Bispo mexicano celebra missa gay em ação de graças pelo aniversário de organização homossexualista

D. José Raúl Vera López, bispo titular da diocese de Saltillo, no México, presidiu à celebração de uma missa gay, no dia 13 de janeiro, em ação de graças pelo 18º aniversário da Comunidade de San Elredo, um grupo de militantes LGBTTTI+ [acrónimo em expansão].

missa.gay
Fotos publicadas pela Diocese de Saltillo via twitter.

A missa gay inseria-se numa vasta agenda homopastoral programada para esse dia.

missa.gay2
Cartaz do evento de homossexualismo católico divulgado através do facebook.

Destaca-se também, neste evento, a participação do falso frade Julian Cruzalta, um ex-clérigo marxista e defensor do aborto.

missa.gay3
Falso frade recorre ao mantra ultra-misericordista para pregar a sua ideologia no facebook.

Nas palavras dos organizadores, “Igreja LGBT+, protagonista de uma nova evangelização“.

Basto 01/2020

Sacerdote brasileiro celebra casamento gay

No passado mês de dezembro, a diocese de Assis, no Brasil, suspendeu ad cautelam o Padre Vicente Paula Gomes por este ter presidido formalmente a uma cerimónia de bênção de uma união homossexual.

Basto 01/2020

Travesti Conchita Wurst regressa à Catedral de Viena, na Áustria

conchita.jpgD. Cristoph Schönborn, grande adepto das novas doutrinas do Papa Francisco relativas ao adultério e ao homossexualismo, voltou a ceder a sua Catedral de Santo Estêvão, em Viena (Áustria), aos militantes e simpatizantes do movimento LGBT, no passado dia 1 de dezembro, para a celebração do Dia Mundial de Luta Contra a SIDA.

A estrela de cartaz voltou a ser o famoso travesti austríaco Thomas Neuwirth (mais conhecido por Conchita Wurst ou “a mulher barbuda”), vencedor do Festival Eurovisão da Canção em 2014. Desta vez não foi o pregador, mas o solista que cantou ao som do órgão de tubos da catedral.

Basto 12/2019

Santo Padre assina camisola para ativista LGBT anglicana

Francisco recebeu, no dia 14 de novembro, Jayne Ozanne, uma conhecida lésbica anglicana, que se notabilizou internacionalmente pelo seu ativismo na luta contra as terapias de conversão de homossexuais, através de uma organização homossexualista designada Ozanne Foundation.

Ozanne ofereceu ao Santo Padre um “estudo da fé e sexualidade em 2018” e um exemplar autografado do livro de memórias pessoais Just Love, onde descreve o seu discernimento vocacional na descoberta das virtudes do homossexualismo cristão.

Em retribuição, Francisco ofereceu-lhe um autógrafo numa tshirt e algumas palavras simpáticas.

Depois disso, Ozanne foi a correr dizer aos paroquianos e à sacerdotisa da sua igreja local em Littlemore, Inglaterra, que o Santo Padre tinha assinado uma camisola para eles.

O encontro com o Santo Padre foi visto por Jayne Ozanne e pelos média mundiais como uma confirmação da lésbica britânica no homossexualismo e um apoio ao ativismo LGBT, tendo acontecido na mesma altura em que Francisco comparou as declarações dos governantes que condenam as práticas homossexuais com os “discursos de Hitler em 1934”.

Basto 11/2019

Frases que nos fazem pensar: James Martin SJ

m.james.martin.metallica«Um dos pontos altos da minha vida. Senti-me encorajado, consolado e inspirado pelo Santo Padre hoje. E o seu tempo comigo, no meio de um dia atarefado e de uma vida atarefada, parece ser um sinal claro do seu profundo cuidado pastoral para com os católicos LGBT e as pessoas LGBT em todo o mundo.»

