Francisco diz que Jesus Cristo é pastor de todos, ele está cometendo um engano. Se não me engando, Jesus é pastor apenas dos batizados, dos cristãos. Agora, Salvador, ele é de toda humanidade.

      • Maria Ribeiro 6 de Maio de 2020 / 18:20

        Concordo consigo, Alex.
        Jesus veio, efectivamente para salvar toda a Humanidade. Muito embora Ele Próprio soubesse de antemão que nem todos seriam salvos porque O rejeitariam. “Quem acreditar e for baptizado será salvo e quem não acreditar já está condenado”.

        Eu também acho que Jesus é Pastor, apenas das Suas Ovelhas. Claro que Jesus diz que “há ovelhas em outro redil” e espera que mais tarde se encontrem com Ele e “haja um só rebanho e um Só Pastor”. Porém, a liberdade que Deus nos deu de O seguir ou não, jamais nos será tirada.

        A nós cabe-nos, apenas rezar por todos e dar o melhor testemunho possível. E implorar que jamais nos afastemos do Caminho que é Jesus.
        Um abraço, Alex. Espero que esteja de perfeita saúde!

      • Alex 6 de Maio de 2020 / 21:17

        Obrigado pelo feedback, Maria Ribeiro! É bom encontrar uma opinião concordante.
        Agradeço também pela preocupação em relação à minha saúde. Às vezes sinto uma mistura de ansiedade e depressão. Mas eu me sinto melhor desde que o confinamento foi relaxado ou diminuído em minha cidade, embora as medidas de prevenção estejam sendo observadas rigorosamente como mandam as normas sanitárias.

  10. maria martins 6 de Maio de 2020 / 19:13

    Eu acho que estamos a desviar-nos do tema em si.
    Jesus veio para todos sem distinção, e defende uma Conversão Universal ao Seu Reino, através do Baptismo e da Conversão à Sua Palavra.
    Porém, para aqueles que, por motivos vários, não tiverem acesso à VERDADE TODA, que é ELE, Deus julga-os, conforme o coração de cada um, e segundo as hipóteses que tiveram de ser FIÉIS à Lei Natural, que lhes foi imprimida, no momento da Criação da ALMA, com o Conhecimento do Bem e do Mal….
    Assim, todos ficam com acesso à Salvação, porque Ele morreu por toda a HUMANIDADE, desde que “acredite” e se esforce por fazer o Bem e estar no caminho da virtude. Caso contrário, apenas se Salvariam os Católicos! E os outros, que culpa têm?!
    E, mais uma vez, Jesus afirma, em “O Evangelho como me foi revelado”, depois de fazer várias curas: “Aqui há Judeus,e Galileus, Libaneses, Sírios, Fenícios, habitantes da longínqua Batanéia e das Costas marítimas; e todos Me procuraram. E assim, caíram as ideias políticas ou religiosas, que antes, eram como uma muralha, para impedir que todos se considerassem IRMÃOS. Todos procuravam as diversas curas… e Eu, a todos UNI em Esperança, que já é Fé, dando-lhes conforto, porque é justo que assim seja. ” EU SOU O PASTOR UNIVERSAL, e devo ACOLHER a todas as ovelhas que querem entrar no Meu Rebanho. Eu não faço distinção entre ovelhas: entre as fracas e as fortes; as que já Me já Me conheciam e as que só agora Me procuraram e não Me conheciam a Mim, nem ao VERDADEIRO DEUS: Eu SOU O PASTOR DE TODA A HUMANIDADE e recolho as Minhas ovelhas de qualquer lugar onde estiverem, se elas me quiserem conhecer. Deus é que lhes suscita o desejo de elas Me escolherem. É O Próprio Espírito de Deus que as chama, partindo de orações inefáveis…. O Espírito de Deus deseja difundir-Se e enriquecer-Se e também Fundir-Se num número ilimitado de seres…
    Deus, ao contrário do que pensam muitos, em Israel, quer Formar UM SÓ POVO, sem acepção de pessoas.

