Duas doutrinas: uma é verdadeira, a outra obviamente é falsa!

Benedict XVI: Superhero, Villain or Victim? | AKA Catholic

Atitudes perante o problema das uniões homossexuais

[…]

Em presença do reconhecimento legal das uniões homossexuais ou da equiparação legal das mesmas ao matrimónio, com acesso aos direitos próprios deste último, é um dever opor-se-lhe de modo claro e incisivo. Há que abster-se de qualquer forma de cooperação formal na promulgação ou aplicação de leis tão gravemente injustas e, na medida do possível, abster-se também da cooperação material no plano da aplicação. Nesta matéria, cada qual pode reivindicar o direito à objeção de consciência.

[…]

A Igreja ensina que o respeito para com as pessoas homossexuais não pode levar, de modo nenhum, à aprovação do comportamento homossexual ou ao reconhecimento legal das uniões homossexuais. O bem comum exige que as leis reconheçam, favoreçam e protejam a união matrimonial como base da família, célula primária da sociedade. Reconhecer legalmente as uniões homossexuais ou equipará-las ao matrimónio, significaria, não só aprovar um comportamento errado, com a consequência de convertê-lo num modelo para a sociedade atual, mas também ofuscar valores fundamentais que fazem parte do património comum da humanidade. A Igreja não pode abdicar de defender tais valores, para o bem dos homens e de toda a sociedade.

Joseph Card. Ratzinger
Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé
(In www.vatican.va)

Considerações aprovadas, em 2003, por sua Santidade o Papa João Paulo II e publicadas no mesmo ano pela Congregação para a Doutrina da Fé.

Basto 10/2020

11 thoughts on “Duas doutrinas: uma é verdadeira, a outra obviamente é falsa!

  1. Maria Ribeiro 24 de Outubro de 2020 / 13:24

    Concordo em absoluto com o título do post no tocante à Doutrina.
    Surgiu em mim este pensamento: Poderemos nós usar a mesma expressão como uma espécie de “sentença”, relativamente aos dois?! Dois Papas: Um…
    É este o meu drama!!

    • Basto 24 de Outubro de 2020 / 13:59

      Esse é o drama de nós todos, desde o princípio…

    • Basto 25 de Outubro de 2020 / 15:15

      Que é um falso profeta, penso que será difícil de negá-lo, na medida em que prega doutrinas falsas que conduzem à perdição das almas. Lembro-me de ouvir pessoalmente o Pe. Michael Rodriguez dizer uma vez algo parecido em Fátima quando conversava com um pequeno grupo de pessoas. Se, para além disso, deverá ser considerado também um falso papa, ou um antipapa, admitindo que o papa verdadeiro seja ainda Bento XVI, confesso que não sei, mas essa situação seria verdadeiramente apocalítica e catastrófica…

      Conheço pouco as leis canónicas, mas entendo que se algum dia se confirmar a invalidez do pontificado de Francisco, consequentemente invalidar-se-á também tudo o que ele decretou enquanto papa não legítimo. O próprio colégio cardinalício seria já, neste momento, composto por dezenas de falsos cardeais criados invalidamente por Francisco. Isso seria o caos total. Seria certamente uma questão controversa e fraturante, que poderia conduzir a uma situação de disruptura (ou próxima disso) na sucessão apostólica da Igreja Católica.

  2. Geraldo 24 de Outubro de 2020 / 16:59

    HAVERIAM DUAS IGREJAS, POR ORA, UMA TRADICIONAL, A DE 2000 ANOS, E A OUTRA DOS “PROGRESSISTAS”, VINCULADA ÀS ESQUERDAS?
    Existiriam indícios diversos positivos dessa existência à atualidade, porque o modelo de ação de antes diferenciava-se em demasia da atual, como no presente, apoio a certos mandatários ostensivamente ideologistas, pelo evidente e escancarado aval do papa Francisco a uns material-ateístas, como a Maduro, Lula, Mujica, à mega abortista Emma Bonnino e mais maus elementos relativistas, fantoches dos demoníacos comuno-globalistas!
    Já relativamente aos apoiadores do homossexualismo, como os comunistas em geral, renomados tiranos sanguinários, há dentro do próprio Vaticano pró homossexualismo, como Pe James Martin, assim como sem quaisquer restrições aos assassinos e despóticos detentores de poder de viés comunistas, tributários da maçonaria, e ainda “dialogando” com o diabo Li Xi Ping, sucessor de *Mao Tsé Tung doutros idem mais comunistas carniceiros, mesmo em franca amizade com os muçulmanos, adoradores da deusa lua Alah, com sua recordação no topo das mesquitas em forma de quarto crescente!
    Desde aquele tão divulgado pela midia do “quem sou eu para julgar”, vieram à tona brechas para
    interpretações as mais diversas; de fato, não podemos julgar a ninguém, mas deveria ter feito sérias restrições á ignominiosa, anti natural e afronta ao Senhor Deus, no caso da demoníaca prática da sodomia, o que não foi levado a efeito, gerando muitas controvérsias até ao presente momento por essa frase incompleta que transmitiria ou não condescendência com essas demoníacas práticas – assim se concluiu nos meios católicos tradicionais essa não condenação, assim como também de explicar o porque de não à censura dessa ignomínia sodômica!
    Evidente que os globalistas reagiriam por serem “amigos” dos LGBTQ+, visando sutilmente no intuito de destruir as familias e essas atitudes não os agradariam!
    Desde aquele “Vem-me à mente dizer algo que pode ser uma insensatez, ou talvez uma heresia, não sei” (Y me viene a la mente decir algo que puede ser una insensatez, o quizás una herejía, no sé”)que estamos atentos!
    Por fim, meu Coração Imaculado triunfará, garante N Senhora!
    * COMUNISMO NÃO É AMOR, É ÓDIO E MORTE AOS ADVERSÁRIOS”

    • Basto 29 de Outubro de 2020 / 14:31

      Messianismo bergogliano.

