Vídeo de setembro – colocar a pessoa humana no centro

E Deus fica de fora, mais uma vez!

Uma sociedade que coloca a pessoa humana no centro de tudo pode ser muita coisa.

  • Socialista.
  • Comunista.
  • Maçónica.
  • Filantrópica.
  • Humanista.
  • Outra coisa qualquer…

Cristã não é, de certeza!

Apesar das naturais fraquezas humanas, tentemos colocar Deus no centro de todas as coisas, no centro das nossas vidas e da nossa sociedade. O Único Deus Verdadeiro chama-se Jesus Cristo e perante Ele todos se ajoelham, no Céu, na Terra e nos abismos.

Esse mesmo Jesus Cristo que tem sido esquecido, ignorado, relativizado, secundarizado, abstraído, negligenciado e ultrajado por uma série de vídeos absurdos.

Ao fim de nove episódios desta série ridícula, já ninguém acredita numa eventual falha na memória do Santo Padre nem na miopia do operador de câmara. Esta série de vídeos papais obedece a uma orientação editorial muito criteriosa e cuidada, integrando-se numa agenda ideológica específica que nada tem a ver com a missão salvífica da Igreja Católica.

 

Basto 9/2016

Intenções de oração para agosto: treinar juntos!

E aí está mais um vídeo desta série louca com a chancela da La Machi e o incansável empenho dos Jesuítas portugueses. Chegou mesmo a tempo para o Rio 2016.

Que Deus é esse a quem devemos rezar para pedir a paz? O deus futebol? O deus desporto? Estes vídeos são, pura e simplesmente, ridículos.

Para quem estava à espera de, finalmente, ouvir o Papa falar de Jesus Cristo terá de continuar a esperar sentado pelo próximo vídeo.

O crucifixo peitoral continua perniciosamente escondido.

 

Basto 8/2017

E tu, queres escutá-lo?

video do papa7
http://www.ovideodopapa.org

 

A partir de amanhã sai o 7º episódio da exótica série “Vídeo do Papa”. O número 7 é um número bíblico, haja esperança! O mote de partida são os “povos indígenas”, o assunto incontornável é a evangelização dos gentios.

Será desta vez que o Santo Padre vai afirmar ao mundo a Fé em Jesus Cristo, o único Deus? Será desta vez que ele vai dizer ao mundo que só há um Deus verdadeiro e que confiar em Buda é um risco sério?

Será desta vez que vai finalmente falar de Nossa Senhora e pedir perdão por ela ter sido cinicamente excluída do vídeo publicado em maio?

Será desta vez que vai mostrar explicitamente um crucifixo?

Infelizmente, tudo isto é pouco provável de vir a acontecer. Se não o fez até agora e toda gente gostou, por que razão haveria de fazê-lo desta vez?

Porque, se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras, dele se envergonhará o Filho do Homem, quando vier na sua glória e na glória do Pai e dos santos anjos. (Lc 9, 26)

video do papa71
http://www.ovideodopapa.org

O nosso Papa identifica-se como o seu rebanho, fala daquilo que as pessoas querem escutar!

Desta vez, os promotores destes vídeos loucos, num inédito gesto de humildade – ou talvez de ironia – até lançaram uma pergunta prévia na loja do costume:

E tu, queres escutá-lo?”

A partir de amanhã são esperados mais risos e mais aplausos.

Não vos enganeis: de Deus não se zomba. Pois o que um homem semear, também o há-de colher. (Gl 6, 7)

Oxalá que este artigo não passe de uma mera presunção pela qual, amanhã, possamos aqui pedir perdão.

 

Basto 7/2016

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Mais um “blockbuster” sem personagem principal

Seja a Misericórdia de Deus

Feito sem guiões muito elaborados, este filme é quase uma produção independente que já está condenada ao sucesso. O seu objetivo é promover a campanha “Seja a Misericórdia de Deus” dinamizada pela Ajuda à Igreja que Sofre. Esta é uma organização católica, inspirada na mensagem de Fátima, que depende diretamente da Santa Sé.

Mais uma vez, o Santo Padre esquece-se de um “detalhe” imprescindível durante as filmagens, a fonte da misericórdia. E o pior é que isso já nem sequer surpreende!

aparição de tui
Visão de Tui, 13 de junho de 1929

Jesus Cristo, “presente em todos os sacrários da Terra”, é a verdadeira fonte de Misericórdia neste mundo. Este aspeto é incontornável e inolvidável.

Definitivamente, o Papa Francisco tem algum problema em relação ao nome de Jesus Cristo. Na melhor das hipóteses, estamos perante um quadro clínico próprio da doença de Alzheimer ou de outra patologia com sintomas equivalentes.

E Deus não tardará muito em mostrar a Sua misericórdia, não tenhamos dúvidas em relação a isso. Se continuamos muito tempo por este caminho, quem poderá salvar-se?

 

Basto 6/2016

Guardar

Guardar