    E noutra Passagem, Jesus refere:…”Quanto mais virtuoso for o coração do Homem, mais sobe na compreensão das Coisas de Deus e O Reconhece em tudo: na Natureza, num silêncio compreensivo da pessoa Amada, no sorriso de uma criança, na palavra de um moribundo…e é Esse o Deus que as pessoas, mesmo sem ainda SABEREM que O estão a reconhecer ou mesmo ainda não sabendo Quem Ele é, ou como deveriam fazer para O Conhecerem, já Amam. Esse Deus Puro e Bom que, sem ser AINDA CONHECIDO, já satisfaz os corações dos homens Virtuosos…
    Não é o conhecimento material o único necessário, para possuir-Me. Todo o Homem, por sua virtude, chega a perceber Deus; Esse Deus desconhecido… porque Deus, já a Ele Se revelou, em homenagem à sua Virtude…

    E muito teria que escrever, desta maravilhosa Obra!
    Não porque ACHE que todas as Religiões são verdadeiras… e que Deus me defenda! Para nós Católicos, isso seria imperdoável! Contudo, ENTENDO que muitos dos que vemos naqueles vídeos, podem fazer parte desses grupos que, mesmo sem AINDA RECONHECEREM O DEUS DE JESUS CRISTO, O DEUS VERDADEIRO, já O possam ter SENTIDO, ou até encontrado parcialmente, de forma incompleta, imperfeita, como Jesus afirma, pois, mesmo IMPERFEITOS nas suas concepções, se esforçam por PRATICAR O BEM e VIVEREM o AMOR.
    Cabe-nos, agora, REZAR e SUPLICAR a DEUS, que nos ENSINE a CONVERTÊ-LOS, respeitando o SEU TEMPO–o tempo de Deus–
    Assim, mesmo polémico, pois nunca entendo de que lado está o Papa Francisco, desta vez, dou-lhe o benefício da dúvida…

    • Basto 14 de Maio de 2020 / 14:18

      É, hoje é o grande dia…

  11. maria martins 15 de Maio de 2020 / 9:48

    E lá volto eu ao mesmo.
    Rezar, rezar, rezar é mesmo o que o Papa deve fazer e pedir que façam!
    Agora, apelar a que rezemos juntos, e que cada um reze à sua maneira, SEM UMA ÚNICA OBSERVAÇÃO, sobre QUEM É O DEUS ÚNICO, AQUELE QUE ELE, PAPA, REPRESENTA?
    E Ele como Conhecedor da Verdade, TEM OBRIGAÇÃO de Elucidar os que, mesmo bem intencionados, ainda estão nas Trevas!
    Para mim, é AÍ, que está a tal CONFUSÃO! O Papa DEMARCAR-SE e, LEVIANAMENTE, dar a entender, que ESTÁ TUDO BEM!…
    Como já referi, em–O Evangelho como me foi revelado– Jesus não afastava ninguém, a todos ACOLHIA, com todos DIALOGAVA, mas NUNCA Se DEMARCAVA de mostrar onde estava a VERDADE, apelando à CONVERSÃO!
    Ele explicava com palavras simples, mas objectivas que, embora o TAL DEUS, que eles Amavam, existisse nos seus corações, ou em outras representações… desde que praticassem o Bem, era só de forma parcial, mas, O ÚNICO, O VERDADEIRO era SOMENTE, Testemunhado por Ele, Jesus, o MESSIAS; Aquele que contem TODA VERDADE: Aquele que veio para nos Revelar o Pai e Criador de todas as coisas!
    E, com muita compreensão, muito AMOR, Jesus abria-lhes o Entendimento e lhes explicava o que deviam fazer, para ENCONTRAREM a TAL VERDADE!
    Jesus, NUNCA apelou a que se CONFORMASSEM e continuassem na mesma, porque Deus Ama a todos!
    Claro que AMA e, por isso, INSTITUIU A IGREJA NO MUNDO, para o SALVAR e acabar com todas as GUERRAS e INJUSTIÇAS, através da MUDANÇA no coração do Homem.
    Logo, o Chefe dessa IGREJA, o Seu Líder, JAMAIS deve RESIGNAR-Se de maneira dúbia e ACOMODADA, levando esses irmãos a ACEITAR que não se deve procurar a Conversão, mesmo que o processo seja lento…e mais, fazer-nos acreditar de que a Verdadeira Paz é possível, sem TERMOS EM NÓS O DEUS VERDADEIRO, em toda a Sua Acepção!
    Ao DEMARCAR-Se, ao RESIGNAR-Se,” metendo todos no mesmo saco”, o Papa está a confundir a todos e a TRAIR a Missão para que foi Escolhido!
    Mesmo, relativamente, às Igrejas Cristãs separadas, Jesus, em Santa Faustina, na Novena da Misericórdia, faz um apelo para que se reze por Elas, para que regressem ao ÚNICO REBANHO, porque a separação, dilacera-Lhe o Coração, referindo que serão sempre IMPERFEITAS, porque estão separadas da VIDEIRA não recebendo o Verdadeiro Suco que as deve NUTRIR!

    Conclusão: a falácia está em NEGAR a CONVERSÃO!

  12. Alex 24 de Maio de 2020 / 20:06

    Vejam o Vaticano está saindo do confinamento!

    Papa Francisco: a emoção do reencontro depois de mais de dois meses!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s