Nova Pastoral em Fátima: 10 de Junho, o dia do Anjo Custódio de Portugal

Que fazeis? Orai, orai muito. Os Corações Santíssimos de Jesus e Maria têm sobre vós desígnios de misericórdia. Oferecei constantemente, ao Altíssimo, orações e sacrifícios.

(Anjo de Portugal, Fátima, 1916)

Basílica da Santíssima Trindade, Santuário de Fátima, 10 de Junho de 2018.

Basto 12/2018

Presidente ucraniano foi ao Santuário de Fátima rezar pela paz

poroshenko
Petro Poroshenko e a sua esposa Maryna Poroshenko no Santuário de Fátima no dia 18 de dezembro de 2017 in Página Oficial da Presidência Ucraniana, 18/12/2018.

Enquanto alguns conservadores, desiludidos com os excessos da era moderna ocidental, continuam a acreditar nas fábulas do bem-aventurado Vladimir Putin, à espera que o “grande monarca” eslavo venha salvá-los da podridão civilizacional, o presidente ucraniano, à margem da sua visita oficial a Portugal, deslocou-se discretamente a Fátima para rezar pela paz no seu país. Veio acompanhado pela esposa e por vários elementos do seu governo.

Petro Peroshenko deixou uma mensagem forte no livro de honra do Santuário:

Estou profundamente impressionado com a mensagem de Fátima, em particular sobre o aviso de uma ameaça para a humanidade por parte da Rússia, a qual, caso não se arrependa, espalhará os seus erros pelo mundo, provocando guerras e o perecimento massivo de povosescreveu o Chefe de Estado da Ucrânia lembrando que o seu país “tem sentido na própria pele a veracidade dessas profecias”.

(in Santuário de Fátima, 18/12/2017)

Para o Ocidente, em geral, as profecias de Fátima são um assunto arrumado, pertencem ao passado, a Rússia já se converteu (embora ninguém saiba dizer exatamente a quê), mas a Ucrânia continua a recordar-nos que essas profecias são hoje mais atuais do que nunca e que o pior poderá ainda estar por vir.

A península ucraniana da Crimeia está sob ocupação estrangeira desde fevereiro de 2014, ao mesmo tempo que algumas regiões do leste da Ucrânia continuam longe de alcançar a normalidade devido às interferências russas.

A presente visita de um dirigente ucraniano a Fátima não foi um ato isolado. Em junho de 2008, o Santuário recebeu o ex-presidente Victor Yushchenko e, alguns meses depois, o deputado Petro Yushchenko (irmão do presidente), acompanhado pelo Embaixador da Ucrânia em Portugal, Rostyslav Tronenko. Ainda no ano de 2008, recebeu uma nova delegação de dirigentes ucranianos.

Basto 12/2017

O Santuário de Fátima – Memorial da Presença de Deus

O desenvolvimento dos meios de telecomunicação tornou hoje possível o contacto direto, fácil e acessível entre todas as pessoas que se encontram espalhadas pelo mundo. Se existe de facto um momento diário em que a nação portuguesa está unida em torno de um propósito comum, esse momento é aquela meia hora, ao final do dia, em que é transmitida a recitação do Terço, a partir do Santuário de Fátima.

Mais de um milhão de pessoas do mundo inteiro, todos os dias às 18:30 (15:30 em Brasília), fixam a sua atenção no lugar das aparições, em Fátima, para rezarem o Terço e meditarem nos mistérios do Rosário. São milhares de casas de família, lares de terceira idade, instituições religiosas, automóveis em circulação e até estabelecimentos comerciais que, àquela hora, se desligam do mundo para, em uníssono, através da rádio, da televisão ou da Internet, participarem na recitação do Terço à Virgem de Fátima.

Seria inverosímil pensar neste fenómeno como algo meramente português, apesar de partir do epicentro religioso de Portugal. Basta acompanhar a transmissão do Terço durante dois ou três dias consecutivos para se constatar a diversidade de sotaques aí presentes. As vozes orantes são emitidas em todas pronúncias nativas das várias nações da lusofonia e, também, com os sotaques de tantos que aprenderam o português como língua estrangeira. A dimensão multinacional desta oração ganha uma escala universal nas noites em que se reza o Terço Internacional, em que o português é apenas uma das várias línguas alternadas na récita desta oração profundamente católica.

Rezar o Terço em direto com o Santuário de Fátima, em união com os irmãos espalhados pelo mundo, é uma forma espiritualmente gratificante de se viver todos os dias a mensagem de Nossa Senhora.

Basto 2/2017