Nova pastoral na Arquidiocese de Braga: reabertura de mais uma temporada do “Ar de Rock Laúndos”

ar.de.rock.laúndos.jpg

A Agência Ecclesia tem vindo a anunciar, de forma quase messiânica, a reabertura do “Ar de Rock Laúndos – Típico Espaço Paroquial”, que deverá acontecer durante o fim de semana em que se celebra o aniversário da 3ª Aparição de Fátima (a do Segredo).

De acordo com a agência de notícias dos bispos portugueses, o pároco local, Guilherme Peixoto, é quem “dá a vida” a este projeto pastoral da Paróquia de Laúndos, Póvoa de Varzim, na Arquidiocese de Brga. Para o sr. Padre Peixoto, que durante a noite acumula funções de DJ residente no Ar de Rock Laúndos, o projeto justifica-se porque “tudo anda à volta da alma”.

“É uma espécie de viagem que vamos fazendo ao longo da noite.”

(Pe. Guilherme Peixoto, in Ecclesia, 08/07/2019)

O sacerdote é o responsável pelo reportório de música eletrónica que embala a alma dos paroquianos nas noites de Laúndos. A sua “capacidade de leitura do público” dançante, diz o sacerdote, advém-lhe do “treino das homilias”.

 

Pe. Guilherme Peixoto na celebração da Solenidade de São Pedro e São Paulo de 2019:

 

Pe. Guilherme Peixoto em pleno ofício pastoral na Praça de Touros da Póvoa de Varzim:

 

Pe. Guilherme Peixoto no encerramento da Semana das Vocações:

 

Envolvimento das mulheres nas responsabilidades pastorais:

A tal “Igreja em saída”…

Basto 07/2019

Pe. Rosica e a sua visão sacrílega da Sagrada Eucaristia

O Church Militant recuperou há dias um tesourinho deprimente, de 2015, do Pe. Thomas Rosica, um profundo admirador do “advento” do Papa Francisco. Isto ajuda a perceber o que foi o “Sínodo da Família” e as consequências que dele resultaram.

Simplesmente horroroso. Que Deus lhe perdoe.

Basto 9/2018

Sacerdotes detidos em Miami pela prática de sexo gay na via pública

gay.priests.miami.jpg

Dois padres da Arquidiocese de Chicago foram detidos pela polícia devido à prática de sexo gay dentro de um automóvel estacionado numa zona pública e bastante frequentada da cidade de Miami, na Flórida, EUA. Os sacerdotes em questão são o Pe. Diego Berrio, de 39 anos, e o Pe. Edwin Giraldo-Cortez, de 30. O primeiro é diretor espiritual de um grupo de jovens denominado Iskali.

O administrador apostólico da Arquidiocese de Chicago é o arcebispo D. Blase Cupich, recentemente nomeado cardeal pelo Papa Francisco e citado há dias na carta de D. Carlo Maria Viganò.

Basto 9/2018

Frases que nos fazem pensar: Pe. Thomas Rosica

fr.rosica“O Papa Francisco rompe com as tradições católicas quando quer porque ele é «livre de apegos desordenados». A nossa Igreja entrou numa nova fase: com o advento deste primeiro papa jesuíta, ela é abertamente governada por um indivíduo e não apenas pela autoridade das Escrituras ou mesmo pelos seus próprios ditames da tradição mais as Escrituras.”

(Pe. Thomas Rosica CSB, CEO da Salt and Light Catholic Media Foundation, assessor de língua inglesa na Sala de Imprensa da Santa Sé, autor, conferencista e comentador)

Contexto da frase:

Artigo assinado pelo Pe. Thomas Rosica e intitulado “The Ignatian Qualities of the Petrine Ministry of Pope Francis”; in Salt + Light Media, 31/07/2018 – tradução livre.

Basto 8/2018

A comunicação social apresenta o sr. Pe. Esteves, da diocese de Viana do Castelo

No JN: “Com o padre Ricardo é sempre a abrir.”

padre.ricardo.sempre.a.abrir.jpg
In Jornal de Notícias, 29/03/2018.

 

Corpo musculado, a transparecer da roupa justa, olhos verdes, pele bronzeada e cabelo curto espetado. Ricardo Esteves, 35 anos, pároco de Seixas, Lanhelas e Vilar de Mouros, em Caminha, passa ao largo do perfil do religioso convencional. Quem não sabe dificilmente imagina que é padre. E a sua boa forma física, graças também ao treino (quase) diário no ginásio, não passa despercebida nem às paroquianas com mais idade.

(In Jornal de Notícias, 29 de março de 2018)

Na revista Vip: “Benza-se e prepare-se! Padre musculado do Minho faz furor nas redes sociais.”

padre.ricardo.sempre.a.abrir2.jpg
In Vip, 29/03/2018)

 

Segundo vários crentes, musculado e bronzeado, Ricardo Esteves tem contribuído para a desmistificação de alguns preconceitos associados aos párocos da igreja católica. Numa entrevista ao Jornal de Notícias, o religioso revelou que gosta de jogar futebol com os amigos, vai diariamente ao ginásio e que costuma sair à noite, sem nunca esquecer os seus votos para com Deus.

(In Vip, 29 de março de 2018)

No Buzz Times: “Padre motard, musculado e bom vivant está a dar que falar.”

padre.ricardo.sempre.a.abrir3.jpg
In Buzz Times, 29/03/2018.

