7 thoughts on “Noite santa

  1. Que seja para todos, este natal uma mudança de vida, de pecado à vida nova da graça.
    Ou se já são (assim Deus o permita) avançados na devoção e perfeição, que seja o ponto de partida, onde cada um se encontra, em direcção à grande santidade.
    Um Santo e Feliz Natal, caríssimo Basto e também para todos os que navegam e comentam neste espaço.
    Um grande bem-haja

    • GLORIA IN EXCELSIS DEO ET IN TERRA PAX HOMINIBUS BONAE VOLUNTATIS!
      O belo costume de intercâmbios com presentes na Noite de Natal tem sua origem nesta realidade: a humanidade recebeu de Deus um presente incomparável a nenhum outro por sua natureza: o Verbo Eterno nascido da Virgem, Essa Mãe Santíssima que deu à luz Jesus Cristo, o Salvador, pois Jesus era o presente esperado. Muitas gerações do Antigo Israel haviam se preparado para receber o Messias e os profetas tinham-No prenunciado, especialmente Isaias.
      Durante essa espera, muitos haviam estudado, sonhado, imaginado e fabricado um tipo de Messias que viria a Israel e faria de seu povo uma super nação dominadora e absolutista, crendo que o Esperado das nações, da família real de Davi, viria em uma situação de nobreza, riqueza e, talvez, um fausto palaciano – porém, para desaponto, não foi assim – suas expectativas frustraram-se.
      José, o pai adotivo de Jesus, era, de fato, da descendência de Davi, mas um homem simples e da Galileia e estavam distantes de Jerusalém, da corte e da casta sacerdotal; não eram bem vistos, havendo, inclusive, suspeitas de heresias por seus costumes próprios. Contudo, seus pais se deslocaram de Nazaré para Belém e Deus faz seu Filho nascer na terra natal da família do Rei Davi, para que as profecias se cumprissem.
      Os anjos, naquela noite fria, apareceram aos pastores para anunciar-lhes o grande acontecimento e tais homens eram pouco considerados pelos piedosos do tempo, pois, por profissão, estavam muito ausentes das obrigações cultuais, no entanto, como todos os demais filhos de Abraão, esperavam o Salvador de Israel, porém eram bem mais livres em suas expectativas. Sendo pobres, tudo o que Deus propusesse ou oferecesse já era o bastante. porque não tinham condições de nada exigir, além da salvação; bem sabemos: quem pouco ou nada tem, o que recebe é muito, é mais do que o suficiente.
      Se os anjos aparecessem aos petulantes sábios e doutores da Lei de Israel teriam que discutir com eles os planos de Deus, pois já tinham cálculos, pesquisas e inventários elaborados onde e como nasceria o Messias, e não estavam livres para nenhuma novidade inesperada – isso estava ou cabia nas mentes orgulhosas e soberbas deles!
      O Filho de Deus nasce e é adorado pelos mais humildes e simples; são seus pais e os pastores que o acolhem, são os pobres de IHWH, e Jesus levará até às ultimas consequências essa realidade de Belém. Ao longo de sua vida terá preferência pelos simples, pobres, humildes, pecadores; aqueles de quem Deus não desiste; aliás, Deus não desiste dos que nós rapidamente desistimos, bem alicerçados em nossos vãos raciocínios sedizentes lógicos e fatos incontestáveis.
      O Altíssimo é o eterno contumaz em seus desígnios de amor, enquanto o orgulhoso, ao contrário do humilde, se projeta em tudo, sem possuir a capacidade de perceber Deus e sua ação em si mesmo, nos outros e na história e, por meio de seus fúteis raciocínios e suas obscurecidas inteligências, daí, fabricam o seu deus de conveniência. Alguém assim, jamais acolherá um presente que não premeditou ou planejou receber, pois tudo o que recebe o humilde, achará bem vindo e quem lho oferece não estaria sujeito a essa obrigação, e um ser humano não deixado a esse modelo, não tem capacidade para aceitar o presente, o dom gratuito do Nascimento do Salvador por obra do Espírito Santo, totalmente diferenciado do esperado daquelas mentes petulantes e insolentes dos Doutores da Lei – ou, quem sabe, para esses, viria montado num cavalo alado?
      Deus olhou para a humildade de sua serva Maria e a tão humilde filha de Sião olha para a humildade de Deus em seu recém-nascido, deitado numa manjedoura; enquanto isso, Ela, por sua materna intercessão, nos ajude a alcançar a humildade necessária e suficiente para acolhermos a sempre silenciosa, inaudita e inesperada ação de Deus em nossas vidas!
      Feliz Natal em Cristo Jesus, Basto!

  2. E como mais vale tarde do que nunca, e como NATAL é TODOS OS DIAS… ficam, aqui e hoje, OS MEUS SINCEROS DESEJOS DE CONTINUAÇÃO DE UM SANTO E FELIZ NATAL, ASSIM COMO, VOTOS DE UM NOVO ANO CHEIO DE AMOR, DISCERNIMENTO OU LUZ DIVINA, PARA QUE CONSIGAMOS SER FIÉIS A DEUS, DENTRO DE TODA A TRIBULAÇÃO QUE NOS AGUARDA!!
    Peço desculpa, por só agora consultar o Blog, mas tenho andado distraída, pois, houve dias em que o consultei, e nada havia de novo, talvez pelos afazeres que o Basto já explicou.
    DESEJO, ASSIM,UM ANO NOVO CHEIO DAS BÊNÇÃOS DO CÉU, PARA TODOS!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s