Unidos aos luteranos, fora da Verdade

Quem são os grandes reformadores da Igreja?

“Eu creio que os grandes reformadores da Igreja são os santos, os que escutam a palavra de Deus e a põem em obra.”

(Papa Francisco 13/10/2016 in Rome Reports)

Quem são então os santos? Martinho Lutero, o herege excomungado pelo Papa Leão X, responsável por uma rebelião de 500 anos que afastou nações inteiras da Fé verdadeira, não pode ser um santo.

lutero-em-roma
Altar improvisado na Sala Paulo VI, em Roma, para a estátua vermelha do herege Martinho Lutero

 

lutero-em-roma2
Igreja Católica recebe com agrado as “95 Teses” pelas quais, cinco séculos antes, excomungara Lutero

 

O que gosta mais e o que não gosta nos luteranos?

Gosto muito dos bons luteranos, os luteranos que seguem verdadeiramente a fé de Jesus Cristo. Mas não gosto dos católicos mornos e dos luteranos mornos. Esses não me agradam.

Também quero fazer-vos uma pergunta. Quem são melhores, os luteranos ou os católicos? É melhor quando estão juntos.”

(Papa Francisco 13/10/2016 in Rome Reports)

Quando “estão juntos” onde? Se a Fé Católica é a única verdadeira e constatamos que não houve conversão daqueles que dela estão afastados, então o tal “encontro” só pode acontecer fora da Verdade.

unidos na indiferença.jpg

A Verdade não muda: se perdermos o dogma, perdemos a nossa alma.

(Pe. Nicholas Gruner in Cruzader Nº 74)

A porta é estreia, mas temos de mantê-la aberta.

Basto 10/2016

3 thoughts on “Unidos aos luteranos, fora da Verdade

  1. Cylláh, o momento pelo qual passamos hoje é de uma provação brutal sobre as nossas almas. A diferença entre a Verdade e mentira está ao nível do detalhe, do pormenor linguístico e semântico, da abordagem filosófica, teológica, existencial… Em cada detalhe somos obrigados a perguntar a nós mesmos: mas o que é afinal a Verdade? Como Pilatos perguntou a Jesus depois de Ele ter afirmado que nasceu para dar testemunho da Verdade: “Quid est Veritas?”

    De uma coisa tenho a certeza, a Verdade está na porta estreita, naquela que não agrada ao mundo nem aos nossos desejos humanos.

    Há 99 anos Nossa Senhora de Fátima veio pedir a conversão… Perante as notícias desta salada que mistura católicos e luteranos, mais pelo humanismo do que pela Fé, se ainda tivermos um mínimo de lucidez, somos obrigados a perguntar se seria mesmo isto a tal “conversão” de que Nossa Senhora falava. É que esta receita não é muito diferente da receita da salada cubana que misturou à pressa católicos e ortodoxos russos separados quase há mil anos. Estaremos nós a assistir a uma conversão universal à Fé Católica? Ou estarão os católicos a converter-se em não sei o quê?

    O que é a conversão? De acordo com a sua origem etimológica, esta palavra quer dizer “mudar de crença”, “voltar-se”, “dobrar-se”… Mas então são os católicos (se ainda é que existem verdadeiramente) quem deve converter-se? Meu Deus! Se assim fosse, Nossa Senhora teria aparecido há 500 anos atrás para pedir ao Papa Leão X e a todos os católicos da época para aceitarem a heresia luterana.

    Só há uma Fé verdadeira: a Fé Católica! A Igreja Católica é a única fundada pelo próprio Cristo, as outras foram inventadas por heréticos cismáticos como Lutero. A Fé Católica é a única porta da Salvação, é o maior património imaterial da humanidade porque nos foi dado pelo próprio Deus. Devemos preservá-la e oferece-la a todos os outros. Extra Ecclesiam nulla salus.

    Temos de nos segurar dentro da barca Cylláh porque as ondas são cada vez mais fortes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s