Bono Vox e o seu “velho amigo cardeal McCarrick”…

Esta semana, Bono Vox, o famoso vocalista da banda rock irlandesa U2, teve direito a uma audiência privada com o Papa Francisco em Roma, onde discutiram questões relacionadas com a educação de crianças, os casos de pedofilia envolvendo elementos do clero e o seu alegado encobrimento.

Este mesmo artista, no ano passado, durante um concerto da sua banda em Washington DC, parece ter dedicado uma música ao seu “velho amigo cardeal McCarrick”… O agora ex-cardeal D. Theodore McCarrick tem sido um dos grandes protagonistas da imprensa mundial durante as últimas semanas, devido às graves acusações de pedofilia há muito conhecidas pela Igreja Católica dos EUA e em Roma, assim como pelo seu alegado encobrimento por parte do Papa Francisco.

O tema da música em causa, “I Still Haven’t Found What I’m Looking For“, é também um interessante motivo de reflexão, tendo em conta a fama internacional do arcebispo emérito de Washington. Uma fama antiga, cujas fortes evidências levaram o Papa Bento XVI a obrigá-lo a “abandonar o seminário onde vivia“…

Ainda Não Encontrei Aquilo que Procuro

Eu escalei as montanhas mais altas
Corri através dos campos
Só para estar contigo

Eu corri, rastejei
Escalei os muros da cidade
Estes muros da cidade
Só para estar contigo

Mas ainda não encontrei aquilo que procuro (2x)

Eu beijei lábios de mel
Senti a cura na ponta dos seus dedos
Queimava como fogo
Esse desejo ardente

Eu falei com a língua dos anjos
Segurei a mão do Diabo
Está quente à noite
Eu estava frio como uma pedra

Mas eu ainda não encontrei aquilo que procuro (2x)

Eu acredito na vinda do Reino
Então todas as cores
Irão sangrar-se em apenas uma
Mas sim, eu ainda corro

Tu quebraste os laços, soltaste as correntes
Carregaste a cruz
E a minha vergonha
Tu sabes que eu acredito nisso

Mas eu ainda não encontrei aquilo que procuro (4x)

(Tema I Still Haven’t Found What I’m Looking For do álbum The Joshua Tree, de 1987, da banda U2 – tradução livre)

Terão eles encontrado aquilo “que procuram”? Está seria uma boa questão para ser colocada ao Bono ou ao ex-cardeal MacCarrick.

Basto 9/2018