Sondagem JN: Catolicismo Não Praticante – a nova religião do povo português. Papa Francisco aprovado com distinção!

m.jn.jpg

Um estudo de opinião elaborado pela Pitagórica para o Jornal de Notícias, cujos resultados foram divulgados, no passado domingo, na edição impressa do JN, revela que a grande maioria dos portugueses assume-se católica apesar de não praticarem o catolicismo…

Em números, 74% dos inquiridos assumem o proselitismo católico, todavia, mais de 80% não frequentam semanalmente qualquer tipo de cerimónia religiosa e 60% não se confessam há mais de uma década ou nunca se confessaram. São quase todos batizados, mas cerca de 40% não fizeram o Sacramento da Confirmação, não casaram pela Igreja ou não batizaram os seus filhos.

jn3.jpg
Infografias JN; in Jornal de Notícias (edição impressa), páginas 4 e 5, 04/08/2019.

Assumem-se católicos, no entanto, 93% aprovam a abertura da Sagrada Comunhão aos adúlteros, 87% são contra o celibato sacerdotal, 76% querem freiras a celebrar missa e 66% esperam que a Igreja invente o novo sacramento do “matrimónio homossexual”. Com efeito, os dados que se seguem não surpreendem…

A sondagem mostra ainda que 98% dos inquiridos aprovam a atuação do Papa Francisco em geral e apenas 7% consideram a sua atuação negativa na questão dos abusos sexuais [maioritariamente homossexuais] do clero.

jn1.jpg
Infografia JN; in Jornal de Notícias (edição impressa), página 6, 04/08/2019.

Aproveita-se, como um dado positivo deste estudo, a fé em Fátima. Mas que Fátima é essa em que os portugueses acreditam?

Basto 08/2019

Via-Sacra de Fátima vandalizada

Naquilo que parece ser um puro ato de ódio religioso, várias estações da Via-Sacra dos Valinhos foram vandalizadas com obscenidades, durante a noite da última quinta-feira.

via.sacra.vandalizada.jpg
In página Twitter de A Bucchianeri, 26/07/2019.

Parece que quanto mais a Igreja se abre para aceitar a perversidade moral, mais os perversos a odeiam. Fátima não é exceção.

Basto 07/2019

Nova pastoral em Lisboa: deputado da extrema esquerda convidado a pregar a sua doutrina na Igreja do Campo Grande

A Igreja Paroquial do Campo Grande, em Lisboa, abriu as portas a José Manuel Pureza para – sentado numa poltrona, de costas para o altar-mor e para o sacrário – expressar as suas ideias radicais a quem o quis ouvir.

O evento decorreu no passado dia 16 de maio e foi amplamente promovido pela Rádio Renascença – Emissora Católica Portuguesa, um órgão de comunicação social que pertence ao Patriarcado de Lisboa e à Conferência Episcopal Portuguesa.

bloco de esquerda.jpg
Alguns cartazes associados ao Bloco de Esquerda.

José Manuel Pureza diz que é católico, mas está obviamente enganado

Jesus é um tipo que se dá com prostitutas, com cobradores de impostos que representam o colonialismo romano, que tem um gesto de amor para com um centurião, que faz isto e que nisto cria alicerces para uma mensagem não de lei, mas de amor.

(José Manuel Pureza, in Rádio Renascença, 16/05/2019)

Basto 05/2019

As passadeiras gay da cidade de Lisboa são uma ideia dos autarcas do “partido democra-cristão”

As passadeiras LGBT que têm sido pintadas em algumas ruas da cidade de Lisboa são afinal uma ideia de autarcas eleitos pelo CDS-PP, o maior partido que representa a “democracia-cristã” em Portugal.

passadeiras.lgbt.jpg
In página facebook pessoal do Presidente da Junta de Freguesia de Campolide.

Os representantes do CDS-PP na Assembleia de Freguesia de Arroios, Frederico Sapage Pereira e Vítor Teles, propuseram então que se assinale a efeméride “com a colocação de passadeiras arco-íris, na avenida Almirante Reis, em frente aos sinais luminosos para passagem de peões junto aos números 1 e 13”.

In O Jornal Económico, 30/04/2019.

É o aggiornamento dos partidos…

Basto 05/2019

Bispo de Fátima teme pelo “futuro da casa comum europeia”

A poucos dias das eleições para o Parlamento Europeu – um oneroso organismo comunitário que, ao fim de quase 70 anos de funcionamento, ainda não é fácil perceber para que serve -, o cardeal D. António Marto teme pela estabilidade das democracias liberais que alicerçam o projeto de construção europeia. Um projeto que cresceu a partir de ideais maçónicos que levaram à erradicação dos valores cristãos e nacionais das nações europeias, abrindo as portas ao ensino laico, ao esvaziamento moral da sociedade, à pornografia generalizada, à prostituição das relações sociais, ao homossexualismo galopante, à promoção do aborto livre e gratuito, ao materialismo exacerbado, etc.

Tagle1
In Agência Ecclesia, 12 de maio de 2019.
Tagle2
Cardeal misericordista D. Luis Tagle com o Papa Francisco na viajem apostólica às Filipinas em janeiro de 2015.

