Um segundo bispo austríaco assinou a declaração que chama “estranha” à fé católica a leitura que o Papa Francisco faz da sua exortação Amoris Laetitia

O vaticanista Edward Pentin informou no passado mês de fevereiro, através da sua conta Twitter, que D. Elmar Fischer, bispo emérito da diocese de Feldkirch, na Áustria, também assinou a “Profissão das Verdades Imutáveis em relação ao Matrimónio Sacramental, depois de um outro bispo austríaco já o ter feito.

A declaração publicada pelos bispos do Cazaquistão afirma que a leitura que o Papa Francisco faz da sua própria exortação apostólica é “estranha” a toda a tradição e fé católicas, causa “crescente confusão” e fará alastrar a “chaga do divórcio”.

Com a subscrição de D. Elmar Fischer, subiu para dez o número de bispos signatários, sendo um deles cardeal.

Basto 3/2018