(Pe. James Martin, sacerdote jesuíta e ativista gay, escolhido pelo Papa Francisco para assessor da Santa Sé e para promover o homossexualismo católico no Encontro Mundial das Famílias 2018)

Contexto da frase:

Mensagem publicada pelo ativista gay no Twitter, após ter sido recebido pelo Papa Francisco no Vaticano, num encontro privado que terá durado uns generosos 30 minutos; in @JamesMartinSJ, 30/09/2019 – tradução livre.

Basto 10/2019

Ativista gay da Companhia de Jesus propõe retiros para adolescentes LGBTQ

Pe. James Martin SJ, o conhecido ativista LGBT nomeado pelo Papa Francisco como consultor da Santa Sé para as comunicações e como pregador do homossexualismo católico no Encontro Mundial de Famílias 2018, em Dublin, propõe dois retiros nos EUA para adolescentes lésbicas, gays, bissexuais e transexuais. Um desses retiros terá lugar numa casa dos Jesuítas, na Atalanta, e o outro será numa casa dos Franciscanos, no Norte da Califórnia.

james martin.jpg
In Twitter de James Martin SJ, 08/09/2019.

James Martin, como se sente autorizado e apoiado, continua a promover abertamente o homossexualismo, agora até durante o Santo Sacrifício da Missa.

Basto 09/2019

Igreja histórica do Quebeque cedida para realização de vídeo homoerótico

A Igreja Paroquial de São Pedro Apóstolo, em Montreal, Canadá, foi o palco escolhido pelo acrobata americano Matthew Richardson para a gravação do primeiro de uma série de cinco vídeos de propaganda gay. O vídeo em causa mostra um bailado homoerótico, filmado em frente ao altar da referida igreja, ao som de uma versão do blasfemo Allelujah de Leornard Cohen.

Na parte final do vídeo, o realizador deixa um agradecimento especial à Igreja de São Pedro Apóstolo por todo o apoio dado à realização do filme e ao movimento gay.

lgbt.quebeque.jpg
Genérico da curta-metragem Allelujah (2019).

A Igreja de São Pedro Apóstolo era já conhecida a nível nacional pela sua abertura ao homossexualismo. Em 2017, o canal de televisão canadiano CBC News divulgou uma peça noticiosa onde se explicava como a nova pastoral arco-íris contribuiu para recuperar a popularidade daquela igreja.

lgbt.quebeque
Decoração homopastoral da Igreja de São Pedro Apóstolo, em Montreal, Canadá; in CBC News, 18/05/2017.

Basto 08/2019

Católicos LGBT celebram “missa” gay à porta do Stonewall Inn, em Nova Iorque

Membros do apostolado gay “Out at St Paul, um grupo não reconhecido pela Arquidiocese de Nova Iorque, celebraram uma missa LGBT junto ao mais famoso bar gay do mundo, para assinalar os 50 anos da rebelião homossexualista que se levantou na Lower Manhattan, em 28 de junho de 1969.

Basto 07/2019

Cidade de São Paulo convertida na maior Sodoma do mundo

A cidade mais populosa do Continente Americano, cujo nome homenageia Paulo de Tarso, o Apóstolo dos Gentios, serviu de palco à maior Parada do Orgulho LGBT do mundo, reunindo três milhões de pessoas na famosa Avenida Paulista.

26Foi por isso que Deus os entregou a paixões degradantes. Assim, as suas mulheres trocaram as relações naturais por outras que são contra a natureza. 27E o mesmo acontece com os homens: deixando as relações naturais com a mulher, inflamaram-se em desejos de uns pelos outros, praticando, homens com homens, o que é vergonhoso, e recebendo em si mesmos a paga devida ao seu desregramento. (Rm 1, 26-27)

Basto 06/2019

Frases que nos fazem pensar: Cardeal D. Angelo Becciu

m.angelo.becciu.jpg“Ser gay não é um pecado, mas mais do que a aprovação do mundo gay, trata-se de respeito, é possível ser gay e viver como um bom sacerdote. O importante é respeitar o voto de castidade porque essa é a verdadeira escolha.”