Os temores do cardeal misericordista português prendem-se talvez com a emergência recente de alguns grupos minoritários no panorama político e social europeu que defendem, por exemplo, a regulação da imigração ilegal ou o fim do aborto livre e do casamento gay, entre outras obscenidades da esquerda globalista radical ditadas a partir de Bruxelas.

Há 70 anos, os bispos católicos, particularmente os portugueses, temiam o avanço do projeto da “casa comum” sobre a Europa a partir do Leste e rezavam a Nossa Senhora de Fátima para salvar a nação desse flagelo… O mundo dá cada volta!

Basto 05/2019

Patriarcado de Lisboa retira apelo ao voto nos partidos pró-vida

A página facebook do Patriarcado de Lisboa, depois de ter publicado uma tabela em forma de checklist, que comparava os partidos portugueses concorrentes ao Parlamento Europeu no que diz respeito a algumas posições ideológicas anti-cristãs, acabou por retirá-la, admitindo tratar-se de “uma imprudência”. A amizade com o mundo não pode ser posta em causa.

patriarcado.de.lisboa1.jpg
Página facebook do Patriarcado de Lisboa; in DN, 15/05/2019.

A tabela tinha sido elaborada pela Federação Portuguesa pela Vida para ajudar os eleitores a diferenciar melhor algumas posições ideológicas assumidas e defendidas pelas forças partidárias que se apresentam às eleições para o Parlamento Europeu. É uma tabela bastante objetiva e de fácil leitura, que em nada belisca os “dogmas” da democracia.

patriarcado.de.lisboa2
In Federação Portuguesa pela Vida, página acedida em 16/05/2019.

É a tal igreja “neutral” a que se referia Frédéric Martel…

Basto 05/2019

Sinos das igrejas de Braga celebram Revolução de Abril

Pode ser absurdo mas é verdade. O aniversário do golpe militar de 25 de abril de 1974, que daria início à transformação de Portugal num estado laico, é hoje celebrado na cidade de Braga ao toque dos sinos de sete igrejas locais. A iniciativa foi anunciada pela edilidade bracarense com o título, em latim, “Et Patriae Libertionem”.

Basto 04/2019

O moralismo e a hipocrisia da “esquerda caviar” portuguesa

Isto não é só em Espanha… Desde o Primeiro Ministro António Costa ao vereador Ricardo Robles, não faltam exemplos da nova “Esquerda” em Portugal que sirvam de inspiração para a música de intervenção.

A paz, o pão, habitação, saúde, educação

Basto 7/2018

Estatística portuguesa desmente argumento pró-legalização do aborto

Aquele falso argumento pseudo-humanista que dizia que a descriminalização da matança de crianças durante a sua gestação não aumentaria necessariamente o número de abortos é completamente refutado pela estatística portuguesa recente.

aborto.em.portugal
Número de abortos executados em Portugal entre 1999 e 2016. Fonte: Wikipédia, acesso em 30/06/2018 (adaptado).

O número de vidas brutalmente erradicadas ao abrigo da iníqua Lei nº 16/2007, de 17 de abril, já ultrapassou várias dezenas de vezes o número de baixas portuguesas na Primeira Guerra Mundial.

Basto 7/2018

Dessacralização da Igreja da Misericórdia em Leiria

A Igreja da Misericórdia da cidade de Leiria serviu de palco para a performização de uma obra coreográfica com alguns contornos orgíacos e satânicos inserida no evento Metadança 2018 – Festival de Artes Performativas. O ato de dessacralização da antiga igreja leiriense terá acontecido entre os dias 28 e 29 de abril do ano corrente.

dessacralização.leiria.jpg
In TradCatNight, 18/06/2018.

Mais informação e imagens em tradcatknight.blogspot.com.

Basto 6/2018

Despenalização da eutanásia chumbada no Parlamento por uma margem mínima

Num processo atípico de decisão política, em que o líder do maior partido “de Direita” se posicionou ao lado dos que defendem a legalização da eutanásia e o Partido Comunista Português foi determinante na defesa da vida, tendo por isso recebido elogios da Igreja, a despenalização da eutanásia acabou chumbada por apenas cinco votos.

O PAN, partido dos animais e da natureza, votou mais uma vez a favor de uma lei contra a natureza (nas suas dimensões mais básicas). Ninguém ficaria no entanto surpreendido se o mesmo partido, ainda esta semana, apresentasse um diploma na Assembleia da República com o objetivo de criminalizar a confeção e o consumo de arroz de cabidela para defender a dignidade das galinhas.

O Partido Ecologista Os Verdes voltou a rebelar-se contra as leis da natureza e promete voltar à carga até conseguir impor a sua verdade.

Que tempo absurdo!

Basto 5/2018

Partido dos animais e da natureza votou a favor de lei contra a natureza

O PAN (Pessoas-Animais-Natureza), representado pelo seu deputado André Silva, votou ao lado das esquerdas a favor da lei que permite a um adolescente de 16 anos mudar de género.

Resta saber que posição tomariam se alguém propusesse fazer isto às ovelhas ou às cabritas…

Da mesma forma, e como era previsível, o partido ecologista Os Verdes votou a favor da lei que coloca o ser humano em divergência com os outros elementos do ecossistema terrestre.

Basto 4/2018