 

Escusado será dizer que o padre faz um furor enorme nas redes sociais. É, constantemente, alvo de centenas de elogios, especialmente por parte do sexo feminino.

(In Buzz Times, 29 de março de 2018)

Basto 04/2018

Padre católico, durante a missa, assume-se gay e recebe aplauso de pé

Fr. Gregory Greiten

Chama-se Gregory Greiten e é um sacerdote católico romano. Durante a celebração da missa na igreja de Santa Bernadete, em Milwaukee, EUA, confessou publicamente a sua condição gay, obtendo, dos seus paroquianos, uma ovação de pé. Posteriormente, escreveu um texto para o National Catholic Reporter onde explica a sua posição.

“Eu sou o Greg, sou um padre católico romano. E sim, sou gay.”

[…]

“Ao escolher reforçar o silêncio, a instituição da Igreja finge que os padres homossexuais e religiosos não existem. Por isso, não há modelos autênticos de padres celibatários, gay, equilibrados e saudáveis que sirvam de exemplo para os que, jovens e velhos, lutam para entender a sua orientação sexual.”

[…]

Prometo ser o meu autêntico eu gay. Vou abraçar a pessoa que sou criada por Deus. Na minha vida eclesiástica, eu também ajudarei quem, seja gay ou heterossexual, bissexual ou transgénero, a ser si próprio – para estar totalmente vivo à nossa imagem e semelhança de Deus.”

(in Sábado, 20/12/2017)

Prometeu continuar a viver o celibato e recebeu o apoio do seu arcebispo.

Para o Pe. Gregory Greiten, se um padre é ou não gay “não faz qualquer diferença”. Agora sente-se “liberto”, afirmando que “não há nada de errado em ser gay” espera que a sua história inspire outros casos.

O consultor do Vaticano e ativista Pe. James Martin SJ não demorou a comentar, na sua popular conta twitter, este forte contributo para a causa gay.

j.martin3.jpg
Twitter do  Pe. James Martin SJ no dia 18/12/2017

Basto 12/2017

Ainda Cracóvia: alguns registos videográficos

Já passaram alguns dias desde a conclusão da Jornada Mundial da Juventude 2016, na Polónia. Neste momento, muitos peregrinos publicaram já os seus vídeos dos momentos mais memoráveis vividos naquele encontro de oração. Alguns desses vídeos são verdadeiramente hilariantes.

 

Sacerdotes e fiéis incansáveis:

Seja dia, seja noite… De onde vem tanta energia?

 

As irmãs em ação, imparáveis:

 

Pastoral de rua:

Nota importante: o “Hallelujah” original de Leonard Cohen é uma música sacrílega.

 

Freiras em flash mob ao som de música brasileira:

Na cidade e no campo…

Estes, como outros e outros e mais outros, são apenas alguns exemplos de dinamismo e modernidade da Igreja Católica vividos na Polónia nas últimas semanas. Ninguém consegue ficar indiferente! Muitas outras coisas deverão continuar a aparecer nas redes sociais ao longo dos próximos dias.

A Polónia faz fronteira, a Leste, com vários países onde a maioria dos cristãos ortodoxos não se encontram em comunhão com o Papa nem com a Igreja Católica. Depois de verem estas coisas, que imagem terão eles dos seus irmãos católicos romanos quando afirmam que fora da Igreja Católica não há salvação? É pouco provável que estas iniciativas contribuam para convencê-los a abraçar a Fé Católica.

Basto 8/2016

A dança do sr. Padre Cruz

Este curioso vídeo de um sacerdote que dança no presbitério de uma igreja ao som de palmas e guitarradas tornou-se viral na Internet, principalmente nos domínios de língua espanhola. Aparece quase sempre com o título de “Lady Padre”, sendo frequentemente apresentado como uma gravação feita numa paróquia mexicana. Depois de uma leitura breve de alguns comentários associados a este vídeo, percebe-se facilmente que a confusão deve relacionar-se com o facto de o ritmo musical, bem como as voltas realizadas pelo padre com sua colorida casula, fazerem lembrar a dança do El Jarabe Tapatío. A popularidade do vídeo foi tal que saltou das redes sociais para os jornais, acabando até em títulos de referência como o El País ou a Fox News, por exemplo.

Um visionamento mais atento do vídeo afasta, de imediato, qualquer ideia de uma eventual inculturação nativa mexicana na pastoral católica daquele país. É que os paroquianos estão a cantar em português, aliás com sotaque europeu. As bandeiras que fazem também parte daquela coreografia improvisada, e aparentemente espontânea, estão escritas em português. O próprio cântico é bastante popular em Portugal no encerramento das Eucaristias do tempo pascal. Ou seja, isto terá acontecido num templo católico português e, se não estamos em erro, aquele deve ser o sr. Padre Cruz. Não se trata de um sacerdote desconhecido que prega em alguma pequena paróquia remota do interior de Portugal. Este sacerdote é uma figura pública bastante carismática, com presença regular na televisão.

pe.cruz
tviplayer.iol

Tudo leva a crer que aquele filme tenha sido gravado no final de uma Eucaristia, após a saída da maior parte dos fieis da igreja. Ainda assim, não é aceitável que, fiéis e sacerdote, se comportem daquela maneira dentro de uma igreja, principalmente em frente do altar-mor e junto ao Sacrário.

Basto 03/2016