Papa Francisco: Adoro a Deus ou adoro a formulações dogmáticas?

Numa atitude inédita em toda história do cristianismo, o Santo Padre propõe uma cisão na Verdade Absoluta, separando Deus dos dogmas de fé, quando pede que escolhamos entre Deus e as verdades dogmáticas por Ele mesmo reveladas. As formulações dogmáticas reveladas por Deus são, de acordo com Francisco, ideologias que nos tornam raivosos…

Basto 10/2019

Gloriosa Assunção de Nossa Senhora ao Céu

Antonio da Correggio.jpg
Catedral de Parma, Itália (fresco de Antonio da Correggio, 1530)

44. “Pelo que, depois de termos dirigido a Deus repetidas súplicas, e de termos invocado a paz do Espírito de verdade, para glória de Deus omnipotente que à virgem Maria concedeu a sua especial benevolência, para honra do seu Filho, Rei imortal dos séculos e triunfador do pecado e da morte, para aumento da glória da sua augusta mãe, e para gozo e júbilo de toda a Igreja, com a autoridade de nosso Senhor Jesus Cristo, dos bem-aventurados apóstolos São Pedro e São Paulo e com a nossa, pronunciamos, declaramos e definimos ser dogma divinamente revelado que: a imaculada Mãe de Deus, a sempre virgem Maria, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial.”

45. Pelo que, se alguém, o que Deus não permita, ousar, voluntariamente, negar ou pôr em dúvida esta nossa definição, saiba que naufraga na fé divina e católica.

(Papa Pio XII in Constituição Apostólica Munificentissimus Deus, 1 de novembro de 1950)

Basto 8/2017