Portugal: o país que mais gosta do Papa Francisco.

De acordo com uma sondagem levada a cabo pela WIN/Gallup, uma organização especializada em estudos de mercado, Portugal aparece como o país, a nível mundial, onde o Papa Francisco é mais popular, somando um total de 94% de opiniões favoráveis e apenas 2% desfavoráveis; 4% não sabem ou não respondem. Este estudo de opinião, concluído no final do mês de março, utilizou uma amostra de mais de 63 milhares de inquiridos, distribuídos por 64 países.

Outras conclusões:

  • O Papa tem uma imagem positiva a nível mundial, reconhecida por muitas pessoas de crenças religiosas não católicas;
  • 54% da população mundial tem uma opinião positiva do Papa Francisco, 12% tem uma opinião negativa e 34% não tem opinião formada.
  • A sua popularidade ultrapassa a de outros líderes mundiais como Obama ou Merkel.
  • A Argélia é o país onde o Papa regista mais opiniões desfavoráveis, seguido-se a Palestina e a Turquia, respetivamente.
  • A Espanha regista 80% de opiniões favoráveis e 9% desfavoráveis, 11% não sabem ou não respondem, surgindo em 7º lugar.
  • O Brasil regista 73% de opiniões favoráveis e 13% desfavoráveis, 14% não sabem ou não respondem, aparecendo em 15º lugar.
  • Portugal e Brasil foram os únicos países da CPLP contemplados neste estudo.

 

Se este estudo estiver certo, podemos dizer que o Santo Padre tem o mundo com ele, e em especial os portugueses.

Basto 4/2016

4 thoughts on “Portugal: o país que mais gosta do Papa Francisco.

  1. Geraldo 25 de Março de 2018 / 1:42

    … “54% da população mundial tem uma opinião positiva do Papa Francisco, 12% tem uma opinião negativa e 34% não tem opinião formada”, pode-se acrescentar aos 54 os 34 = 88, pois esses últimos estão fora da realidade, os favoráveis e os sem opinião formada seriam ambos de um comportamento de alienados à verdadeira fé católica, aparentariam que seriam mais exterioristas que ao inverso, facilmente seriam manipulaveis por gestos populistas!
    Tendo no cômputo geral cerca de 90% nos índices gerais que mais pesam, como o da Espanha, Portugal, Argentina, mesmo o Brasil, concluiríamos que no mundo haveriam – a partir dos católicos – vejam bem – cerca de ao máximo 10% que raciocinam melhor e, além de terem uma fé mais consistente, nem tanto valorizam exterioridades, até mesmo o populismo quando usado numa fé católica distorcida, porém sedutora de incautos!
    Os europeus piores um pouquinho que brasileiros, huuuummmm, mais atrasados ainda nesse item considerando-o inteligente, próximo, valente, não rebelde – assustadores esses índices…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s