Católicos britânicos comemoram Dia Internacional da Memória Transexual

No passado dia 20 de novembro, a Igreja Católica de Inglaterra e País de Gales comemorou o Dia Internacional da Memória Transgénera através da publicação de uma mensagem no Twitter.

trans.memória
Página Twitter da Igreja da Inglaterra e País de Gales, 20/11/2018.

O Dia Internacional da Memória Transgénera foi fundado pela transexual Gwendolyn Ann Smith, uma “ex-homem” ativista militante do movimento LGBT.

trans.memória2.jpg
Gwendolyn Ann Smith, à esquerda. À direita, o Santo Padre, na Quinta-feira Santa de 2015, lava os pés à transexual Isabel Lisboa, uma “ex-homem” italiana.

A primeira resposta que apareceu na mensagem comemorativa do Twitter da Igreja Católica Britânica foi a de um sacerdote, Pe. Marcus Holden, que confessou a sua surpresa pela referida publicação, lembrando que “apesar de não devermos deixar de rezar” por todas as pessoas vulneráveis, “o Dia Internacional da Memória Transgénera faz parte de uma ‘colonização ideológica’ que não deve ser apoiada por católicos”.

Basto 11/2018