(Cardeal D. Angelo Becciu, Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos)

Contexto da frase:

Frase proferida no âmbito de um colóquio intitulado “A Igreja de Francisco”, promovido pelo diário esquerdista italiano La Repubblica; in La Repubblica, 09/06/2019 – tradução livre.

D. Angelo Becciu foi criado cardeal pelo Papa Francisco no consistório de 28 de junho de 2018.

Basto 06/2019

O Orgulho Gay da Disneyland Paris

magical.pride.jpgA Disneyland Paris, um dos maiores parques de diversões da Europa, visitado anualmente por milhões de crianças de todo o mundo, celebrou, no dia 1 de junho, a Magical Pride Party 2019, onde incluiu uma versão mais modesta das perversas marchas do Orgulho Gay e toda uma vasta gama de merchandising associado ao movimento extremista LGBT.

Basto 06/2019

Google celebra os 50 anos de história do Orgulho Gay

doodle

Por Maria Ribeiro

Embora o Google nunca tenha escondido a verdade, de acordo com as cores berrantes próprias do seu garrido logótipo, hoje mesmo fiquei estarrecida com a pesquisa encontrada.

Quem visitar esta plataforma digital, encontrará um doodle “especial”. Ao clicar no mesmo verifica que esse doodle foi colocado, a fim de “celebrar” os 50 anos de orgulho gay e, como era de esperar, em cada ano o número de participantes, nas paradas foi aumentando.

Sendo o Google um motor de busca, de longa utilização, a intenção é mesmo divulgar, ao máximo toda esta trama, bem urdida que usa a tara exibicionista dos “idiotas úteis” (sem ofensa, nem qualquer tipo de julgamento), LGBT que não entendem (ou não querem entender) a forma vil como são expostos e alvo de voyeurs, como mercadoria desprezível.

Os que assim procedem não pretendem respeitá-los e defendê-los, (aos homossexuais e afins), como seria expectável mas, apenas, revelam a malévola intenção de os usar, como objectos de desconstrução e engenharia social. Depois quando já não tiverem serventia irão descartá-los como “coisa desprezível”. Que ninguém se iluda… “Quem avisa amigo é”.

O Centro da Comunidade LGBT de Nova Iorque, com o apoio do Google.org, tem estado a trabalhar na preservação da história da comunidade LGBTQ+ para as gerações futuras ao expandir o Monumento Nacional Stonewall da sua localização física em Nova Iorque para uma experiência digital que pode ser acedida por todos, onde quer que estejam:

Mas isto ainda não é o pior. O que me deixou terrivelmente angustiada foi a notícia de que Portugal é candidato:

A iniciativa partiu da Variações – Associação de Comércio e Turismo LGBTI de Portugal que, com o apoio do governo português e da associação ILGA Portugal, quer trazer para o país a organização do EuroPride em 2022.

Pronto… já só faltava esta.

Basto 06/2019

 

As passadeiras gay da cidade de Lisboa são uma ideia dos autarcas do “partido democra-cristão”

As passadeiras LGBT que têm sido pintadas em algumas ruas da cidade de Lisboa são afinal uma ideia de autarcas eleitos pelo CDS-PP, o maior partido que representa a “democracia-cristã” em Portugal.

passadeiras.lgbt.jpg
In página facebook pessoal do Presidente da Junta de Freguesia de Campolide.

Os representantes do CDS-PP na Assembleia de Freguesia de Arroios, Frederico Sapage Pereira e Vítor Teles, propuseram então que se assinale a efeméride “com a colocação de passadeiras arco-íris, na avenida Almirante Reis, em frente aos sinais luminosos para passagem de peões junto aos números 1 e 13”.

In O Jornal Económico, 30/04/2019.

É o aggiornamento dos partidos…

Basto 05/2019

Missa gay no México

Anúncio da celebração na página da San Aelredo A.C..

No domingo passado, a Catedral de Santiago, na cidade de Saltillo, México,celebrou uma “Missa de Ação de Graças” pelos 17 anos da associação San Aelredo A.C., uma organização homossexualista que promove o chamado “casamento gay” e dá a cara pelas reivindicações da “população LGBTTTI” [?] no seu país.

