#Regresso à velha tradição bolchevique_190

Igreja de São Macário, Torestk, Ucrânia. Igreja do Patriarcado de Moscovo na cidade de Toretsk, região de Donetsk. Durante o ataque das forças russas, o sacerdote ficou ferido e morreram várias pessoas que se encontravam perto da igreja.

Fonte: toretsk.city

#Regresso à velha tradição bolchevique_147

Pe. Ioan Kurmoyarov, sacerdote ortodoxo detido na Rússia sob acusação de “espalhar notícias falsas”, depois de ter publicado um vídeo nas redes sociais onde alegadamente pregava que os soldados que invadem os países vizinhos e atacam alvos civis irão para o inferno. Poderá ter de enfrentar uma pena de 10 anos de prisão.

Fonte: zakarpatpost.net

#Regresso à velha tradição bolchevique_140

Dois monges e uma freira morreram em resultado dos mais recentes ataques russos a vários edifícios do Mosteiro de Svyatogorsk Lavra. Os monges encontravam-se nas usas celas, após a refeição, preparando-se para a vigília da Festa da Ascensão.

De acordo com a informação, outros três monges acabaram por morrer no hospital e dois estão gravemente feridos.

Fonte: news.church.ua

#Regresso à velha tradição bolchevique_124

Pe. Myron Zvarychuk, sacerdote ortodoxo da região de Ivano-Frankivsk, Ucrânia, morto em Bucha, às mãos dos invasores russos. Desaparecido há várias semanas, o seu cadáver, com um tiro na nuca, identificado e localizado graças a uma foto do repórter americano Christopher Okikon, que trabalha para o Wall Street Journal.

Fonte: antikor.com.ua

#Regresso à velha tradição bolchevique_109

Pe. Alexei Nikolaevich Fedorchenko, sacerdote ortodoxo, diretor do mosteiro de Santo Elias Varvarivka e o reitor da igreja de São Teodósio de Chernihiv, em Mykhailivka, na região de Luhansk, Ucrânia. Faleceu depois de ter ficado gravemente ferido em resultado dos bombardeamentos russos.

Fonte: pravlife.org

#Regresso à velha tradição bolchevique_99

Pe. Vasyl Vyrozub, sacerdote responsável pela Igreja da Santíssima Trindade, da Igreja Ortodoxa Ucraniana, em Odessa, e capelão da Marinha da Ucraniana. Encontra-se atualmente em cativeiro na cidade de Stary Oskol, na Rússia, sob acusação de espionagem, e sujeito a tortura, de acordo com colegas seus que foram entretanto libertados.

Fonte: risu.ua

#Regresso à velha tradição bolchevique_69

Padre Dmytro Horevoy, da Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Moscovo, em Kherson, sequestrado pelas forças russas após o serviço matinal do dia 1 de abril e libertado apenas no final do dia. A família não tinha qualquer informação sobre o seu paradeiro.

Fonte: twitter.com/OrthodoxNews2

#Regresso à velha tradição bolchevique_67

Padre Serhiy Chudynovych, da Igreja Ortodoxa Ucraniana, em Kherson, sequestrado por três homens que invadiram a igreja, apresentando-se como agentes policiais. A vítima, levada para parte incerta, já foi, entretanto, libertada.

Fonte: noticiasaominuto.com

#Regresso à velha tradição bolchevique_65

Catedral de São Nicolau, em Mariupol, Ucrânia. No dia 25 de fevereiro, um grupo de militares armados invade a catedral durante a realização de um batismo, agredindo o padre e outros funcionários, para roubar o dinheiro do cofre da igreja, levando ainda alimentos, utensílios domésticos e dois carros do clero.

Fonte: donetsk.church.ua

#Regresso à velha tradição bolchevique_53

Casa do Pastor Serhiy Datsk, da Igreja Evangélica Batista, em Kharkiv, atingida por um foguete que atravessou o telhado mas não chegou a explodir, num momento em que o religioso se encontrava em casa, juntamente com mais seis pessoas.

Fonte: baptyst.com

#Regresso à velha tradição bolchevique_47

Bispo Ambrose Skobiola, da Igreja Ortodoxa Ucraniana, responsável pelo Mosteiro da Santa Dormição, em Nikolske, Volnovakha, Ucrânia, foi ferido no braço esquerdo e levado de emergência para um hospital de Donestk, depois de o seu mosteiro ter sido novamente atingido por um bombardeamento russo.

Fonte: spzh.news/ua

#Regresso à velha tradição bolchevique_46

Arcebispo Volodymyr Bormashev, da Igreja Ortodoxa Ucraniana, reitor da Igreja de São Nicolau (destruída pelas forças russas), em Irpin, região de Kiev. Ficou gravemente ferido, no dia 23 de março, quando fugia ao bombardeamento russo da localidade de Irpin, acabou por falecer no dia 28, no hospital Okhmatdyt, em Kiev.

Fonte: news.church.ua

#Regresso à velha tradição bolchevique_45

Pe. Oleg Artyomov, da Igreja Ortodoxa Russa, morreu em resultado de bombardeamento à aldeia de Zhuravlyovka, na região de Belgorod, na Rússia. Os ataques à região de Belgorod, contígua à fronteira ucraniana, foram alegadamente perpetrados por militares russos em solo ucraniano, como forma de justificar a imposição da lei marcial na Rússia e mobilizar a população russa para o apoio à invasão da Ucrânia.

Fonte: df.news

#Regresso à velha tradição bolchevique_44

Pe. Vasyl Yegorov, da Igreja Greco-católica, detido e multado na Bielorrússia por usar um autocolante no seu carro com a inscrição “Ucrânia, perdoa-nos”. Foi mantido em prisão de 25 a 28 de março e obrigado a pagar uma multa equivalente a 490 dólares americanos.

Fonte: ghall.com.ua

#Regresso à velha tradição bolchevique_41

Arcebispo Gennady Batenko, da Igreja Ortodoxa Ucraniana, sequestrado e levado para lugar desconhecido. O sequestro aconteceu na noite do passado dia 16 de março, quando homens armados invadiram a sua casa em Tomashivka, Fastiv, na região de Kiev, Ucrânia.

Fonte: gorthodox.com/en

#Regresso à velha tradição bolchevique_19

Pe. Maksym Kozachyna, da Igreja Ortodoxa Ucraniana, capelão militar e responsável pela paróquia da Natividade da Santíssima Virgem, na aldeia de Rozvazhiv, distrito de Ivankiv, Kiev. De acordo com a informação disponível, usava vestes clericais no momento em que foi morto por militares russos quando saía da aldeia de automóvel. Terão sido necessários vários dias até conseguirem resgatar o seu corpo devido aos intensos ataques das tropas russas.

Fonte: risu.ua