Santa Maria Mãe de Deus

mog-bradford
Nossa Senhora Mãe de Bradford, Santuário da Anunciação, na Igreja de São José, em Bradford, Inglaterra

Hoje é o dia da solenidade de Santa Maria Mãe de Deus, a Theotókos (palavra grega utilizada pelas igrejas católicas orientais e pelas igrejas ortodoxas). “Mãe de Deus” é o mais glorioso de todos os títulos atribuídos a Nossa Senhora. A Maternidade Divina da Virgem Maria é um dos quatro dogmas marianos, tendo sido proclamado, no ano 431, pelo I Concílio de Éfeso.

Na Igreja Católica de Rito Latino, a festa da “Maternidade da Santíssima Virgem Maria” começou por ser celebrada inicialmente em Portugal, desde 1914, no dia 11 de outubro. Em 1931, no 15º Centenário do I Concílio de Éfeso, o Papa Pio XI universalizou esta celebração a toda a Igreja, instituindo-a como Festa Litúrgica, assinalada no calendário católico a 11 de outubro. A revisão litúrgica levada a cabo em 1969 transferiu-a para o tempo litúrgico do Natal, sendo agora festejada no dia 1 de janeiro de cada ano.

O dia 1 de janeiro é também, desde 1968, o Dia Mundial da Paz. Esta ideia partiu do Papa Paulo VI, tendo sido transmitida ao mundo numa carta publicada no dia 8 de dezembro, na solenidade da Imaculada Conceição, de 1967.

Basto 1/2017