Foi o próprio bispo de Saltillo, D. Raúl Vera López, quem teve o descaramento para presidir a essa celebração destinada a militantes e simpatizantes da ideologia gay.

Basto 01/2019

Transexual irado numa loja dos EUA depois de ter sido tratado por “senhor”

O vídeo foi gravado recentemente no Novo México, numa loja de videojogos da conhecida cadeia GameStop, acabando por tornar-se viral através das redes sociais. O seu protagonista é alguém que se identifica como “Tiffany” Moore, um ex-homem de aspecto bastante masculino, indignado, que se revolta contra o funcionário da loja, desatando aos gritos e pontapés, depois de este, educadamente, se ter referido a ele como “senhor”.

Basto 01/2019

Noivas de São Belzebu?

No nono aniversário da aprovação do “casamento gay” em Portugal, o apresentador de televisão José Carlos Malato faz um exigência à Câmara Municipal de Lisboa: que alargue a tradicional celebração dos Casamentos de Santo António aos chamados “casamentos LGBT”.

A acontecer, ao menos que mudem o nome da cerimónia, por respeito ao santo padroeiro da cidade.

Basto 01/2019

Frases que nos fazem pensar: Pe. James Martin SJ

m.james.martin.metallica“É surpreendente que a maioria dos católicos LGBT se sintam como leprosos na Igreja? […] Eles foram tratados como leprosos pela Igreja. Nunca subestimem a dor que as pessoas LGBT experimentaram – não apenas nas mãos da igreja, mas da sociedade em geral.”

(Pe. James Martin SJ, autor, articulista na revista dos jesuítas America, ativista LGBT e – recentemente nomeado pelo Papa Francisco – Consultor da Secretaria da Comunicação da Santa Sé)

james.martin.lgbt.jpg

Contexto da frase:

Discurso proferido pelo sacerdote jesuíta americano em Dublin, no dia 23 de agosto, no Encontro Mundial das Famílias 2018, sob o título “How parishes can welcome L.G.B.T. Catholics”; in America, 28/08/2018 – tradução livre.

Basto 8/2018

Frases que nos fazem pensar: Pe. Fernando Calado Rodrigues

pe.fernando.calado.rodrigues“Em vez de ter medo que se lhe cole o rótulo de “gay friendly”, ou “LGBTIQ friendly”, Bragança deveria estar atenta aos benefícios de ser considerada uma cidade acolhedora em todas as dimensões, incluindo todos os que vivem a sua sexualidade com as mais diversas orientações, desde que respeitadores da sensibilidade dos outros.”

(Pe. Fernando Calado Rodrigues, pároco nas paróquias da cidade de Bragança e articulista do Jornal de Notícias)

Contexto da frase:

A frase faz parte de um artigo de apoio à realização da 1ª Marcha do Orgulho Gay em Bragança, a qual viria a realizar-se no dia 19 de maio de 2018. O artigo de opinião, intitulado “Bragança gay friendly“, é assinado pelo Pe. Fernando Calado Rodrigues no Jornal de Notícias, publicação onde o referido sacerdote escreve regularmente; in Jornal de Notícias, 30/04/2018.

lgbt.bragança
Ativistas gay junto à Sé Velha de Bragança; in SIC Notícias, 19/05/2018.

Recomenda-se ainda, do mesmo autor, a leitura do artigo “Não há vida como a vida de padre!”, publicado hoje no Jornal de Notícias, em que o sacerdote lamenta o facto de “muitas vezes” se ter preocupado “mais em aplicar a lei e as normas da Igreja do que em «acompanhar, discernir e integrar a fragilidade», como o Papa propõe na Amoris Lætitia“.

Basto 6/2018

Portugal orgulhosamente gay, de Faro a Bragança

Agora até em Bragança, mesmo debaixo das varandas das avós… A reportagem da SIC Notícias pode ser vista aqui.

Basto 5/2018