Rússia abre fogo sobre barcos da marinha ucraniana

O perigoso incidente que teve lugar no Estreito de Kerch levou o presidente Petro Poroshenko a anunciar que vai propor ao Parlamento da Ucrânia a implementação da lei marcial.

O Estreito de Kerch separa a Rússia da Península da Crimeia, região ucraniana recentemente anexada pela Federação Russa à revelia das leis internacionais. Sendo a única ligação marítima entre o Mar Negro e o Mar de Azov, representa um espaço de elevada importância estratégica para a marinha mercante dos dois países eslavos.

Basto 11/2018

Bênção dos mísseis na Crimeia

A Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Moscovo benzeu o novo sistema de mísseis de defesa antiaérea ‘S-400 Triunfo’ e os militares das Forças Armadas da Federação Russa presentes na anexada Península da Crimeia. A cerimónia de bênção dos mísseis realizou-se no passado dia 14 de janeiro e foi presidida pelo Metropolita Platon (Udovenko) de Kerch e Feodosia. Pelo que se sabe, este equipamento militar terá chegado à Crimeia no final de 2016.

Este tipo de acontecimento não é uma novidade. Em 2014, por exemplo, os mísseis intercontinentais que seguiam para a parada militar das celebrações do Dia da Vitória também receberam a bênção de padres ortodoxos.

 

Basto 1/2017