      • Maria Ribeiro 30 de Outubro de 2020 / 12:45

        Como poderíamos imagina, Basto que um Sacerdote “católico” pudesse prestar-se ou até mesmo permitir uma cena tão absurda, um programa escandaloso?
        E qual é o papel do seu Bispo?! Sim, porque se o Papa não tem quem o censure os Padres têm! Até têm o poder de os excomungar.
        É assustador constatar como o lobby gay trabalha rápido! E todos ficam serenos como se nada fosse. Alguém se preocupa com a salvação da alma?!

  3. maria martins 2 de Novembro de 2020 / 11:36

    Antes de mais, BOM DIA!
    Já tinha saudades desta troca de ideias…
    Relativamente àqueles que INSISTEM em explicar a polémica sobre a aceitação da “união homossexual”, pela Igreja, acho que estão a tentar “tapar o Sol com a peneira”, ou são CEGOS DE VERDADE, porque o que está em causa não é o DESRESPEITO pelos homossexuais, e acho que, até aí, já todos ENTENDEMOS!!
    O que está realmente em causa é a ACEITAÇÃO OU A PROTEÇÃO do pecado, sem sequer haver tentativa de CONVERSÃO, responsabilizando Deus…porque Deus os Criou assim!

    • Basto 2 de Novembro de 2020 / 13:24

      Bom dia Maria e bem-vinda de volta a este nosso fórum.

  4. Geraldo 3 de Novembro de 2020 / 11:16

    … VIVEMOS TEMPOS EXTRAORDINÁRIOS (Desde então, deduzi inexistirem 2 igrejas, mas membros da verdadeira Igreja; doravante serão os que teriam aderido à heresia e/ou à apostasia).
    … “Como todos provavelmente já compreendemos, estamos em um momento histórico; fatos do passado, que pareciam desconectados, provaram, agora, estar inequivocamente conectados, tanto nos princípios que os inspiraram quanto nos objetivos que eles buscaram. Um olhar justo e objetivo à atual situação força a captar a perfeita coerência entre a evolução da estrutura política global e o papel que a Igreja Católica assumiu no estabelecimento da Nova Ordem Mundial. Para ser mais exato, falo do papel que a maioria aparente da Igreja, que, na realidade, é pequena numericamente, mas extremamente poderosa e que, por razões de concisão, resumirei com o título de deep church1
    Obviamente, não há duas Igrejas, algo que seria impossível, blasfemo e herético. Nem a verdadeira Igreja de Cristo fracassou na sua missão, transformando-se numa seita. A Igreja de Cristo não tem nada com aqueles que, nos últimos 60 anos, executaram um plano de ocupação dela. A sobreposição da hierarquia católica pelos membros da deep church não é um fato teológico, mas sim uma realidade histórica que desafia categorias usuais e, como tal, deve ser analizado.
    Sabemos que os planos de uma Nova Ordem Mundial consistem no estabelecimento da tirania pela maçonaria: um projeto que remonta à Revolução Francesa, à Era das Luzes, ao fim das Monarquias Católicas, e à declaração de guerra à Igreja. Podemos dizer que a Nova Ordem Mundial é a antítese da sociedade cristã, que ela seria a realização da diabólica Civitas Diaboli – Cidade do Demônio – contraposta à Civitas Dei – Cidade de Deus – no eterno combate entre Luz e Escuridão, Bem e Mal, Deus e Satã.
    Nesse combate, a Providência colocou a Igreja de Cristo e, de modo particular, o Sumo Pontífice como kathèkon – isto é, aquele que se opõe à manifestação do mistério da iniquidade (2Ts 2: 6-7). E a Sagrada Escritura nos adverte que, quando da manifestação do Anticristo, esse obstáculo – o kathèkon – terá deixado de existir. Parece-me bastante evidente que o fim dos tempos está se aproximando diante dos nossos olhos, pois o mistério da iniquidade espalhou-se ao redor do mundo, com o desaparecimento da oposição corajosa do kathèkon.
    A respeito da incompatibilidade da Cidade de Deus e da Cidade de Satã, o conselheiro Jesuíta de Francisco, Antonio Spadaro, põe de lado a Sagrada Escritura e a Tradição, adotando os embrassons-nous bergoglianos. De acordo com o Diretor de La Civiltà Cattolica, a encíclica Fratelli Tutti
    “também é uma mensagem de forte valor político, porque – poderíamos dizer – ela inverte a lógica do apocalipse que prevalece hoje em dia. É a lógica fundamentalista que luta contra o mundo, porque ela acredita ser ele o oposto de Deus, isto é, um ídolo, e, portanto, algo que precisa ser destruído o quanto antes para acelerar o fim dos tempos. O abismo do apocalipse, na verdade, ante o qual não há mais irmãos: apenas apóstatas ou mártires correndo ‘contra’ o tempo […] Não somos militantes ou apóstatas, mas todos irmãos.
    1 – (Acima, uma pequena parte ao final): O texto a seguir é a íntegra da fala de Monsenhor Carlo Maria Viganò no evento Catholic Identity Conference (Conferência da Identidade Católica), ocorrido entre 23 e 25 de outubro de 2020 em Pittsburgh, estado da Pensilvânia. O original está disponível neste link: https://catholicfamilynews.com/blog/2020/10/26/scapegoating-francis-how-…
    Título: COMO A REVOLUÇÃO DO VATICANO II SERVE À NOVA ORDEM MUNDIAL
    Arcebispo Carlo Maria Viganò, Núncio Apostólico
    “Segui-me, e deixai os mortos enterrarem seus mortos” Mt. 8:22

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s