Papa Francisco irá a Fátima “como peregrino”

A informação partiu da Conferência Episcopal Portuguesa mas o Vaticano confirmou. Se estiver certa, é de facto uma excelente notícia para os portugueses e para o mundo em geral.

“[Papa] Vem como peregrino na esperança e na paz, como nós também somos convidados a sê-lo, em oração, nesta atitude de apelo que a mensagem [de Fátima] tem à conversão, ao nosso compromisso social.

(Pe. Manuel Barbosa, Secretário da CEP, à Agência Ecclesia a 10/01/2017; a Santa Sé confirmou entretanto esta informação ao republicá-la no dia seguinte na Radio Vaticano)

O Santo Padre não pretende, portanto, marcar presença em Fátima para promover qualquer tipo de ideologia, mas antes vir como um “peregrino” de Nossa Senhora e, com Ela, apelar “à conversão”. O “compromisso social” dos pastores da Igreja é o de guiar os fiéis, exortá-los a afastarem-se do pecado e mostrar-lhes o caminho da salvação eterna.

intencoes1
Intenções de oração de janeiro de 2016: diálogo inter-religioso, ou seja evangelização (imagem editada para evitar eventuais “dubia”)

 

intencoes2
Intenções de oração de fevereiro de 2016: um apelo à conversão (imagem editada para evitar eventuais “dubia”)

 

intencoes3
Intenções de oração de maio de 2016: as mulheres (imagem editada para evitar eventuais “dubia”)

A mensagem de Fátima é, no fundo, a doutrina católica de sempre, apresentada de forma simples e clara, sem complicações e sem ambiguidades. É tão fácil de entender que chegou até nós através de três crianças humildes que ainda não sabiam ler e escrever. Esperemos que o Papa Francisco não a complique durante a sua peregrinação…

Uma coisa é certa, esta é a terra onde, de uma forma ou de outra, “se conservará sempre o dogma da Fé”, o resto não sabemos porque Nossa Senhora pediu às crianças para guardarem segredo.

 

Basto 1/2017

Francisco: “Com toda a certeza, posso dizer até hoje, que vou a Portugal, mas vou só a Fátima.”

Mas o que vem cá fazer?

Papa Francisco confirma novamente que virá a Fátima e deixa em aberto a possibilidade de uma visita mais alargada ao resto do país.

Cent_MarcaPrincipal_CMYK

Com toda a certeza, posso dizer até hoje, que vou a Portugal, mas vou só a Fátima. Isto até hoje. Porque há um problema: é que, neste Ano Santo foram suspensas as visitas Ad Limina e, no próximo ano, decorrem as deste ano e as do ano seguinte. Por isso, há pouco espaço para viagens. Mas vou a Portugal, para já, só no dia 13, mas, ao certo, ainda não sei.

(Papa Francisco à jornalista da Rádio Renascença)

O Santo Padre confirma esta intenção na mesma entrevista em que condenou a inclusão da “teoria de género” nos currículos escolares, por isso ser “contra as coisas naturais”, mas fez questão diferenciar – ambiguamente, como de costume – esse problema do facto de haver pessoas com orientação homossexual ou que mudam de sexo. Neste caso o Papa recomenda, mais uma vez, a sua conhecida receita de “acompanhamento” e “misericórdia” para os homossexuais e transexuais. Talvez fizesse bem mais por essas pessoas se ficasse calado.

Uma coisa é que uma pessoa tenha uma orientação homossexual, esta opção, ou mesmo que mude de sexo. Mas outra coisa é fazer o ensino nas escolas nesta linha para mudar a mentalidade. E a isto eu chamo colonização ideológica.

(Papa Francisco, 03/10/2016)

Que tipo de doutrina é esta? Desde que não ensinem a transexualidade nas escolas, está tudo bem? Já não se fala de comportamentos intrinsecamente errados que levam à perdição das almas?

casal-lesbico
Sua Santidade ladeado pelo transexual Diego Lejárraga (mulher até aos 40 anos de idade, agora “homem”) e a sua namorada Macarena

Apesar de ter feito estas afirmações escandalosas sobre a homossexualidade e a transexualidade, que infelizmente já nem surpreendem, o Papa assegura que não “santifica os transexuais”. Este esclarecimento servirá, com certeza, de detergente para a “brigada de limpeza” oficial das entrevistas papais acalmar as hostes, de modo a permitir a manutenção deste limbo doutrinal onde cabe cada vez mais gente… Até arrebentar!

Palavras da pequena Jacinta na fase terminal da sua vida:

Lúcia, Francisco e Jacinta

Em nome dos bem-aventurados três pastorinhos de Fátima devemos perguntar ao Santo Padre: mas o que é que vem cá fazer afinal?

Basto 10/2016

Papa Francisco confirma a sua deslocação a Fátima em 2017

A confirmação foi dada pelo próprio Francisco a D. Nuno Brás, bispo auxiliar de Lisboa, no passado domingo, 25 de setembro, no Vaticano, no final da Eucaristia de encerramento do Jubileu dos Catequistas. O curto diálogo proporcionou-se no momento em que D. Nuno o cumprimentou dizendo-lhe que “os portugueses estavam à espera dele”.

«-Eu irei, mas a Fátima…»

(Papa Francisco a D. Nuno Brás, in Ecclesia)

 

Basto 9/2016